Tutora mata cão acidentalmente de tanto brincar na água

O cãozinho engoliu muita água ao brincar repetidas vezes de pegar graveto em um lago e teve hiponatremia, que ocorre quando os níveis de sódio muito baixos no sangue

por Andrezza Oestreicher — publicado 15 set 2017 - 9:36

Nós já falamos aqui que tirar um tempo para brincar com seu animal é essencial para que ele seja um pet mais feliz, saudável e que ele tenha uma conexão ainda maior com você. Porém, é preciso ficar atendo aos tipos de brincadeira e aos sinais que o cão apresenta durante a atividade, para que a coisa não tenha um efeito contrário ao que se deseja.

Uma tutora brincou tanto com seu cachorrinho na água que, sem imaginar que isso poderia acontecer, acabou causando a morte do animal.

Cãozinho participou de um passeio em família e pôde brincar em um lago pela primeira vez. (Foto: Reprodução / Metro UK / Caters)

Em uma tarde de festa com a família, Jen Walsh, de 42 anos, resolveu brincar com seu cachorro Hanz, um Schnauzer de dois anos de idade, no lago. Ela ficava jogando gravetos para o cão buscar na água, uma brincadeira muito comum.

Porém, eles fizeram isso por muito tempo. Segundo Jen, o cão deve ter ido buscar gravetos na água por cerca de 20 vezes. O cachorro entrou em colapso e acabou falecendo.

O que aconteceu foi que o animal teve uma hiponatremia, condição que ocorre quando o nível de sódio no sangue está muito baixo e que provocou danos fatais no cérebro do cão.

Esses níveis ficaram baixos por conta da quantidade de água que o animal engoliu involuntariamente a cada vez que pegava o graveto e nadava de volta com a boca aberta no lago.

Apesar de ter ficado com o coração despedaçado, a tutora fez uma publicação em seu perfil no Facebook contando o triste acontecimento. De acordo com ela, sua intenção era informar as pessoas dos riscos que brincar de “buscar” na água podem trazer para o animal.

“Hanz adorava ‘buscar’, e eu não tinha ideia de que jogar graveto para o cão poderia ser um risco. Nós jogamos gravetos e bolas de tênis para ele o tempo todo. Quando percebi que isso causou a morte dele, fiquei completamente horrorizada. Eu simplesmente pensei: ‘Por que ninguém me falou sobre isso?’”, contou a tutora.

O cachorro acabou bebendo muita água durante a brincadeira e teve uma queda do nível de sódio no seu sangue. (Foto: Reprodução / Metro UK / Caters)

Segundo Jen, o cão estava muito bem brincando e em um curto espaço de 20 minutos algo já parecia estar errado e em uma hora ele já estava morto, porém ninguém sabia o que tinha acontecido. “Nós não tínhamos ideia de que os cachorros podem acabar engolindo muita água enquanto brincam de buscar o graveto na água e de que isso pode fazer muito mal”, disse Jen.

A tutora contou ainda que ela e seu marido estão se sentindo muito culpados por terem colocado seu animal em risco sem nem saber. De acordo com ela, eles acreditavam que estavam fazendo bem ao animal ao colocá-lo para se exercitar na água.

De acordo com Jen, depois de muito brincar o cão de repente ficou apático, mole e ficou parecendo como se estivesse bêbado. Então, ele foi imediatamente levado para uma clínica veterinária, onde os médicos informaram que não havia nada que pudessem fazer, pois o cérebro já tinha sido afetado.

Jen espera que a triste morte de seu cachorro sirva de alerta para que os tutores tenham mais cuidado e atenção ao levarem seus animais para brincar na água.

Fonte: Metro UK

Cachorros da raça Galgo Italiano são encontrados vivendo em terríveis condições em São Paulo

por Andrezza Oestreicher — publicado 25 abr 2018 - 13:00

Mais uma vez, a ganância do ser humano, chamado de racional, transformou seres tão amáveis como os cachorros em máquinas de reproduzir filhotes e em fonte de lucro e de dinheiro. É exatamente isso o que criadouros clandestinos fazem.

Na última sexta-feira, dia 20 de abril, a Polícia Militar Ambiental (PMA) encontrou em uma residência em Praia Grande, no litoral de São Paulo, cachorros da raça Galgo Italiano, considerada rara no Brasil, em um estado terrível e em visíveis condições de grave negligência.

 » Read more about: Cachorros da raça Galgo Italiano são encontrados vivendo em terríveis condições em São Paulo  »

Conheça a grande paixão de Anajú Dorigon, o cachorrinho de estimação Woody

por Andrezza Oestreicher — publicado 24 abr 2018 - 17:32

A atriz Anajú Dorigon, que está no ar atualmente como a personagem Cecília na novela “Orgulho e Paixão”, é uma das nossas, apaixonada por animais.

Tutora de uma cadela vira-lata chamada Betty, que foi adotada pela família em uma feira de adoção em uma praça localizada perto da casa dos seus pais, Anajú queria um cãozinho pequeno para ela cuidar. Foi aí que surgiu em sua vida o pequeno Woody.

Minha vida !

 » Read more about: Conheça a grande paixão de Anajú Dorigon, o cachorrinho de estimação Woody  »

Mulher é flagrada abandonando cães em terreno baldio e não se intimida ao ser filmada

por Andrezza Oestreicher — publicado 24 abr 2018 - 13:42

Por motivos diversos, alguns fúteis e outros reais, algumas pessoas acabam doando seus animais para pessoas que vão cuidar deles com todo o amor ou para abrigos que vão encaminhá-los para adoção. Nestes casos, pensamos que “pelo menos” a pessoa teve a preocupação de encontrar um bom local para o pet ficar.

Porém, nós não entendemos porque, mesmo com a opção de doar, muitas pessoas ainda abandonam seus próprios animais na rua, sem nenhum tipo de preocupação ou remorso.

 » Read more about: Mulher é flagrada abandonando cães em terreno baldio e não se intimida ao ser filmada  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cachorros da raça Galgo Italiano são encontrados vivendo em terríveis condições em São Paulo

por Andrezza Oestreicher — publicado 25 abr 2018 - 13:00

Mais uma vez, a ganância do ser humano, chamado de racional, transformou seres tão amáveis como os cachorros em máquinas de reproduzir filhotes e em fonte de lucro e de dinheiro. É exatamente isso o que criadouros clandestinos fazem.

Na última sexta-feira, dia 20 de abril, a Polícia Militar Ambiental (PMA) encontrou em uma residência em Praia Grande, no litoral de São Paulo, cachorros da raça Galgo Italiano, considerada rara no Brasil, em um estado terrível e em visíveis condições de grave negligência.

Os animais estavam sendo extremamente negligenciados. (Foto: Divulgação / PMA)

A PMA foi chamada depois que vizinhos começaram a sentir um mau cheiro muito forte vindo da residência. Como o proprietário da casa não aparecia há cerca de duas semanas, os vizinhos começaram a achar que o homem estava morto no local.

Porém, antes mesmo de entrarem na residência os policiais já puderam perceber que o odor que vinha do local era dos cachorros e da situação deplorável em que eles estavam vivendo. Os animais estavam sendo muito negligenciados e visivelmente desnutridos.

Com imagens do local, os policiais conseguiram permissão para arrombar os cadeados e entrar no local, para verificar a parte de dentro da casa.

Os cães estavam desnutridos e vivendo em meio a muita sujeira e fezes. (Foto: Divulgação / PMA)

O lado de dentro estava muito pior do que os policiais imaginavam. Seis cachorros, todos da raça Galgo Italiano, eram mantidos na casa sem nenhum tipo de cuidado e em meio a muita sujeira, incluindo as próprias fezes.

Os cães estavam sem nem um tipo de alimentação e completamente sem água, extremamente magros e desidratados.

Além dos cachorros vivos, também foi encontrada a ossada de um animal em um corredor e um cão em estado de decomposição foi encontrado dentro de um cômodo que estava trancado.

A situação de negligência em que os animais estavam vivendo foi comprovada por equipes da Vigilância Sanitária e do Departamento de Zoonoses que foram chamadas no local.

Os cachorros vivos foram apreendidos e resgatados pela polícia. (Foto: Divulgação / PMA)

Os cachorros vivos foram apreendidos e resgatados pela polícia e encaminhados para receber os cuidados e tratamentos necessários em um centro especializado na cidade.

De acordo com informações da polícia, o proprietário da casa, que não tinha sido localizado até sábado, vai ser multado em R$ 30 mil pela Polícia Militar Ambiental e também irá responder a um inquérito sobre crime ambiental.

A suspeita é de que a residência funcionava com um criadouro ilegal e a polícia está investigando o local.

Fonte: G1

Conheça a grande paixão de Anajú Dorigon, o cachorrinho de estimação Woody

por Andrezza Oestreicher — publicado 24 abr 2018 - 17:32

A atriz Anajú Dorigon, que está no ar atualmente como a personagem Cecília na novela “Orgulho e Paixão”, é uma das nossas, apaixonada por animais.

Tutora de uma cadela vira-lata chamada Betty, que foi adotada pela família em uma feira de adoção em uma praça localizada perto da casa dos seus pais, Anajú queria um cãozinho pequeno para ela cuidar. Foi aí que surgiu em sua vida o pequeno Woody.

Minha vida ! ❤️🦁 #woody #pom

A post shared by ANAJÚ (@anajudorigon) on

A atriz contou em uma entrevista para o Vídeo Show que quando decidiu que raça de cachorro queria (Lulu da Pomerânia), foi até um local conhecer alguns filhotes. Chegando lá, tinha um em especial que fazia muito barulho e que, quando foi solto, logo pulou em seu colo e começo a lamber o seu rosto. Era Woody.

“Quando soltaram os filhotes, ele veio correndo em direção a mim, pulou no meu colo, começou a me lamber e, desde então, a gente não se separou”, disse a atriz.

a m o r ❤️ #puppy #animals

A post shared by ANAJÚ (@anajudorigon) on

Anajú fala com muito amor e carinho de seu pequeno Woody Allen, nome completo do cãozinho. Ela diz que o cachorrinho, que já vive com a atriz há três anos, é seu melhor amigo e que ele traz muita luz para a sua vida. “Eu costumo brincar que ele é Meu arco-íris ambulante, é a maior felicidade que eu tenho, é o meu refúgio”, diz ela apaixonada por seu peludo.

A tutora contou ainda que tem sempre muito cuidado com a alimentação do cãozinho para que ele esteja com a saúde sempre em dia e tenha muita energia para brincar e confessou que o pequeno peludo tem loucura por bichinhos de pelúcia.

mi angelito 👼🦁 #pom #puppy

A post shared by ANAJÚ (@anajudorigon) on

Nós ficamos apaixonados pelo pequeno Woody Allen de Anajú Dorigon, e voccês?

Fonte: GShow