Série de fotografias de Pieter Ten Hoopen mostra briga de cães no Afeganistão

O ensaio "Brigas de cachorros no Afeganistão"

por Samantha Kelly — publicado 16 abr 2013 - 14:50

O fotografo Pieter Ten Hoopen entrou no mundo das rixas caninas no Afeganistão e trouxe através da série intitulada “Brigas de cachorros no Afeganistão” imagens dos cães e seus donos.

Considerado um esporte por alguns, as brigas deixam sequelas seríssimas nos cães. As rixas envolvem treinadores e quantidades de dinheiro que chegam a $ 10,000. Todas as sextas-feiras no inverno, em um campo fora de Cabul (capital do Afeganistão), milhares de pessoas se reúnem para assistir.

Os cachorros se posicionam no centro do ringue, enquanto são observados por seus donos. Só quem pode acabar a briga é o Mirren, líder e juiz da luta.

Mesmo que geralmente os cães não matem o outro no ringue, muitos acabam morrendo decorrente de feridas graves causadas nas rixas.

Pelas fotos não é possível ver nenhuma mulher, o que pode significar que essa seria uma atividade predominantemente masculina.

Até o ano de 2001, quando o Afeganistão era dominado pelo Talibã, as rixas caninas eram proibidas. Porém, com a queda do regime, as brigas têm ganhado muita popularidade nos últimos anos, se tornando um hobby nacional. Atualmente o país não possui leis de proteção aos animais.

 

Rixas caninas no Afeganistão. Foto: Pieter Ten Hoopen

 

Rixas caninas no Afeganistão. Foto: Pieter Ten Hoopen

 

Rixas caninas no Afeganistão. Foto: Pieter Ten Hoopen

 

Rixas caninas no Afeganistão. Foto: Pieter Ten Hoopen

 

Rixas caninas no Afeganistão. Foto: Pieter Ten Hoopen

 

Rixas caninas no Afeganistão. Foto: Pieter Ten Hoopen

 

Para mais fotos, acesse o site da Agência VU.

deixe seu comentário:

Uma resposta para “Série de fotografias de Pieter Ten Hoopen mostra briga de cães no Afeganistão”

  1. Claudia Oliveira disse:

    Infelizmente, em pleno século XXI, alguns homens sem coração vivem primitivamente como ignorantes insanos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *