Tutora não desiste de cão tetraplégico que recebeu indicação de eutanásia e vê animal melhorar

O cão, que tem lesão no pescoço e foi indicado para eutanásia por primeiro veterinário, passa por tratamentos e aprende a andar

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 jul 2016 - 11:52

Jon é um pequeno Pit Bull de dois meses, que, ao contrário dos outros filhotes, não passa o dia correndo pela casa, mas logo, logo ele estará fazendo isso.

O filhote tem uma lesão no pescoço que o deixou tetraplégico e por pouco não acabou perdendo a vida por conta disso.

Ao chegar na casa de sua tutora, o cão precisava de ajuda até para comer. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

Ao chegar na casa de sua tutora, o cão precisava de ajuda até para comer. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

O animal apareceu na casa de Daniela Fais, educadora física, por volta de quatro semanas atrás. Por causa da lesão, o cão chorava de dor e não conseguia nem comer sozinho. Daniela, que até então ainda não tinha decidido se ficaria com o cão, o levou ao veterinário. Porém, a consulta não foi nada animadora.

De acordo com o primeiro veterinário, a eutanásia era a melhor opção para o cão, pois ele não iria se recuperar. Mas, Daniela, que vive em Araraquara, não se deu por satisfeita, e procurou uma segunda opinião em outra cidade.

Na primeira consulta, foi indicado a eutanásia para Jon. Mas Daniela e Jon não desistiram. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

Na primeira consulta, foi indicado a eutanásia para Jon. Mas Daniela e o cão não desistiram. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

O segundo veterinário já foi muito mais esperançoso. Segundo ele, a fisioterapia poderia ajudar o animal. Mas ninguém imaginou uma melhora tão grande. Hoje, cerca de um mês após o início do tratamento, Jon já consegue se sentar, ficar de pé nas quatro patas e até dar os primeiros passos sozinho.

De acordo com o veterinário Rodrigo Ferraz, o caso poderia ter sido ainda pior, pois, por conta do lugar da lesão, o cão poderia ter tido paralisação da parte respiratória também.

Ainda segundo o veterinário, um dos fatores que ajudou para a recuperação de Jon foi a sua idade. Por ser ainda muito novinho, ele consegue responder melhor e de forma mais rápida ao tratamento.

O cão está fazendo tratamento, fisioterapia, está aprendendo a andar e segue melhorando a cada dia. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

O cão está fazendo tratamento, fisioterapia, está aprendendo a andar e segue melhorando a cada dia. (Foto: Reprodução / Facebook Jon, o cãozinho tetraplégico)

Outro fator que está ajudando é a força de vontade do pequeno animal, que não desiste com as quedas. Jon já passou por cerca de sete sessões de acupuntura, ozônioterapia e fisioterapia.

Dada a situação de Jon, Daniela, que já estava caída de amores pelo cão, resolveu que ficaria com o animal e o ajudaria a se recuperar. Hoje, ela se emociona ao ver a evolução do pequeno guerreiro e diz que seu sonho é vê-lo correndo e pulando pela casa.

Por ser um tratamento muito caro, Daniela e sua família não conseguem bancar tudo. Para ajudar, ela criou uma página no Facebook para conseguir arrecadar verbas para o tratamento do cão.

Sua tutora Daniela se emociona ao falar sobre a evolução do cão. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

Sua tutora Daniela se emociona ao falar sobre a evolução do cão. (Foto: Reprodução / Reginaldo dos Santos / EPTV)

Quer ajudar o cãozinho Jon? É só entrar em sua página oficial e se informar qual a melhor forma de contribuir. Além de doações, Daniela também está recebendo itens para rifas.

Parabéns, Daniela, por não abandonar o filhote e nem desistir dele! E força, Jon. Nós estamos torcendo por você e pela sua recuperação!

 

Fonte: G1

Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 18:24

Pela primeira vez os hotéis e resorts do complexo Disney passaram a aceitar famílias hospedem também seus cachorros de estimação.

O Disney’s Yacht Club Resort, Disney Port Orleans Resort – Riverside, Disney’s Art of Animation Resort e o Disney’s Fort Wilderness Resort, todos localizados em Orlando, na Flórida, abriram suas portas ontem, dia 15 de outubro, para receber também hóspedes caninos.

Os animais não podem circular por todas as áreas dos hotéis e os quartos onde eles podem se hospedar com suas famílias ficam em andares específicos,

 » Read more about: Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez  »

Instituto Luisa Mell recebe a visita da estrela teen Larissa Manoela

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 9:33

Depois do resgate dos 135 cães feito por Luisa Mell, com o apoio da polícia e de uma superequipe, em um canil de Osasco, o Instituto Luisa Mell recebeu o apoio e visita de diversas celebridades que ficaram tocados com a situação dos animais.

Na última sexta-feira, dia 13 de outubro, mais uma celebridade foi até o Instituto. Dessa vez foi a atriz e cantora Larissa Manoela que esteve no local conhecendo as instalações e todos os animais que são ajudados por lá.

 » Read more about: Instituto Luisa Mell recebe a visita da estrela teen Larissa Manoela  »

Cachorro foge de casa e participa de casamento em Teresina

por Fabio Sakita — publicado 15 out 2017 - 20:14

O Pit bull Hulk foi a estrela do casamento entre Luiza e Lucas. O cachorro entrou na igreja, que fica no bairro de São Cristóvão, Zona Leste de Teresina, na noite de quinta-feira(12), participou da cerimônia e até posou para fotos como se fosse convidado.

Na semana passada, contamos o caso de Snoop que invadiu um casamento e foi adotado pelos noivos. Neste caso Hulk já tem uma família porém seus donos haviam viajado e eles conseguiu escapar.

 » Read more about: Cachorro foge de casa e participa de casamento em Teresina  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 18:24

Pela primeira vez os hotéis e resorts do complexo Disney passaram a aceitar famílias hospedem também seus cachorros de estimação.

O Disney’s Yacht Club Resort, Disney Port Orleans Resort – Riverside, Disney’s Art of Animation Resort e o Disney’s Fort Wilderness Resort, todos localizados em Orlando, na Flórida, abriram suas portas ontem, dia 15 de outubro, para receber também hóspedes caninos.

Cães já podem se hospedar em quatro hotéis do complexo Disney em Orlando. (Foto: Reprodução / Petcha / Disney Parks Blog)

Os animais não podem circular por todas as áreas dos hotéis e os quartos onde eles podem se hospedar com suas famílias ficam em andares específicos, tudo para que tanto os cães quanto pessoas que possuem alergia ou outros problemas tenham mais comodidade e tranquilidade durante sua estadia.

Cada quarto poderá hospedar no máximo dois cachorros por vez e os animais serão muito bem recebidos nos resorts. No momento do check-in, os cães receberão um kit de boas-vindas do Pluto que inclui: esteira e tigelas para comida e água, uma etiqueta de identificação, sacolas descartáveis ​​de plástico, almofadas de cachorro, e mapas de locais para caminhar com os cachorros e uma etiqueta para porta indicando que tem um animal de estimação no quarto.

A taxa cobrada pela presença de cada animal será de 75 dólares por noite no Disney Yacht Club e 50 dólares por noite nos outros três resorts Disney abertos para cães. Essas taxas destinam-se a cobrir os custos de limpeza.

Os cães irão receber um kit de boas-vindas do Pluto no momento do check-in. (Foto: Reprodução / Petcha / Disney Parks Blog)

No complexo Disney você encontra ainda a Best Friends Pet Care, uma instalação de serviço completo para animais de estimação. O Local funciona como creche, onde os cães podem ficar durante o dia enquanto seus tutores estão nos parques, e também funciona como hotel pet, onde os animais podem ficar hospedados por uma semana direto.

Para se hospedar nos hotéis Disney o cachorro deve estar com as vacinas em dia e espera-se que o animal seja bem comportado e que os tutores respeitem as áreas proibidas para pets.

Fonte: Disney Parks / Petcha

Instituto Luisa Mell recebe a visita da estrela teen Larissa Manoela

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 9:33

Depois do resgate dos 135 cães feito por Luisa Mell, com o apoio da polícia e de uma superequipe, em um canil de Osasco, o Instituto Luisa Mell recebeu o apoio e visita de diversas celebridades que ficaram tocados com a situação dos animais.

Na última sexta-feira, dia 13 de outubro, mais uma celebridade foi até o Instituto. Dessa vez foi a atriz e cantora Larissa Manoela que esteve no local conhecendo as instalações e todos os animais que são ajudados por lá.

A atriz e cantora Larissa Manoela se emocionou bastante durante visita ao Instituto Luisa Mell. (Foto: Reprodução / Stories Instagram @larissamanoela)

A ativista animal Luisa Mell foi quem recebeu pessoalmente a estrela teen e a acompanhou em um passeio por todo o Instituto, explicando o que acontecia em cada área e apresentando alguns dos 135 cães resgatados do canil em Osasco.

Durante o passeio, que foi mostrado ao vivo para o público através do Instagram de Luisa Mell, Larissa Manoela e também do Instituto Luisa Mell, a atriz se emocionou bastante ao conhecer a área de internação do local, onde se encontram os animais que estão com a saúde mais debilitada.

Larissa também se emocionou, desta vez de felicidade, ao ser apresentada a uma cadelinha que recebeu o seu nome. A Larissa Manoela peludinha é uma das matrizes que foi regatada em péssimo estado no canil de Osasco e recebeu o nome em homenagem à estrela teen.

Ao final da visita, Larissa Manoela fez uma doação para ajudar os animais resgatados. (Foto: Reprodução / Stories Instagram @larissamanoela)

Ao final da visita, a atriz e cantora, em uma parceria com o BRECHÓ KING, fez uma doação para ajudar a todos os animais que são cuidados pelo Instituto Luisa Mell.