Todos os cães na Inglaterra devem ter o microchip até 2016

Medida busca auxiliar na busca de cães perdidos e diminuir o número de animais que vivem nas ruas.

por Fabio Sakita — publicado 17 fev 2013 - 8:28

Todos os cães na Inglaterra devem possui um microchip até 6 de abril de 2016, em uma tentativa de diminuir o número de cães nas ruas. Os donos que não obedeceram à regra até a data estabelecida podem ser multados em até £ 500.

Essa medida é importante pois obriga os donos a seguirem os princípios da posse responsável. Com a mudança, proprietários podem ser processados por um ataque de seu cão em terras privadas.

Todos os cães na Inglaterra devem ter o microchip até 2016. Foto: Reprodução

A RSPCA aceita a proposta mas acredita que a medida somente não fará com que os cães ataquem menos pessoas.

Dados do governo inglês revelam que mais de 100,000 cães são abandonados ou perdidos todos os anos, representando um custo de £57 milhões para os contribuintes e caridades.

Os ministros esperam que o microchip possa auxiliar donos que procuram seus pets perdidos, assim também tirando o fardo das autoridades locais e grupo de proteção animal.

O secretario ambiental Owen Paterson declarou:

 

É absurdo que em uma nação de amantes de cães, milhares de cães estão vagando na rua ou presos em abrigos porque seus donos não conseguem achá-los. O microchip é uma solução simples que oferece paz de espírito para donos. Torna mais fácil a recuperação de um pet perdido ou roubado.

 

Para saber mais sobre o Microchip, leiam: Colocando o microchip em seu cachorro

deixe seu comentário: