Vídeo de cão sofrendo maus-tratos durante filmagens de Quatro de vidas de um cachorro gera polêmica

Vários membros do filme, incluindo o diretor Lasse Hallstrom e o ator Josh Gad, se mostraram chocados com as imagens.

por Samantha Kelly — publicado 19 jan 2017 - 15:17

Os fãs do filme ”Quatro de vidas de um cachorro” foram pegos de surpresa com a divulgação de um vídeo gravado nos bastidores mostrando Hércules, um dos atores caninos da raça pastor alemão, sendo claramente forçado por seu treinador a gravar uma cena na piscina, que no momento tinha uma forte correnteza criada por motores especiais. No fim, ele afunda e rapidamente precisa ser resgatado pelos membros da produção.

Acredita-se que a cena tenha sido filmada em Winnipeg, no Canadá, no fim de 2015, porém, só ontem (18) o material caiu na rede divulgado pelo site norte-americano de entretenimento TMZ.

O represente da American Humane Association que estava no set e era o responsável em aplicar as regras que garantem o bem estar dos animais atuando foi demitido imediatamente e uma investigação está em andamento.

A empresa responsável pela produção, Amblin Entertainment, se pronunciou sobre o caso e deixou claro que Hércules está bem, saudável e que não foi forçado contra a sua vontade a performar. Segundo eles, o cão treinou por vários dias para se sentir confortável com o momento e ao verem que ele não queria gravar naquele dia, eles garantiram que não seguiram com as filmagens. Mais tarde o cão teria supostamente seguido a gravação mais tranquilo.

 

 

Vários membros do filme, incluindo o diretor Lasse Hallstrom e o ator Josh Gad, se mostraram chocados com as imagens. Josh, responsável pela narração dos pensamentos do cachorro, declarou estar abalado e triste e que já entrou em contato com o time de produção e o estúdio para receber uma explicação sobre as imagens recém divulgadas.

Já o diretor compartilhou sua indignação com uma série de tweets:

Eu estou muito perturbado com o vídeo divulgado hoje no set do filme Quatro vidas de um cachorro. Eu não presenciei essas ações. Nós todos estávamos comprometidos em oferecer um ambiente amoroso e seguro para todos os animais no filme. Me prometeram que uma investigação séria está em andamento e que qualquer maus-tratos serão denunciados e punidos. Eu sempre fui um apaixonado por cães e esse filme é o meu terceiro com cachorros.

Para analisar melhor as imagens, pedimos a opinião de nosso parceiro e especialista em comportamento canino, Olivier Soulier, que com mais de 30 anos de experiência no ramo, tem uma visão profissional não só do ocorrido, mas de como poderiam ter lidado melhor com a situação.

Não tenho dúvida nenhuma que: (1) O cachorro estava apavorado, consequentemente muito estressado; (2) não recebeu nenhum preparo adequado para confrontar tal situação que nunca teria escolhido enfrentar naturalmente; (3) foi forçado, apesar disso,  e provavelmente jogado nessas águas muito agitadas;  (4) consequentemente sofreu maus-tratos psicológicos evidentes e até físicos por quase ter-se afogado, ainda que possa ter sobrevivido.

Para não ter sido maus-tratos, teriam que ter tornado, antecipadamente e progressivamente, o animal um perito da natação em águas turbulentas. É teoricamente possível, mas vale a pena mesmo? Mesmo assim teriam ainda colocado a integridade física do cachorro em risco! Com todos os recursos de animação gráfica que existem, não me parece necessário, nem justificável.

É uma pena saber que essa história tão linda, feita por tantas pessoas que verdadeiramente amam animais, tenha sido manchada por esse infeliz ocorrido.

 

Atualizado no dia 24 de janeiro de 2017.

51 Cães resgatados na Cracolândia pelo Instituto Luisa Mell foram adotados nesse final de semana

por Samantha Kelly — publicado 21 ago 2017 - 18:52

Como noticiado aqui, depois que os dependentes químicos foram expulsos da Cracolândia, seus cães e gatos ficaram e foram acolhidos por Dona Graça, que segurou todo o fardo e abriu as portas de sua pensão para os mais de 100 animais.

Para complicar ainda mais a situação, a pensão foi interditada e seria demolida em breve.

Ao todo foram 71 animais resgatados em um período de 36 horas, na maior operação até hoje realizada pelo Instituto Luisa Mell.

 » Read more about: 51 Cães resgatados na Cracolândia pelo Instituto Luisa Mell foram adotados nesse final de semana  »

Mais um cãozinho é baleado em tiroteio no Rio de Janeiro

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 ago 2017 - 18:05

Nós já mostramos aqui no Portal do Dog como a violência em nosso país está afetando, de várias formas, também os nossos animais de estimação.

Entre os casos frutos dessa grande violência estão os de animais que acabam sendo vítimas de bala perdida durante tiroteios. Ocorrências desse tipo estão crescendo bastante no Rio de Janeiro, onde mais um animal precisou ser atendido ao ser baleado.

O cão foi atingindo na manhã da última quinta-feira,

 » Read more about: Mais um cãozinho é baleado em tiroteio no Rio de Janeiro  »

Cleo Pires arrasa na nova capa da Glamour com seu cachorro Baltazar

por Samantha Kelly — publicado 21 ago 2017 - 12:15

A musa maior, também conhecida como Cleo Pires, estrela na capa da última revista Glamour Brasil.

Além de usar vários looks bombásticos e de uma ótima entrevista, como uma boa mãe de cachorro, ela divide a atenção com seu filho canino, o pequeno Baltazar.

@rosanarodini e @glamourbrasil obrigada pelas lindas fotos e entrevista deliciosa de fz 💋❤️🤘🏼🔥

A post shared by CLEO (@cleopiresoficial) on Aug 1,

 » Read more about: Cleo Pires arrasa na nova capa da Glamour com seu cachorro Baltazar  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

51 Cães resgatados na Cracolândia pelo Instituto Luisa Mell foram adotados nesse final de semana

por Samantha Kelly — publicado 21 ago 2017 - 18:52

Como noticiado aqui, depois que os dependentes químicos foram expulsos da Cracolândia, seus cães e gatos ficaram e foram acolhidos por Dona Graça, que segurou todo o fardo e abriu as portas de sua pensão para os mais de 100 animais.

Para complicar ainda mais a situação, a pensão foi interditada e seria demolida em breve.

Ao todo foram 71 animais resgatados em um período de 36 horas, na maior operação até hoje realizada pelo Instituto Luisa Mell.

E agora. após 2 meses de tratamento, esse final de semana no Shopping Morumbi finalmente todos os animais tiveram a chance de encontrar um lar.

Especialmente para o evento desse sábado (19), o vídeo “Missão Bichinhos da Cracolândia” criado pela VML apostou na emoção, intercalando depoimentos de Luisa Mell, presidente e fundadora do Instituto, do diretor financeiro, Marcelo Glauco, e da médica veterinária, Marina Passadore.

A ação sem dúvida rendeu frutos e o sucesso foi traduzido em 51 adoções. A partir de agora o trabalho de pós-adoção começa com o acompanhamento dos adotantes e adotados.

Mais um cãozinho é baleado em tiroteio no Rio de Janeiro

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 ago 2017 - 18:05

Nós já mostramos aqui no Portal do Dog como a violência em nosso país está afetando, de várias formas, também os nossos animais de estimação.

Entre os casos frutos dessa grande violência estão os de animais que acabam sendo vítimas de bala perdida durante tiroteios. Ocorrências desse tipo estão crescendo bastante no Rio de Janeiro, onde mais um animal precisou ser atendido ao ser baleado.

O cão foi atingindo na manhã da última quinta-feira, dia 17 de agosto, sétimo dia consecutivo de confrontos e tiroteios na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Baleado no tórax, o cachorro foi levado para a Suipa (Sociedade União Internacional Protetora dos Animais) localizada no bairro Benfica, onde foi constatado que o animal precisava rapidamente de uma transfusão de sangue.

Cachorro sem raça definida foi baleado em tiroteio na comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução / Extra)

“Ele perdeu muito sangue, teve que ser feita uma transfusão de sangue de imediato. Estabilizou o quadro, e tivemos que fazer o fechamento da ferida”, contou o veterinário Luiz Eduardo Castro ao Extra.

Segundo informações dadas pelo veterinário, que participou do atendimento do cão baleado, o animal é sem raça definida e tem cerca de cinco anos de idade.

Todo o atendimento e primeiros cuidados mais urgentes foram feitos na unidade da Suipa. Mas, por não ter serviço de internação no local, os responsáveis pelo cãozinho foram orientados a interná-lo em uma unidade privada.

Fonte: Extra