Bloodhound

Dócil, gentil e manso
CBKC - Grupo 6
Particularmente ligado a seu dono. Tolerante com seus
companheiros de canil e outros animais domésticos. É antes de tudo reservado e
obstinado. É sensível tanto aos elogios quanto às correções. Jamais agressivo. Sua
voz é muito grave, mas ele não é um ladrador.
Também conhecido como: Cão de Santo Humberto

Informações Gerais

Antepassados ​​do Cão de Santo Humberto foram criados na França da Idade Média para seguir o rastro de cervos e javalis. Hoje, ele muito ativo e inteligente cujo sentido do olfato afiado encontrou um lugar especial para ele com cão polical e de busca e salvamento. Seus fãs o amam por sua natureza doce e aparência única.

Este cão enrugado é gentil e carinhoso, mas ele está longe de ser preguiçoso. Ele pode seguir uma rastro por quilômetros, mas sempre vai preferir tirar um cochilo na varanda. Você precisa se comprometer a fazer longas caminhadas todos os dias se você vive com um Cão de Santo Humberto.

O Cão de Santo Humberto pertence a um grupo de cães que caçam juntos pelo cheiro, conhecido como Sagaces, do latim, que é a mesma raiz da palavra “sagaz”, referindo-se às qualidades de discernimento afiado e bom senso. Essas palavras são certamente o descritivo dos poderes de cheiro do Cão de Santo Humberto.

Originalmente usado na Europa medieval na caça de javali e veado, modernos Cães de Santo Humberto têm encontrado carreiras como farejadores para departamentos de polícia e de busca e organizações de resgate. Então, eles são habilidosos que o seu “testemunho” é considerado admissível em um tribunal de direito. Ele pode ser um cão da família, também, mas ele exige um elevado nível de cuidados.

Não é todo mundo que pode viver com um grande cão que baba, exala um odor característico de alguns cães de caça, não quer nada mais do que seguir seu nariz, semeiam a destruição quando é filhote, tem uma energia inesgotável e resistência, e é a definição da palavra teimoso. Se você conseguir lidar com isso, você encontrará o Bloodhound gentil, sensível e tolerante com crianças e outros animais. Com a família certa, ele é um cão de grande personalidade que traz muita alegria e sorrisos.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
11 anos
Expectativa
Máxima
15 anos

Altura

Altura
Mínima
60
cm
Altura
Máxima
67
cm

Peso

Peso
Mínimo
40
kg
Peso
Máximo
48
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Bloodhound

País: França

De raiz antiga, essa raça de grande perdigueiro foi transformada e melhorada pelos monges da abadia de Santo Humberto, fundada nas Ardennes. Introduzido na Inglaterra pelo francês Guilherme, o Conquistador, onde foi batizado com o nome de Bloodhound, ele se estabeleceu naquele país. Isso explica por que os ingleses reivindicam sua paternidade, embora a raça tenha sido oficialmente reconhecida com belga.

Mas de mil anos após seu surgimento, os Cães  de Santo Humberto quase desapareceram durante a Revolução Francesa. Com a fuga da aristocracia e os chateaus em ruínas, as grandes caçadas não existiam mais.

Felizmente para a raça, eles ainda eram apreciados na Inglaterra, não só pelas habilidades na caça, mas também por sua capacidade de rastrear os malfeitores. O primeiro registro escrito de Bloodhounds rastreando trilhas de ladrões foi em 1805, embora histórias de sua utilização nessa função data fins do século 16.

Eles também se beneficiaram de três tendências da era vitoriana: o surgimento de exposições de cães, o novo status de cães como companheiros, e uma sociedade que amava coisas exóticas ou incomuns.

Inglaterra é o lugar onde o Bloodhound moderno foi desenvolvido, mas a raça também havia feito o seu caminho para a América na época colonial. Em uma carta, Benjamin Franklin manifestou interesse em adquirir alguns Bloodhounds para rastrear saqueadores indígenas.

Não por culpa própria, a reputação do Cão de Santo Humberto, sofreu muito durante a guerra civil, graças à descrição da raça como bestas cruéis  no romance de Harriet Beecher Stowe’s intitulado “Uncle Tom’s Cabin”. O interesse pela raça diminuiu até que em 1888, quando três Bloodhounds Ingleses competiram no Westminster Kennel Club Show. Os americanos ricos se interessaram por eles e começou a reproduzi-los novamente.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Bloodhound

– O Santo Humberto tem um faro excepcionalmente apurado, o que faz dele o melhor rastreador de todos os cães de vénerie;

– Elizabeth I, uma caçadora notória, manteve matilhas de São Humberto;

– Shakespeare descreveu em na sua peça “A Midsummer Night’s Dream” um cão que só poderia ser pelas característica um Cão de Santo Humberto;

– Após a morte de São Hunbert, ele foi canonizado e se tornou o patrono dos caçadores. Na França, você ainda vai ouvir Bloodhounds conhecidos como Cães de Santo Humberto;

– A rainha Victoria, certa vez, levou um dos seus Bloodhounds para participar em uma exposição de cães em 1869;

– Como não podia deixar de ser, o Cão de Santo Humberto já participou de alguns filmes no cinema como “A família Buscapé” e “Cool Hand Luke”, esse ultimo foi um filme de 1967 com o ator Paul Newman;

– Um Cão de Santo Umberto pode rastrear um cheiro deixado a 300 horas atrás, em dias isso corresponde a 12 dias.

Cuidados e Bem Estar

O Cão de Santo Humberto, ou Bloodhound, precisa de um quintal cercado. Isso não é uma opção, mas uma necessidade. Se eles se deparar com um cheiro interessante, ele ira segui-lo, de cabeça baixa, nariz no chão, os olhos cobertos por suas orelhas maravilhosas, ignorando o tráfego e outros perigos.  Muitos são especialistas em fuga e exigem cercas ou muro de pelo menos 2 metros de altura. Cerca eletrificada não irá conter um Santo Humberto. Seu desejo de seguir um perfume é muito mais forte do que o medo de um choque momentâneo.

Eles precisam fazer longas caminhadas diárias na coleira e são capazes de andar por quilômetros.

Esses cães são mastigadores em todas as idades e vão mastigar qualquer coisa que cheira bem ou parece interessante. Seja diligente em orientar seu cão naquilo que é bom para mastigar e o que não é. Ele ainda pode comer a sua mobília do jardim, mas se ele tiver brinquedos de mastigação e exercício, ele é um pouco menos propenso a fazê-lo.

Quando se trata de treinamento, são muito inteligentes, mas independentes. Seja firme no que você vai permitir ou não permitir, ou o seu Santo Humberto constantemente vai testar se você realmente quer dizer o que você quis diz. Seja paciente e utilize técnicas de reforço positivo, como carinhos e petiscos.

Escovação semanal do pelo, ou mais frequentemente, se você preferir, com uma luva de borracha. Ele solta pelo sazonalmente, e durante esse tempo que você pode querer usar uma lâmina de desbaste para remover o excesso de pelos. Lembre-se de ser gentil pois sua pele é fina.

Limpar as rugas diariamente para evitar infecções bacterianas. Limpe-os com um pano úmido e depois seque-os completamente. Faça o mesmo para o beiço caído (a parte pendurando do lábio superior) após cada refeição.

Orelhas de um Bloodhound parecem ser especialmente projetado para capturar a sujeira e reproduzir bactérias, tornando-os propensos à infecção. Limpá-los semanalmente com uma solução recomendada por seu veterinário. Segure o orelha para que você possa ver o canal auditivo. Esprema em uma grande quantidade de produto de limpeza de ouvido, abaixe a aba da orelha e massageie suavemente o líquido para dentro do ouvido. Agora pegue uma bola de algodão e limpe os detritos para fora do canal auditivo externo. (Não inseri-lo mais longe do que a primeira junta de seu dedo.) Deixe o cão sacudir a cabeça e repita o processo com uma bola de algodão limpo. Cada vez que seu Santo Humberto balança a cabeça, ele puxa para fora mais detritos de dentro do canal auditivo. Repita a limpeza até que a bola de algodão não saia mais suja. Nunca use cotonetes nos ouvidos; você poderia facilmente machucá-los. Se as orelhas desenvolverem uma infecção, apesar de seus melhores esforços, fale com o veterinário para determinar a causa da infecção. Em seguida, ele ou ela pode prescrever o antibiótico mais eficaz. A necessidade de cuidados das orelhas pode ser um grande impedimento para alguns proprietários e é algo que você deve levar em consideração. Se você não tem tempo para cuidar adequadamente de um Cão de Santo Humberto, incluindo o tempo que leva para limpar as orelhas, esta raça pode não ser para você.

Os outros cuidados de higiene de um Santo Humberto é higiene bucal e cuidados com as unhas. Escovar os dentes do seu Bloodhound pelo menos duas ou três vezes por semana para remover o acúmulo de tártaro e as bactérias que se escondem no seu interior. A escovação diária é ainda melhor se você quiser prevenir doenças da gengiva e mau hálito.

Cortar as unhas uma ou duas vezes por mês. As unhas dos cães têm vasos sanguíneos, e se você cortar demais você pode causar um sangramento – e seu cão pode não cooperar na próxima vez que ele vê o cortador de unhas. Então, se você não tem experiência em aparar as unhas do cão, peça a um veterinário ou profissional da área para fazer isso por você.

A quantidade diária recomendada é de 4 a 8 xícaras de alimento seco de alta qualidade por dia, dividido em duas refeições. Nunca deixe comida sobrando na vasilha do seu cão, além de problemas com doenças ele pode ficar obeso também.

 

Predisposição à Doenças: Alterações endócrinas, renais, ortopédicas, cardíacas, oftalmíticas, musculares, dermatológicas (síndrome uveodermatológica).

Aparência física

Sua cabeça, muito característica da raça, de crânio muito alto e pontudo e com o osso occipício muito desenvolvido. A pele solta que pende em dobras e em almofadas acolchoadas dá ao cão um ar melancólico e pensativo. Os lábios caem nitidamente. Os olhos são castanho-avelã. As orelhas, muito compridas, implantadas baixo, estreitas e moles, caem para frente contra a mandíbula, em dobras graciosas. Dorso e quadris sólidos, além de coxas muito robustas revelam a força do animal. Maciço e forte, esse sabujo se distingue pela andadura lenta e imponente. A cauda é mantida em curva elegante mais alta que a linha do dorso, mas não sobre o dorso ou em trombeta.

Pelagem do Bloodhound

Sobre o corpo, o pelo é raso e curto, denso, bastante duro e resistente às
intempéries. Sobre a cabeça e as orelhas, o pelo é muito curto e suave ao toque. A
parte debaixo da cauda é coberta por pelos um pouco mais longos e mais duros.

Cor da pelagem

Pode-se distinguir 3 cores de pelo: os bicolores preto e fogo, fígado e fogo e
o unicolor vermelho.

Filhotes

Como todas as raças, o exercício de um filhote Cão de Santo Humberto deve ser limitado até que ele atinja a maturidade física. A regra de ouro é de 5 minutos para cada mês de idade; portanto, um filhote de 3 meses de idade devem se exercitar por apenas 15 minutos por dia, um de 4 meses de idade, durante 20 minutos, e assim por diante. Conheça os sinais  de fadiga do seu cão. Esses filhotes de Santo Humberto são intrometido, curioso, e querem saber de tudo.

 

 

Preço

R$ 2000 a R$3000

Perguntas frequentes

O Bloodhound pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Devido o seu tamanho e necessidade de espaço para se exercitar o Cão de Santo Humberto não se adapta muito bem em apartamentos.

O Bloodhound é recomendado para crianças?

Ele é muito amoroso especialmente com as crianças. Como são muito grandes, e podem derrubar uma criança muito pequena com um  único “golpe” da cauda, é recomendado a supervisão de um adulto.

O Bloodhound pode ficar sozinho em casa?

O Cão de Santo Humberto, ou Bloofhound, ama estar com seus tutores, e definha sem companhia humana.

O Bloodhound late muito?

Sua voz é muito grave e sua tendência para latir é considerável.

O Bloodhound solta muito pelo?

Sua queda de pelo está em um nível alto e é  sazonal.

Fotos doBloodhound

Raças similares aoBloodhound

Basset Hound

Plácido, tenaz e afetuoso. Não é violento.

Beagle

Corajoso, alerta, inteligente e possui um temperamento equilibrado.

Foxhound Inglês

Amigável, não agressivo e enérgico.

Beagle Harrier

o Harrier é extrovertido, amistoso. dóceil e teimoso.

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.