Série “Criadas por Animais” investiga criança criada como bicho

por Samantha Kelly — publicado 14 set 2012 - 8:13

Oxana (à esq.), ucraniana criada por cães, em entrevista à antropóloga Mary Ann Ochota, da série “Criadas por Animais”. (Divulgação)

 

Por trás de histórias como as de Tarzan e de Rômulo e Remo existem casos reais e atuais de crianças que cresceram sem contato humano, apenas com outros animais.

A nova série em três episódios “Criadas por Animais” no Animal Planet investiga e mostra casos verídicos e seus personagens.

A apresentadora Mary Ann Ochota, antropóloga britânica, viaja até lugares como Uganda, Ucrânia e Fiji em busca de testemunhas oculares, imagens e explicações.

Em entrevista coletiva concedida por teleconferência, Mary Ann disse que “é difícil saber quantos casos existem. Muitos são antigos e outros mantidos em segredo”. Por isso é que filmou apenas três programas. “São raros os casos em que é possível saber a história real, genuína.”

O primeiro episódio é sobre John, um menino que viveu com macacos nas florestas de Uganda. O segundo episódio mostra o drama de Oxana, uma garota ucraniana que, abandonada por sua mãe alcoólatra, achou companhia entre cães. O último episódio exibe a história de Sujit, em Fiji, que viveu trancado com galinhas.

Em todos os casos, o desenvolvimento da fala, do andar, do comer, do convívio e da confiança nos outros é gravemente comprometido devido à falta de estimulação em períodos críticos. “Isso mostra o quão vulneráveis são as crianças”, afirma Mary Ann.

A psicóloga e especialista em comportamento animal Nancy Segal, da Universidade Estadual da Califórnia (EUA), acrescenta dois casos. “Um é o de Genie, que foi criada pelos pais em isolamento social. O outro é o de Victor, um francês que cresceu em ambiente selvagem.” Ela explicou à Folha que ambos adquiriram algum vocabulário, sem apresentar gramática.

A dificuldade dessas crianças com a fala ocorre porque há um período crítico, influenciado pelo instinto, para que uma habilidade como a linguagem possa se desenvolver com a ajuda de um estímulo. Se esse período passa, a aprendizagem é dificultada ou pode até não ocorrer.

“A resposta geral das crianças reencontradas é confusão e medo”, disse Mary Ann. “O garoto de Uganda fugiu várias vezes do orfanato para voltar para a floresta.”

As crianças só mostraram progresso na reabilitação após criarem vínculos com alguém em especial.

A psicóloga e etóloga Vera Bussab, especialista em vinculação mãe-bebê da USP, salienta que “a predisposição natural humana para a vinculação afetiva está presente desde antes do nascimento”.

“A motivação para a interação, o reconhecimento precoce da mãe e a expressão de emoções positivas frente à proximidade dela são indicadores dessa predisposição instintiva ao vínculo.”
Mary Ann destaca “o quanto os animais foram importantes para as crianças sobreviverem emocionalmente”.

Para ela, “os macacos em Uganda estão acostumados com humanos e até toleraram John no seu grupo, mas não cuidaram dele ativamente”.

Vera diz que “a própria adoção de filhotes de uma espécie por outra mostra uma abundância de instintos de cuidar. E a aceitação de condições substitutivas, nas quais os filhotes aproveitam ao máximo essa maternidade, supre dificuldades emocionais no crescimento”.

 

Ficção e Realidade

O tema de crianças criadas por animais é comum em histórias e filmes. Mary Ann diz que isso ocorre “porque nos mostra do que precisamos como humanos”.

“Os estereótipos dessas histórias são compreensíveis, mas não se trata de uma volta romanceada ao jardim do Éden. Na realidade, elas passam fome, frio e se esforçam ao máximo para sobreviver.”

Segundo Vera, não é por acaso que a sobrevivência de crianças pequenas sob os cuidados de outros animais intriga a todos nós. “Há um reconhecimento implícito da dependência especial que o recém-nascido humano tem dos cuidados fornecidos pelo pai e pela mãe.”

 

Fonte

Cachorro se apaixona por sete filhotinhos de gato e cuida de todos eles

por Andrezza Oestreicher — publicado 18 ago 2017 - 9:17

Apesar de ainda muita gente acreditar que cães e gatos não se gostam, está cada vez mais comum ver grandes e fortes amizades entre esses animais. E o caso de amor entre um cãozinho e filhotes de gato pode provar isso.

A tutora de duas gatinhas estava servindo na Marinha e precisou viajar. Ela deixou seus animais com uma amiga, a usuária da rede social Imgur que possui alguns cachorros, mas ninguém ficou preocupado quanto a isso e todos os animais se deram bem.

 » Read more about: Cachorro se apaixona por sete filhotinhos de gato e cuida de todos eles  »

Motorista de caminhão de entrega adota amigo canino após tutora do animal falecer

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 ago 2017 - 18:36

A motorista de caminhão de entrega Katie Newhouser é uma verdadeira amiga e amante dos animais. Ela faz entregas Rancho Cucamonga, na Califórnia, pela empresa UPS e tinha um amigo muito especial em sua rota.

Sempre que passava por um complexo de apartamentos, Katie cumprimentava seu amigo Leo, um cachorro da raça Pit Bull bastante carinhoso e que logo pulava no caminhão quando a motorista chegava.

Quando descobriu que a tutora de Leo havia falecido,

 » Read more about: Motorista de caminhão de entrega adota amigo canino após tutora do animal falecer  »

Olivia Wilde apresenta seu novo cachorrinho nas redes sociais

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 ago 2017 - 9:37

Olivia Wilde, atriz que ficou bastante conhecida depois de interpretar a personagem “Treze” na série “House M.D.” e “Quorra” no filme “Tron: O Legado”, acaba de aumentar a sua família.

Mãe de dois filhos, Otis, de três anos, e Daisy, de nove meses, e tutora do cachorro chamado Paco que foi adotado, Olivia resolveu levar outro cãozinho para casa.

Ladies and gentlemen, meet the heartbreaker formerly known as Maxamillion, now christened by his new human brother as Elvis Sudeikis-Wilde.

 » Read more about: Olivia Wilde apresenta seu novo cachorrinho nas redes sociais  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cachorro se apaixona por sete filhotinhos de gato e cuida de todos eles

por Andrezza Oestreicher — publicado 18 ago 2017 - 9:17

Apesar de ainda muita gente acreditar que cães e gatos não se gostam, está cada vez mais comum ver grandes e fortes amizades entre esses animais. E o caso de amor entre um cãozinho e filhotes de gato pode provar isso.

A tutora de duas gatinhas estava servindo na Marinha e precisou viajar. Ela deixou seus animais com uma amiga, a usuária da rede social Imgur que possui alguns cachorros, mas ninguém ficou preocupado quanto a isso e todos os animais se deram bem.

A gata Terra estava mais redondinha, mas todos achavam que ela estava apenas gordinha. (Foto: Reprodução / Honest To Paws / Oowth / Imgur)

Acontece que, com o passar dos dias, uma das gatinhas, Terra, começou a parecer mais gordinha. Supondo que ela estava apenas gordinha, a amiga decidiu apenas ficar de olho na gata e não a levou ao veterinário.

Até que ela pariu sete filhotes. (Foto: Reprodução / Honest To Paws / Oowth / Imgur)

Alguns dias depois, a anfitriã escutou alguns barulhos diferentes e foi checar. A surpresa foi enorme, a gata Terra tinha acabado de dar à luz sete filhotinhos fofos e saudáveis.

Terra ficou muito bem no papel de mamãe e estava muito feliz com seus filhotes, mas ela não tinha ideia da grande ajuda que estava para receber.

Um dos cachorros que vivia na casa se apaixonou imediatamente pelos filhotes. (Foto: Reprodução / Honest To Paws / Oowth / Imgur)

Um dos cães da anfitriã, uma mistura de Dachshund sem raça definida, se encantou rapidamente pelos filhotes. O animal tentou por várias vezes se aproximar dos bebês e a tutora fez o primeiro encontro entre eles de forma bastante segura para os pequenos.

O cachorro imediatamente mostrou o seu lado carinhoso e cuidadoso com os filhotes e não conseguia parar de lamber os bebês gatinhos. Os pequenos também pareceram gostar muito do novo amigo e a partir de então, o cão se tornou uma espécie de babá dos filhotes.

O cão queria ficar o tempo inteiro perto dos gatinhos e se tornou uma espécie de babá dos pequenos. (Foto: Reprodução / Honest To Paws / Oowth / Imgur)

À medida que os gatinhos foram crescendo, eles passaram a brincar ainda mais com o amigo cachorro, todos sempre saudáveis, se dando muito bem e se amando muito.

Fonte: Honest To Paws

Motorista de caminhão de entrega adota amigo canino após tutora do animal falecer

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 ago 2017 - 18:36

A motorista de caminhão de entrega Katie Newhouser é uma verdadeira amiga e amante dos animais. Ela faz entregas Rancho Cucamonga, na Califórnia, pela empresa UPS e tinha um amigo muito especial em sua rota.

Sempre que passava por um complexo de apartamentos, Katie cumprimentava seu amigo Leo, um cachorro da raça Pit Bull bastante carinhoso e que logo pulava no caminhão quando a motorista chegava.

Katie conheceu o cão e sua tutora enquanto fazia entregas. (Foto: Reprodução / Life With Dogs / Katie Newhouser)

Quando descobriu que a tutora de Leo havia falecido, Katie logo soube o que deveria fazer. Ela ofereceu sua casa como lar temporário para que o cão ficasse até encontrar uma nova família.

“Eu conheci Leo e sua mãe Tina na minha rota – eles viviam em condomínio onde faço entregas. Ele sempre latia para ela para deixá-lo descer até o caminhão para me ver. Ele entrava no meu caminhão e se sentia em casa!”, contou Katie ao site Life With Dogs.

De acordo com Katie, ela descobriu que a tutora do cão falecido depois que viu o filho dela colocando suas coisas em um caminhão de mudança e de checar o Facebook de Tina.

Ao saber da situação do animal, ela decidiu levá-lo para sua casa, onde ele logo fez uma grande amizade com seu cachorro. (Foto: Reprodução / Life With Dogs / Katie Newhouser)

Katie também descobriu que os moradores do local onde os dois vivam estavam reclamando do cão e que o filho da tutora não poderia ficar com o cachorro, pois ele estava terminando o seu treinamento para os fuzileiros navais. Então, ela resolveu levar o animal para sua casa, para vê-lo feliz novamente.

Porém, o que era para ser temporário acabou se tornando definitivo.

Apesar de no começo Leo sentir falta de sua tutora, ele se adaptou muito bem a sua casa temporária e também logo se tornou amigo do cão de Katie.

A motorista do caminhão de entregas então decidiu adotar de vez o Pit Bull Leo. (Foto: Reprodução / Life With Dogs / Katie Newhouser)

Ao perceber a grande amizade que Moose tinha feito com o hóspede Leo e que eles tinham se apegado bastante, Katie viu que não poderia acabar com aquele amor e que Moose não conseguiria mais voltar a ser filho único.

Agora, Leo foi adotado por Katie, se tornou um membro da família e conseguiu um lar perfeito para ele.

Fonte: Life With Dogs