Visitas em domicílio de veterinários é uma tendência que está voltando

por Samantha Kelly — publicado 27 ago 2012 - 8:38

Visitas em domicílio de veterinários é uma tendência que está voltando.

 

Há uma tendência crescente entre os 85,000 veterinários norte-americanos quanto as visitas em domicílio aos pacientes, segundo a Dr Bonnie Beaver.

Pelo menos para McCarthy e seu gatinho Duke, que tinha tanto medo de ir ao veterinário que precisava de um tranquilizante para sair de casa, a visita em domicílio foi um salva vidas. Com o tempo, e com a adição da cadelinha Pooch (raça Shih Tzu), eles acharam uma veterinária que fazia visitas em casa, Elisabetta Coletti.

“Quando Pooch comeu uma tortinha de hortelã na semana passada, a veterinária chegou rápido com conselhos, o que nos tranquilizou durante a noite”, disse McCarthy, professora no Brooklyn, em Nova York.

A tendência é uma tradição que está voltando, segundo Beaver “Nós costumávamos chamá-las de visitas à fazenda. Enquanto o veterinário cuidava das vacas e cavalos, aproveitava a viagem e também cuidava dos cachorros e gatos da família.”

“Visitas em casa costumavam ser o pão e a manteiga do nosso negócio.” continua a Dr. Margarita Abalos.

E então as clínicas e os hospitais, onde ficavam os raios X e o ambiente para cirurgia, se tornaram a norma.

Agora as visitas em domicílio estão voltando a ser comuns, pelo menos em cidades grandes e em áreas com um poder aquisitivo maior, segundo Dr. Abalos.

Os veterinários acreditam que visitar um animal em sua casa aumenta o laço entre o veterinário, o bichinho de estimação e seu dono.

Começando pelo estresse que diminui, disse Lisa Beagan. Não há espera e o tempo de chegar ao local.

“Para muitos animais, é estressante ir em um hospital estranho com os mais variados tipos de odores. Como cachorros e gatos são muito sensitivos quanto ao cheiro, é como ser bombardeado com um caleidoscópio de cores. Em casa, eles nem percebem que estão sendo examinados ou recebendo remédios”, afirma Lisa.

As visitas em casa podem ajudar em problemas comportamentais.

Beagan tinha um cliente que não conseguia entender porque seu gato não estava fazendo xixi dentro da caixa. Parece que a caixa estava perto da portinha do gato e quando ele passava pela porta e ia para a caixa, a aba da porta batia atrás da caixa, empurrando-a. Foi só tirar a aba e o problema foi resolvido, disse Beagan.

Em outros casos, alguns donos de pet precisam de uma dose de realidade.

“Eu tive uma cliente que tinha esses gatos muito, muito gordos. Eu acompanhei o caso por muitos anos para lidar com o problema do excesso de peso. Ela continuava dizendo que eles só comiam a medida certa de comida. Então eu resolvi fazer uma visita a casa dela de surpresa. Havia tigelas com comida em todo canto. Só então conseguimos começar a tratar o problema”, disse Abalos.

Outra parte do público são donos de pets idosos que têm dificuldade em sair de casa.

Visitas em casa podem custar o dobro do que as convencionais na clínica, pois os veterinários incluem no preço o tempo gasto na viagem.

Em Nova York, por exemplo, visitas em casa podem ser necessárias pela conveniência, diz Coletti, já que muitos motoristas de taxi não param para pessoas que estão com um cachorro ou gato, e também pelo fato de Nova Yorkinos não constumarem andar de carros.

Os veterinários que fazem visitas dizem que a eutanásia em casa é uma das partes mais importantes para os pacientes. “Foi tão importante. Nós estávamos de coração partido. Nós pudemos ter nosso último momento com nosso gato sem sermos apressados ou puxados em várias direções. Ela estava tão interessada em respeitar o animal quanto nós.” disse Dirks Amodeo.

 

 

Texto traduzido por Portal do Dog. Fonte Washington Post.

 

Após sumir do local onde estava hospedado, cachorrinho de Sthefany Brito é encontrado morto

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jan 2018 - 18:35

A atriz Sthefany Brito teve seu momento de férias e descanso tomado por uma grande preocupação com um de seus pets que foi seguida por uma péssima notícia, a morte do seu cachorrinho de estimação Snow.

O cão Snow, um Buldogue Francês branquinho de dois anos de idade, estava hospedado em um hotel para cachorros enquanto sua mamãe famosa estava viajando pela Europa aproveitando suas férias.

Meu amigo foi embora hj e olha aonde eu vim parar de surpresa!?

 » Read more about: Após sumir do local onde estava hospedado, cachorrinho de Sthefany Brito é encontrado morto  »

Após ser filmada jogando cachorro em bueiro e vídeo viralizar na internet, mulher se diz arrependida

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jan 2018 - 9:30

Nos últimos dias, um vídeo revoltante viralizou na internet e deixou os amantes de cachorros e protetores animais chocados com as cenas. As imagens mostram uma mulher jovem carregando um cãozinho pelo pescoço e em seguida jogando o animal dentro de um bueiro.

A agressão ao animal aconteceu em Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal, e foi realizada por Juliana Oliveira Soares, uma estudante de 21 anos que foi localizada pela Polícia Civil e já prestou depoimento,

 » Read more about: Após ser filmada jogando cachorro em bueiro e vídeo viralizar na internet, mulher se diz arrependida  »

Para viajar na cabine dos aviões da Delta, cachorros deverão comprovar que são bem comportados

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 jan 2018 - 18:36

A companhia aérea Delta Airlines informou que a partir de 1º de março, algumas normas irão mudar para que alguns animais possam voar na cabine de suas aeronaves junto dos tutores.

Em anuncio feito na última sexta-feira, dia 19 de janeiro, a empresa vai exigir dos tutores, além de toda a documentação que já é exigida atualmente, algumas garantias extras de que o animal é capaz de se comportar dentro da cabine do avião durante todo o tempo de voo.

 » Read more about: Para viajar na cabine dos aviões da Delta, cachorros deverão comprovar que são bem comportados  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Após sumir do local onde estava hospedado, cachorrinho de Sthefany Brito é encontrado morto

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jan 2018 - 18:35

A atriz Sthefany Brito teve seu momento de férias e descanso tomado por uma grande preocupação com um de seus pets que foi seguida por uma péssima notícia, a morte do seu cachorrinho de estimação Snow.

O cão Snow, um Buldogue Francês branquinho de dois anos de idade, estava hospedado em um hotel para cachorros enquanto sua mamãe famosa estava viajando pela Europa aproveitando suas férias.

De acordo com uma publicação da própria Sthefany Brito, o cachorro já havia se hospedado neste mesmo local várias vezes e, ainda segundo a tutora, ela recebia fotos do cão enviadas pelas pessoas que estavam cuidado dele.

Tudo estava muito bem, como nas outras vezes que ele ficou no local, até que no sábado, dia 20 de janeiro, Sthefany recebeu a notícia de que Snow, dono de um perfil no Instagram, tinha desaparecido e imediatamente publicou um pedido de ajuda em suas redes sociais.

Junto de uma imagem do cachorro, a tutora contou que ele tinha sumido de uma casa na Barrinha, no Rio de Janeiro, e pedia ajuda para encontrar o animal. Na publicação, ela implorava para que quem tivesse alguma informação sobre o animal entrasse em contato com alguns números de telefone que ela informou.

Porém, infelizmente, a história não teve um final feliz e já no dia seguinte, domingo, Sthefany fez uma postagem extremamente abalada informando que seu amado cachorrinho tinha sido encontrado sem vida.

A atriz, que contou estar dilacerada com o acontecido, não deu maiores informações sobre o que de fato aconteceu com o cão Snow, mas agradeceu pelas inúmeras mensagens de amor que recebeu naqueles momentos de angústia.

“Nem sei como estou conseguindo escrever isso… Meu coração parece q vai parar a qualquer momento e todo meu corpo dói! Em prantos, dilacerada, destruída, encontramos o Snow sem vida! Um pesadelo!!! Só queria agradecer todas as msgs e tanto amor que nós recebemos aqui! Que Deus retribua em dobro!! Nunca vou encontrar palavras pra agradecer todos vcs q ajudaram de alguma maneira! Agora não tenho mais força e vou dar um tempo daqui! Um pedaço de mim foi embora…”, escreveu Sthefany em seu Instagram.

Após ser filmada jogando cachorro em bueiro e vídeo viralizar na internet, mulher se diz arrependida

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jan 2018 - 9:30

Nos últimos dias, um vídeo revoltante viralizou na internet e deixou os amantes de cachorros e protetores animais chocados com as cenas. As imagens mostram uma mulher jovem carregando um cãozinho pelo pescoço e em seguida jogando o animal dentro de um bueiro.

A agressão ao animal aconteceu em Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal, e foi realizada por Juliana Oliveira Soares, uma estudante de 21 anos que foi localizada pela Polícia Civil e já prestou depoimento, onde afirmou que está arrependida da violência contra o cão.

Mulher foi filmada jogando seu cachorrinho dentro de um bueiro. (Foto: Reprodução / TV Anhanguera)

De acordo com Juliana, ela ficou com raiva depois de ver que o animal tinha mordido sua filha, de um ano e três meses de idade. “Ele mordeu a minha filha e foi um instinto materno. Inclusive ela está com marcas que o cachorro fez. Foi por isso, mas eu me arrependo sim, me arrependo. Eu sei que foi desproporcional eu ter feito isso. Mas, foi na hora da raiva, na hora que eu a vi no chão, chorando e eu fui pegar ele e ele estava rosnando para ela, acabei fazendo isso”, disse a estudante em entrevista à TV Anhanguera.

O cachorro, que Juliana afirmou ter recebido de presente no dia 13 de janeiro, foi rapidamente resgatado por agentes da Guarda Civil Municipal de Novo Gama graças a um morador da região que viu tudo e pediu ajuda.

De acordo com os agentes, o animal não estava machucado e foi entregue para um vizinho de Juliana. “Nós mesmos que resgatamos o cachorro. Não foi difícil, o bueiro não era muito fundo. Um vizinho viu e quis ficar com ele. Prometeu cuidar bem do animal, então entregamos o cachorro a ele”, contou Iran Silva, comandante da Guarda Civil Municipal de Novo Gama, ao G1.

O animal foi resgatado sem machucados e está em um novo lar. (Foto: Reprodução / G1 / TV Anhanguera)

Depois de ser localizada, Juliana foi levada para o Centro Integrado de Operação de Segurança (Ciops) da cidade e assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por maus-tratos a animais.

Ela foi liberada e deve ser acusada pelo crime de maus-tratos a animais.

Fonte: G1