Border Terrier

Cão dinâmico e afetuoso
CBKC - Grupo 3
Esse Terrier tem o corpo um tanto alto e a cabeça peculiar, com grandes olhos muito expressivos.
Também conhecido como: Border

Informações Gerais

Esse Terrier de temperamento bem afirmado precisa que sua independência seja respeitada. Muito expressivo, ele dá, por vezes, a impressão de estar sorrindo. Audacioso e irrequieto, já foi um caçador corajoso e eficaz. Atualmente é bastante apreciado como cão de companhia. Ele pode aprender a obedecer, mas não é sempre que responde de imediato ás ordens. Ele não suporta a brutalidade e se o repreender pode “resmungar” durante muito tempo. Muito sociável, gosta de brincar com crianças. É pouco barulhento, mas alguns se expressam emitindo um tipo de “jodi” tirolês.

Eles são muito inteligentes e aprendem rapidamente as pistas que sinalizam quando você está indo dar uma caminhada ou indo para o escritório, quando é hora das refeições, e o que você gosta e não gosta que eles façam.

Este cão alerta e bem humorado foi originalmente criado para ajudar na caça a raposa, expulsando raposas de seus esconderijos. Ele ainda tem um poderoso impulso para caçar e cavar, bem como o nível de energia que lhe permitia acompanhar os caçadores a cavalo. Border Terriers são companheiros maravilhosos que são ativos e amam desafios. Embora ele não tenha uma aparência cativante como alguns de seus parentes terriers, o Border Terrier ainda é um puro terrier, pois vive a vida com grande entusiasmo, ama o ar livre e a proximidade com as pessoas. É um pouco surpreendente que ele não seja mais popular, uma vez que ele é um dos mais saudáveis ​​cães de pedigree. Ele é robusto, resistente, e ótimo com as crianças, fazendo dele um dos principais candidatos para um animal de estimação para a família. O Border Terrier pode ser pequeno – 6.800kg aproximadamente – mas não é frágil. Ele brinca sem cansar com as crianças, e ele é atlético o suficiente para acompanhar qualquer pessoa.

Com sua família, ele é carinhoso, mas auto-suficiente. E ele pode ser um artista no campo da fuga! Graças à sua inteligência, natureza bem-humorada, e vontade de trabalhar, o Border pode se adaptar à vida em qualquer ambiente, cidade ou campo, e é altamente treinável.

Este não é um cão para ser criado no quintal. É provável que quando você voltar para casa vai encontrar seus vizinhos fazendo fila para reclamar sobre a latido (que é muito potente) e seu quintal cheio de buracos. Para manter o seu Border e os vizinhos felizes e seu quintal livre de buracos, faça pelo menos meia hora por dia de exercícios que queimem sua energia. Além de mantê-lo entretido, o exercício vai ajudar a manter seu peso – esta raça pequena é propenso à obesidade.

Com as suas necessidades de companheirismo e atividade atendidas, o seu Border Terrier será um  cão feliz que geralmente se relaciona bem com todos, desde crianças a estranhos. Eles vão latir com barulhos estranhos, mas não espere que ele sejam um cão de guarda feroz se um intruso entrra em sua casa. O Border Terrier pode fazer você chorar de tanto rir. Apesar de ter um espírito independente, ele quer agradar. Se você elogiá-lo por um trabalho bem feito, ele vai aprender rapidamente qualquer coisa que você ensinar. Ele pode ser um pouco teimoso, mas sempre a será menina dos olhos do seu tutor.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
12 anos
Expectativa
Máxima
15 anos

Altura

Altura
Mínima
33
cm
Altura
Máxima
40
cm

Peso

Peso
Mínimo
5
kg
Peso
Máximo
7
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Border Terrier

País: Reino Unido

Originário dos Montes Cheviot, que fazem fronteira com a Escócia e a Inglaterra, esse cão seria oriundo de um Terrier Inglês hoje extinto, mas também aparentado com o Dandie Dinmont Terrier e o Bedlington.

Como cão de trabalho que era, precisava ser capaz de acompanhar um cavaleiro sem cair de cansaço. O Border Terrier não foi reconhecido pelo Kennel Club da Grã-Bretanha até o início do século 20. O Terrier Club of America Border foi formado em 1920, e o American Kennel Club começou a registrar os cães em 1930. O primeiro Border Terrier registrado nos Estados Unidos foi Netherbyers Ricky, em 1930. Durante a maior parte de sua existência, o Border Terrier tem sido uma raça desconhecida, e seus fãs preferem que ele continue assim, se isso significa protegê-lo dos estragos da popularidade.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Border Terrier

– O Border Terrier tem uma tolerância alta para dor. Se o seu cão está doente, o único sinal pode ser uma mudança de comportamento, tais como o cão tornar-se isolado ou quieto;

– O Border Terrier têm um instinto natural para escavar . Ao invés de combatê-la, tente achar um local apropriado para ele satisfazer essa sua necessidade;

– Ele é mais alto do que a maioria dos Terriers;

– Eles têm uma veia de caça alta e vão perseguir, atacar e até matar gatos da vizinhança, esquilos, etc. Ele também vai atrás de pequenos animais, como coelhos, ratos, ou gerbios. Por causa de sua tendência a perseguir, certifique-se que seu quintal seja seguro para ele, e não deixe que seu Border sem coleira em uma área sem proteção.

Cuidados e Bem Estar

Border Terriers não precisam de banhos frequentes – somente se eles estiverem realmente sujos ou cheirando mal por ter se esfregado em alguma coisa que não deviam. Seu pelo naturalmente repele a sujeira e, com escovação semanal e uma passada de pano úmido quando necessário, deve ficar bastante limpo. Quando você for banhá-lo, use um xampu feito para pelo áspero para ajudar a manter a sua textura.

Escovar os dentes do seu Border Terrier, pelo menos, duas ou três vezes por semana para remover o acúmulo de tártaro e de bactérias. Diariamente é melhor. Apare as unhas uma ou duas vezes por mês, conforme necessário.  Tenha o cuidado de não cortar muito curta para não causar sangramento e dor. Se tiver dúvida de como cortar as unhas, peça ajuda ao veterinário ou tosador. Comece os cuidados com o pelo e unhas quando seu Border ainda é um filhote, para acostumá-o com isso. Para manter o seu pelo saudável, basta escovar ou pentear semanalmente.

Mantenha o seu Border Terrier em boa forma, medindo sua comida e alimentando duas vezes por dia em vez de deixar comida exposta o tempo todo. Se não tiver certeza se ele está acima do peso faça o teste do olho, primeiro, olhe para ele, você deve ser capaz de ver uma cintura. Em seguida, coloque as mãos nas costas, polegares ao longo da coluna vertebral, com os dedos abertos para baixo. Você deve ser capaz de sentir, mas não ver suas costelas sem ter que pressionar muito. Se você não puder, ele precisa de menos comida e mais exercício. A quantidade diária recomendada é de 1 1/8 a 1 3/8 xícaras de uma ração com alta qualidade, divididos em duas refeições. Sempre consulte o seu veterinário para que o profissional acompanhe a alimentação de seu animal.

Predisposição à Doenças: Alterações oftálmicas, dificuldade respiratória em temperaturas extremas, hipertermia quando sob estresse.

Aparência física

Cabeça com o crânio moderadamente longo e o focinho alto e potente, se parece um pouco com uma lontra. Os olhos são escuros com expressão de alerta. As orelhas pequenas em forma de V caem em direção a face. As sólidas mandíbulas portam fortes dentes em tesoura. O corpo é alto e estreito, bastante comprido. O traseiro de quadris fortes é bem formado para corrida. A cauda, moderadamente curta é espessa na base e se afina aos poucos.

Pelagem do Border Terrier

Composta de pelo áspero e denso, duplicado por uma camada interna apertada e muito protetora.

Cor da pelagem

De cor vermelha, trigo acinzentado e fogo ou azul fogo.

Filhotes

Os adultos são ativos e os filhotes mais ainda. Lembre-se que como Terrier, o Border é teimoso e inteligente, por isso, precisa começar logo cedo seu adestramento para não se tornar um adulto mal-educado. Tenha cuidado com a quantidade de exercícios para não forçar demais suas articulações que ainda estão em formação. Peça orientação a um veterinário sobre os tipos e quanto tempo de exercício é indicado para cada idade do seu cão.

Seja paciente e persistente nos treinos, ele são cães que gostam de agradar e vão fazer seu melhor para receber seus elogios. Seja criativo para não tornar os treinos chatos e entediantes.

Preço

R$ 1.500 a R$ 3.000

Perguntas frequentes

O Border Terrier pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Eles se adaptam muito a bem em apartamentos. Precisam de um espaço onde possam correr com segurança e sem colocar outros animais menores em perigo.

O Border Terrier é recomendado para crianças?

Os Border Terriers amam crianças e podem gastar juntos suas energias, mas eles são um pouco indisciplinados para as famílias com crianças pequenas.

O Border Terrier pode ficar sozinho em casa?

É importante evitar o tédio. Um Border entediado – aquele que é deixado sozinho por longos períodos – torna-se barulhento e destrutivo .

O Border Terrier late muito?

O Border Terrier não é um cão que late desesperadamente. Ele late quando necessário para avisar de algo estranho ou fora do comum.

O Border Terrier solta muito pelo?

Eles quase não têm queda de pelos. Com escovações frequentes, a queda de pelos chega quase a zero.

Fotos doBorder Terrier

Raças similares aoBorder Terrier

Airedale Terrier

Amigável, leal e corajoso. Extremamente inteligente e sensível.

Cairn Terrier

Dotado de muita personalidade e ternura

Norfolk Terrier

Ativo, intrépido e vivaz

Staffordshire Bull Terrier

Particularmente inteligente e afetuoso

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.