Tutora não desiste de cão tetraplégico que recebeu indicação de eutanásia e vê animal melhorar

O cão, que tem lesão no pescoço e foi indicado para eutanásia por primeiro veterinário, passa por tratamentos e aprende a andar

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 jul 2016 - 11:52

Jon é um pequeno Pit Bull de dois meses, que, ao contrário dos outros filhotes, não passa o dia correndo pela casa, mas logo, logo ele estará fazendo isso.

O filhote tem uma lesão no pescoço que o deixou tetraplégico e por pouco não acabou perdendo a vida por conta disso.

Ao chegar na casa de sua tutora, o cão precisava de ajuda até para comer. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

Ao chegar na casa de sua tutora, o cão precisava de ajuda até para comer. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

O animal apareceu na casa de Daniela Fais, educadora física, por volta de quatro semanas atrás. Por causa da lesão, o cão chorava de dor e não conseguia nem comer sozinho. Daniela, que até então ainda não tinha decidido se ficaria com o cão, o levou ao veterinário. Porém, a consulta não foi nada animadora.

De acordo com o primeiro veterinário, a eutanásia era a melhor opção para o cão, pois ele não iria se recuperar. Mas, Daniela, que vive em Araraquara, não se deu por satisfeita, e procurou uma segunda opinião em outra cidade.

Na primeira consulta, foi indicado a eutanásia para Jon. Mas Daniela e Jon não desistiram. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

Na primeira consulta, foi indicado a eutanásia para Jon. Mas Daniela e o cão não desistiram. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

O segundo veterinário já foi muito mais esperançoso. Segundo ele, a fisioterapia poderia ajudar o animal. Mas ninguém imaginou uma melhora tão grande. Hoje, cerca de um mês após o início do tratamento, Jon já consegue se sentar, ficar de pé nas quatro patas e até dar os primeiros passos sozinho.

De acordo com o veterinário Rodrigo Ferraz, o caso poderia ter sido ainda pior, pois, por conta do lugar da lesão, o cão poderia ter tido paralisação da parte respiratória também.

Ainda segundo o veterinário, um dos fatores que ajudou para a recuperação de Jon foi a sua idade. Por ser ainda muito novinho, ele consegue responder melhor e de forma mais rápida ao tratamento.

O cão está fazendo tratamento, fisioterapia, está aprendendo a andar e segue melhorando a cada dia. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

O cão está fazendo tratamento, fisioterapia, está aprendendo a andar e segue melhorando a cada dia. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

Outro fator que está ajudando é a força de vontade do pequeno animal, que não desiste com as quedas. Jon já passou por cerca de sete sessões de acupuntura, ozônioterapia e fisioterapia.

Dada a situação de Jon, Daniela, que já estava caída de amores pelo cão, resolveu que ficaria com o animal e o ajudaria a se recuperar. Hoje, ela se emociona ao ver a evolução do pequeno guerreiro e diz que seu sonho é vê-lo correndo e pulando pela casa.

Por ser um tratamento muito caro, Daniela e sua família não conseguem bancar tudo. Para ajudar, ela criou uma página no Facebook para conseguir arrecadar verbas para o tratamento do cão.

Sua tutora Daniela se emociona ao falar sobre a evolução do cão. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

Sua tutora Daniela se emociona ao falar sobre a evolução do cão. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

Quer ajudar o cãozinho Jon? É só entrar em sua página oficial e se informar qual a melhor forma de contribuir. Além de doações, Daniela também está recebendo itens para rifas.

Parabéns, Daniela, por não abandonar o filhote e nem desistir dele! E força, Jon. Nós estamos torcendo por você e pela sua recuperação!

 

Fonte: G1

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos

por Samantha Kelly — publicado 14 jun 2018 - 8:20

O hotelzinho canino Happy Tails Camp em Norfolk, no estado norte-americano de Virginia, compartilhou o momento exato quanto seus hóspedes caninos foram liberados para cair na piscina.

Para quem acha que já foi em uma pool party bacana, sem dúvida não incluiu no currículo essa experiência incrível.

 

 » Read more about: Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!

 

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

Transeuntes ainda podiam ver metade do corpo do cão preso ao asfalto e a brutalidade do acontecido provocou uma série de protestos por parte da população, levando com que polícia local abrisse um caso contra a empresa contratada.

De acordo com uma entrevista publicada pelo India Today, um oficial de polícia envolvido na investigação explicou que o animal estava dormindo quando foi esmagado pelo rolo compressor. Os trabalhadores declararam que eles informaram o engenheiro responsável pelo projeto sobre o ocorrido, porém ainda assim ele ordenou que a estrada fosse construída em cima do animal e assim eles fizeram.

 

Foto: Reprodução