Boxer

Boxers são divertidos, alegres, companheiros e enérgicos
CBKC - Grupo 2
O Boxer é muito inteligente e brincalhão, Leva muito a sério seu papel como cão de guarda. É um excelente companheiro e cuida da sua família com muito zelo.

Informações Gerais

Os Boxers foram originalmente criados para serem cães de guarda de médio porte. Hoje, apesar de estarem no grupo de trabalho do AKC, a maioria deles encontra casa com famílias amorosas e que adora sua companhia.

Os Boxers são cães grandes e musculosos, com a cabeça quadrado e que tem um olhar imponente – isto é, até que você olhe em seus olhos e veja as travessuras e a alegria da vida refletido ali.

Devido à sua natureza lúdica e energia sem limites, eles são chamados de “Peter Pan” das raças de cães. Boxers não são considerados totalmente maduro até que tenham três anos de idade, o que significa que eles têm um das “infâncias” mais longas no mundo dos cães.

Ele pode ter um olhar preocupado em seu rosto enrugado, mas o Boxer não está preocupado em ser amado: ele é um dos cães mais populares nos Estados Unidos.

O Boxer típico é inteligente, alerta, e destemido, mas simpático. Ele é leal e adora brincar com sua família, mas ele também é teimoso, especialmente se você tentar usar métodos de treinamento severos com ele.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
8 anos
Expectativa
Máxima
12 anos

Altura

Altura
Mínima
53
cm
Altura
Máxima
63
cm

Peso

Peso
Mínimo
25
kg
Peso
Máximo
30
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Boxer

País: Alemanha

Provavelmente descendente dos cães de combate de tipo molossoide da Antiguidade, o ancestral do atual Boxer é o Bullenbeisser, muito próximo do enorme Mastife. Era utilizado para caça. Seu trabalho consistia em apanhar e segurar na boca a caça forçada pelos cães corredores.

O Boxer moderno nasceu na década de 1880, quando um homem chamado George Alt, que viveu em Munique, importou da França um Bullenbeisser rajado chamado Flora. Sua prole se tornou a base da raça Boxer. Não está claro se o nome da raça vem de uma palavra alemã, “Beisser”, ou é uma referência ao hábito da raça de usar suas patas dianteiras em uma luta. Os Boxres foram treinados para o trabalho policial, foram alguns dos primeiros cães-guia e serviu no exército alemão durante a Primeira Guerra Mundial como mensageiros e olheiros.

Em 1894, três alemães chamado Roberth, Konig e Hopner decidiram colocar o Boxer em uma exposição o que trouxe tonotoriedade para raça. Isso foi feito em Munique, em 1895, e no ano seguinte, eles fundaram o primeiro Boxer Club.

A raça tornou-se conhecida em outras partes da Europa no final da década de 1890. Por volta de 1903, os primeiros Boxerss foram importados para os Estados Unidos. O primeiro Boxer foi registado pelo American Kennel Club em 1904, um cachorro chamado Arnulf Grandenz. Em 1915, o American Kennel Club (AKC) reconheceu o primeiro campeão Boxer, Sieger Dampf v Dom, de propriedade do Governador e Sra Lehman de Nova York.

Os Boxers começaram a se tornar populares nos Estados Unidos na década de 1940. quando os soldados, voltando da II Guerra Mundial trouxeram seus mascotes com eles. Através deles, a raça foi se tornou conhecida de mais pessoas e logo veio a ser um animal favorito de estimação pelo seu companheirismo.

A American Boxer Club (ABC) foi formada em 1935 e ganhou aceitação pelo AKC no mesmo ano. Nos primeiros dias, houve muita controvérsia dentro do clube sobre o padrão exigido para o Boxer. Em 1938, o clube finalmente aprovado um novo padrão. As últimas revisões da norma foram em 2005.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Boxer

– Boxers brancos ou quase brancos muitas vezes não são bem aceitos porque essa cor está sempre associada a surdez. No caso dessa raça, a característica não é o resultado de uma mutação genética;

– Boxers babam, muito. Eles também roncam alto;

– É uma raça que tem, literalmente, uma língua muito grande;

– O Boxer participou de alguns dos primeiros filmes criados na história;

– Com tem um rabinho muito curto, para demonstrar alegria ele balança todo o quadril;

– Em 1895, em Munique, foi exposto pela primeira vez um Boxer utilizado pelas Forças Armadas da Alemanha durante a I Guerra Mundial;

– O Boxer como conhecemos hoje existe a cerca de um século, mas você pode ver pistas dele nos cães retratados em tapeçarias antigas dos séculos XVI e XVII;

– Eles eram conhecidos como Bullenbeissers, uma palavra alemã que significa “touro mordedor.”

Cuidados e Bem Estar

O Boxer é de uma raça para se manter dentro de casa. Por causa do seu focinho curto e por ter pouco pelo, torna-se inadequado para viver ao ar livre, embora goste muito de brincar no quintal.

Boxers amam jogar. Para manter seus músculos tonificados e satisfazer a sua necessidade de exercício , o plano é jogar com eles ou andar pelo menos duas vezes por dia durante meia hora. Suprindo suas necessidades de exercício diário é a melhor maneira de garantir o bom comportamento.

Treinamento é essencial para o Boxer. Ele é tão grande e forte que ele pode acidentalmente ferir as pessoas se ele não aprender a controlar suas ações. O temperamento do Boxer desempenha um papel importante na sua treinabilidade. Para que ele leve a sério seu treinamento é preciso começando cedo e ser firme,  mas usar métodos de treinamento de motivação positiva na forma de elogio, brincadeiras e recompensas de petiscos. Seja paciente e persistente. Seu Boxer vai, a qualquer momento, testá-lo se você vai deixa-lo se safar do treinamento para fazer qualquer outra coisa menos treinar, e ele vai “forçar a barra” para ver até onde você está disposto a ir. Antes de começar as aulas de treinamento, faça uma caminhada longa com ele e jogue com ele para poder acalmá-lo e perder energia. Ele vai se concentrar melhor.

O pelo do Boxer requer cuidados mínimos. Boxers são cães limpos e também são conhecidos pelo auto-higiene assim como os gatos fazem. Boxers podem perder um pouco de pelos, mas escovação semanal com uma escova de cerdas ou disco luva de borracha vai ajudar a manter o pelo sob controle. Você pode melhorar o brilho natural do pelo do seu Boxer, esfregando-o de cima para baixo de vez em quando com um pano de camurça. Se você decidir usar algum tipo lâmina para queda de pelo, ter cuidado ao usá-la ao redor das pernas do seu Boxer para que não machucá-lo. Banhe conforme necessário.

O Boxer de pelagem branca tem mais facilidade de sofrer queimaduras devido ao sol, o que pode aumentar a incidência de câncer de pele.

Outras necessidades incluem higiene bucal e cuidados com as unhas. Escovar os dentes do seu Boxer várias vezes por semana vai ajudar a remover o tártaro e bactérias. Diariamente é melhor se você quiser prevenir a doença periodontal.

Cortar as unhas uma vez ou duas vezes por mês. Se você pode ouvi-los batendo no chão, eles estão muito longas. Unhas curtas ajudam a manter as patas em boas condições e evitar as que suas pernas e braços fiquem arranhados quando seu Boxer todo entusiasmo saltar para cumprimentá-lo. Comece acostumando seu Boxer com escovação e cuidados rotineiros desde filhote.

Sempre verifique se há feridas, erupções cutâneas, ou sinais de infecção, tais como vermelhidão, sensibilidade, ou inflamação na pele, nos ouvidos, focinho, boca e olhos, e nas patas. Orelhas devem cheirar bem, sem muita cera, e os olhos devem ser claros, sem vermelhidão ou secreção. Seu exame cuidadoso semanal vai ajudar a detectar potenciais problemas de saúde mais cedo.

A quantidade diária recomendada de ração é de 2 a 3 xícaras de alimento seco de alta qualidade por dia, dividido em duas refeições. Nunca coloque muita ração a ponto de ficar sobrando na vasilha do seu cão. Lembre também que a quantidade de ração pode variar conforme a estrutura física, quantidade de exercícios e metabolismo.

Predisposição à Doenças: Alterações cardíacas, respiratória, endócrinas, neoplasia, displasia coxofemural, epilepsia, hiperplasia gengival, surdez e flatulência.

Aparência física

O Boxer é um cão de tamanho médio, pelo liso, compacto, robusto e ossos fortes. A musculatura é seca, fortemente desenvolvida e nitidamente definida. Sua movimentação é enérgica, poderosa e nobre.
A cabeça do Boxer, de acordo com o ideal, tem o formato aparente de um cubo. As mandíbulas são fortes e largas, os olhos são castanho-escuros e o focinho preto é ligeiramente redobrado. As orelhas, deixadas ao natural, são coladas contra a face e quando o cão está em repouso, e caem para a frente quando está atento.
O corpo, com pescoço vigoroso, apresenta peito largo e profundo, dorso reto, garupa arredondada e musculosa. A cauda, implantada um tanto alto, é mantida natural. O pelo, é curto, duro, brilhante e apertado, a cor pode ser fulva ou fulvo-malhado ( o fulvo pode variar do amarelo claro ao roxo escuro), e as listras devem se destacar nitidamente. A máscara, reduzida ao focinho, é sempre preta.

Pelagem do Boxer

O pelo, é curto, duro, brilhante e apertado.

Cor da pelagem

Pode ser fulva ou fulvo-malhado ( o fulvo pode variar do amarelo claro ao roxo escuro), e as listras devem se destacar nitidamente.

Filhotes

Os filhotes de Boxer quando do nascimento não têm o seu sistema imunológico completamente desenvolvido, desta forma, os filhotes  obtêm os anticorpos que lhes permitirão imunidade a diversas doenças durante as primeiras semanas da sua vida mamando o colostro. Ele devem mamar o colostro o mais precocemente possível já que além do seu intestino se tornar impermeável às moléculas de anticorpos, a concentração destes anticorpos no colostro diminui rapidamente depois do parto .Desta forma, é imprescindível fazer com que o recém nascido mame o colostro de sua mãe logo após o parto. Normalmente, os filhotes mamam de duas em duas horas, até ficarem com o estômago arredondado, e mantêm-se sossegados.
É muito importante manter o local dos filhotes aquecido, pois até os primeiros 14 dias não conseguem regular a temperatura corporal. Desta forma, caso seja necessário, coloque luz próxima aos filhotes para aquece-los.

Os filhotes são bem ativos  e gostam de muitas brincadeiras. Aproveite seu entusiasmo para começar seu treinamento o quanto antes. Boxes são teimosos e tem vontade própria, deixar para treiná-los quando estiverem mais velhos pode ser um problema grande no futuro com boas maneiras.

Preço

R$ 1500 a R$ 3500

Perguntas frequentes

O Boxer pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Apesar de seu tamanho, o Boxer é recomendado para apartamento. Seu tutor só precisa lembrar de suas necessidades diárias de exercícios fora de casa.

O Boxer é recomendado para crianças?

Eles são os palhaços da família, amigos, pacientes e brincalhões com crianças. Boxers amam crianças e são grandes companheiros de brincadeiras para crianças mais velhas.

O Boxer pode ficar sozinho em casa?

Ele é um cão muito companheiro. Deixá-lo sozinho por longos períodos pode não ser muito indicado se você deseja manter tudo em ordem dentro de casa. A solidão vai deixá-lo entediado e irritado o que vai consequentemente torná-lo destrutivo.

O Boxer late muito?

Em momentos de brincadeira, entusiamo e carência, gosta de demonstrar através de latidos.

O Boxer solta muito pelo?

A queda de pelo é bem pequena e só aumenta durante a primavera.

Fotos doBoxer

Raças similares aoBoxer

Pinscher Miniatura

Cheio de segurança e vivo.

Tosa

Paciente, destemido e genioso

Grande Boiadeiro Suiço

Calmo, gentil, alerta, e divertido.

Fila Brasileiro

Dócil, obediente e seguro de si.

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.