Cane Corso

Forte, ágil, obediente, elegante, robusto e musculoso
CBKC - Grupo 2
Um excelente guardião muito apegado ao dono.
Também conhecido como: Cane di Macelaio, Cão Corso Italiano, Mastife Italiano, Sicilian Branchiero, Molosso Italiano

Informações Gerais

O Cane Corso é uma raça para uma pessoa que é leva a sério ter um cão como um companhia e que pode fornecer-lhe firme e amorosamente a orientação que ele precisa para se tornar um grande cão amável. Ele é um cão só para a família. Não espere que ele seja camarada com todos que encontra: Ele não tem interesse em pessoas ou outros animais fora sua família, mas aqueles da família terão sua lealdade e proteção incondicional.

O Cane Corso precisa de atividade moderada e de um trabalho para fazer diariamente. Ele é um cachorro ativo e precisa de algo para fazer e gastar energia, senão vai se tornar inquieto e provavelmente destrutivo. É de sua natureza a proteção e caça. Tenha cuidado e treine seu cão muito cedo no que se refere a socialização. Ele precisa se costumar com pessoas, outros animais e sons diferentes. Quando adulto e se não tiver um treinamento adequado ele pode perseguir e matar gatos ou cães de pequeno porte.

Ele precisa de espaço. O cão deve poder movimentar-se com liberdade e o espaço deve ser suficiente para, no mínimo, pequenas corridas. Um corredor de pelo menos 25 metros pode ser suficiente para um cão que é levado para passear regularmente. Terra e grama são o ideal. Do lado oposto estão os pisos frios e principalmente os pisos escorregadios que podem com facilidade causar problemas nas articulações.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
10 anos
Expectativa
Máxima
12 anos

Altura

Altura
Mínima
60
cm
Altura
Máxima
68
cm

Peso

Peso
Mínimo
40
kg
Peso
Máximo
50
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Cane Corso

País: Itália

Com uma história muito antiga, que nos leva ao tempo do Império Romano, esses cães eram utilizados inicialmente na ajuda das ofensivas em guerras pelos antigos romanos, principalmente por serem cães grandes, robustos e corajosos, estamos falando do Molosso Romano (Canix Pugnax), o antecessor do Cane Corso.

Como se percebe, o Cane Corso é uma raça originária da Itália e acompanha os italianos por séculos, utilizado desde seu princípio na condução do gado, na caça de grandes presas, na proteção das casas e também das pessoas. Sua versatilidade tem sido uma de suas principais características desde sua origem.

Sua velocidade, aliada à agilidade, era utilizada na Idade Média para a caça a cavalo de animais de grande porte como o  javali. Forte, corajoso e rápido. o Cane Corço, extraordinário auxiliar de caça, foi citado pela primeira vez em 1591 por Eramos da Valvasone. O declínio da caça a cavalo provocou a reconversão da raça em cão de fazenda, para conduzir e proteger rebanhos. Ele revelou-se, então, um excelente cão de guarda, o que infelizmente não impediu que quase desaparecesse. Mas no fim dos anos de 1970, quatro aficionados, Giovanni Bonatti, o professor Fernando Casolino, Luciano Malavesi e o dr. Stefano Gandolfi, reconstituíram a raça a partir de alguns espécimes. Em 1988, as exposições de Milão, Florença e Bari tornaram o Molosso italiano conhecido do grande público. Em 1997 foi a vez da Federação Cinológica Internacional integrar o Cane Corso à lista das raças oficiais.

Um homem chamado Michael Sottile importou a primeira ninhada de Corsos para os Estados Unidos em 1988, seguido de uma segunda ninhada em 1989. A International Cane Corso Association foi formada em 1993. Eventualmente, o clube da raça buscou o reconhecimento do American Kennel Club , que foi concedida em 2010. A raça é agora está sob os cuidados da Cane Corso Association of America .

No Brasil foi introduzido em 1997, quando se importaram alguns exemplares direto da Itália. Desde então tem aumentado a sua popularidade no país, com o perfil de adequado para um cão de guarda e dócil com os membros da família, inclusive crianças.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Cane Corso

– A palavra “Cane”, é claro, veio do latim e significa cão, derivando da palavra “canis”. A palavra “Corso” pode vir de “cohors”, que significa guarda-costas, ou de “corsus,” uma antiga palavra italiana que significa resistente ou robusto;

– O Cane Corso é também conhecido como Dogo di Puglia, que significa “Cão de Puglia.”

 

Cuidados e Bem Estar

Esta raça de trabalho necessita de muita atividade física para ficar em forma. Vai precisar caminhar com seu cão pelo menos 45 minutos diários, ou, se preferir, andar de bicicleta com ele  lhe acompanhando na coleira. Para a estimulação mental, exercitá-lo com treinamento e ensinando alguns truques. Passe pelo menos 20 minutos por dia com esse tipo de atividade. Não tem problema dividir o tempo em dois: por exemplo, 10 minutos de manhã e 10 minutos à noite. Seu cão precisa se exercitar, é de sua natureza a atividade diária  para evitar que ele fique entediado e fora de forma. Lembrando que ele é um cão de grande porte e isso pode ser um problema para quem tem pouco espaço. Jamais sai para passear com ele sem coleira.

O Corso tem um revestimento curto, duro com um ligeiro subpelo. Por ter um pelo curto os cuidados são mínimos. Escove seu pelo elegante com uma escova de cerdas naturais ou luva uma vez por semana. Use um condicionador para dar brilho. Banhá-lo a cada três meses (ou quando ele está sujo), usando um shampoo suave.

Verifique ouvidos semanalmente se tem vermelhidão ou um mau odor, o que pode indicar uma infecção. Quando você verificar as orelhas do seu cão, limpe-as suavemente com uma bola de algodão umedecido. Não insira nada dentro do canal auditivo; apenas limpar o ouvido externo.

Corte as unhas uma ou duas vezes por mês. Evite deixar as unhas muito grandes porque isso pode ser doloroso para seu cão e ele ainda pode se machucar cada as unhas prendam em alguma coisa. Isso também vai evitar que você seja arranhado.

Escovar os dentes do seu Cane Corso , pelo menos, duas ou três vezes por semana para remover o acúmulo de tártaro e as bactérias que se escondem no seu interior. A escovação diária é ainda melhor se você quiser prevenir doenças da gengiva e mau hálito.

Esse cuidados devem começar enquanto ele ainda é um filhote. Quanto mais cedo você começar mais rápido ele vai se acostumar e isso não será um problema quando ele for adulto.

Sua ração deve ser de qualidade e a quantidade recomendada é de 4 a 5 xícaras por dia. Claro que isso pode variar conforme a estrutura física do seu cão e a quantidade de exercícios que ele faz.

Predisposição à Doenças: Displasia coxofemural

Aparência física

Esse cão tem cabeça larga, focinho curto, pescoço espesso e forte, características dos Molossos. A tufa é larga, e os olhos, de tamanho médio, são de forma quase oval. As orelhas, triangulares e pendentes, são largas. Os membros são curtos e fortes, denotando uma força pouco comum.

Pelagem do Cane Corso

O pelo é curto, muito denso e apertado, e a camada de capa interna é fina. Não necessita de tosa.

Cor da pelagem

Preto, cinza chumbo, ardósia, cinza claro, fulvo claro, fulvo cervo, fulvo escuro e tigrado (listras sobre fundo fulvo ou cinza de várias graduações). Nos exemplares fulvos e tigrados está presente uma máscara preta ou cinza, cuja extensão fica limitada ao focinho e não ultrapassa a linha dos olhos.

Filhotes

Os filhotes na ninhada são todos muito parecidos e totalmente diferentes do que serão quando adultos. Algumas características importantes no Cane Corso não são notáveis em filhotes de 2 ou 3 meses, portanto você terá que observar com atenção os pais e a linhagem. A formação da cana nasal ainda está incompleta, a oclusão (mordida) ainda está longe da definitiva (não é observável o leve prognatismo característico da raça). Somente a cor do manto dá uma ideia mais imediata do futuro.

Como qualquer cão, filhotes de Cane Corso são mastigadores inveterados e por causa de seu tamanho podem causar muitos danos. Manter seu filhote ocupado com treinamento, jogos e experiências de socialização.

Vá devagar com filhotes. Suas articulações e músculos não estão totalmente desenvolvidas até que estejam com 18 meses de idade, por isso, enquanto eles precisam de mais passeios para ajudar a queimar a sua energia, os passeios devem ser mais curtos e mais lentos.

Preço

R$ 1500 a R$ 4000

Perguntas frequentes

O Cane Corso pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

O Cane Corso é um cão de porte considerável e que precisa de muito espaço para se exercitar. Ele é mais indicado para casa com quintal, sítios ou chácaras.

O Cane Corso é recomendado para crianças?

Devido seu porte o cuidado com crianças pequenas é essencial. Ele seria mais indicado para crianças maiores e que já sabem como brincar com um cachorro.

O Cane Corso pode ficar sozinho em casa?

Não se comenda deixá-los sozinhos por longos períodos por causa de seu nível de energia e necessidade de exercício. Se estiverem ociosos vão arranjar o que fazer e serão bem criativos com seus móveis.

O Cane Corso late muito?

O Cane Corso não tem o hábito de latir com frequência. Se “comunica” com grunhidos e roncos bem engraçados. Latem somente quando necessário se sentem alguma ameaça se aproximando.

O Cane Corso solta muito pelo?

Soltam pouco pelo e isso pode diminuir ainda mais com escovação semanal.

Fotos doCane Corso

Raças similares aoCane Corso

Mastife

Corajoso, afetuoso

Grande Boiadeiro Suiço

Calmo, gentil, alerta, e divertido.

Dogue Alemão

Dotado de uma boa naturalidade, é muito próximo de seu tutor.

Bulmastife

Ativo, cheio de ardor e seguro de si.

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.