Dandie Dinmont Terrier

Independente, altamente inteligente, determinado, persistente, sensível, afetuoso e digno.
CBKC - Grupo 3
Afetuoso com todos os membros da família. Também é gentil com estranhos. O Dandie Dinmont é um companheiro sem igual. Ele é muito carinhoso.
Também conhecido como: Dandie

Informações Gerais

Dinâmico e incansável, esse excelente pequeno cão de escavação é atualmente cada vez mais apreciado como cão de companhia na Grã-Bretanha. Ele possui temperamento forte, mostra ser independente e às vezes é teimoso. Sensível e afetuoso, esse Terrier, após um bom e firme adestramento, revela-se um ótimo cão de companhia, que caça com eficácia roedores em geral e camundongos. É também guardião eficaz, munido de uma ela voz. Pode viver na cidade, com a condição de que lhe propiciem longos passeios diários.

Como a maioria dos Terriers, Dandies têm uma grande dose de auto-confiança, no entanto,  eles não são tensos como a maioria dos Terriers. Além disso, não ficam procurando briga, como muitos Terriers fazem. Dandies nunca são valentões, mas eles não vão recuar se forem desafiados. No geral, o seu lema parece ser “viva e deixe viver”.

Apesar de ser o “gentleman” do grupo dos Terriers por causa de seu comportamento calmo, o Dandie é um Terrier quando a oportunidade aparece. Qualquer oportunidade de perseguir a presa, como ratos ou esquilos traz a tona sua natureza interior, e ele pode ser agressivo para com os cães que ele não conhece. Como um bom Terrier, é propenso a perseguir coelhos, pássaros e até mesmo outros cães e gatos. Certifique-se de manter o seu Dandie na coleira quando ele não está em uma área segura.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
12 anos
Expectativa
Máxima
15 anos

Altura

Altura
Mínima
25
cm
Altura
Máxima
30
cm

Peso

Peso
Mínimo
6
kg
Peso
Máximo
11
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Dandie Dinmont Terrier

País: Reino Unido

Oriundo provavelmente de um cruzamento entre um antigo Terrier Escocês, o Bedlington, e o Cão Lontra, esse pequeno Terrier, selecionado por James Davidson, fazendeiro escocês, no começo do século XIX, tem o nome de uma personagem com o nome de “Dandie Dinmont” do romance Guy Mannering, publicado em 1814 por Walter Scott. É um romance popular que se refere a um agricultor de fronteira e seus Terriers.

O cãe que se tornou o Dandie Dinmont é vem de uma zona da fronteira chamada Cheviot Hills entre Inglaterra e Escócia, onde caçavam lontra e texugo. Eles são conhecidos há cerca de 300 anos. Há registros de Dandie Dinmont sendo criados no início de 1700, mas histórias sobre como a raça foi desenvolvida são conflitantes.

Qualquer que seja a teoria que se quer acreditar, o fato é que Dandies é uma das mais antigas raças distintas de Terriers. Ao contrário de muitas raças, o Dandie não mudou muito desde o início dos anos 1700. Hoje o Dandie Dinmont certamente se parece com o retratado em 1770 no retrato de Gainsborough de Henry, 3 ° Duque de Buccleuch.

Em 1875, o Dandie Dinmont Terrier Club foi formado na Escócia, e o padrão para o Dandie Dinmont Terrier foi escrito. Este clube hoje é o terceiro clube mais antigo da raça no mundo. Na sua primeira reunião, muitos criadores discordaram sobre o tamanho correto da raça.

Na época, houve uma variação no peso e a relação para qual função exerceriam. Aqueles que pensavam em torno de 4 kg eram usados ​​para caçar doninhas e outros animais pequenos. Os que pesavam em torno de 18 kg eram utilizados para caçar lontras, raposas e texugos. Um acordo foi feito e o padrão de peso da raça pode variar entre 6 a 10 kg. Na década de 1920 isso foi alterado para 8 a 10 kg.

O padrão escrito em 1876 permaneceu o mesmo na Inglaterra e em outras partes do mundo por mais de 100 anos. Em 1987, o clube britânico e muitos outros mudaram um pouco da redação da norma, e ao longo dos anos, o padrão americano foi modificado e revisado. Hoje, o Canadian Dandie Dinmont Terrier Club é o único no mundo que ainda utiliza o padrão original como guia.

Dandie Dinmonts se tornou muito popular na Inglaterra no final do século 19. A rainha Victoria, uma ávida amante de cães, era tutora de uma Dandie. Não se tem registrado quando os primeiros Dandies foram trazidos para os Estados Unidos, mas o American Kennel Club registrou um Dandie de nome Bonnie Britton no primeiro ano do Stud Book Registry em 1886.

Nos anos que antecederam a Segunda Guerra Mundial, havia uma grande quantidade canis famosos que criavam Dandies. Durante a guerra, no entanto, muitos desses canis foram fechados. Infelizmente em alguns os Dandies foram sacrificados porque não havia comida suficiente para alimentá-los, nem número suficiente de pessoas disponíveis para cuidar deles.

Depois da guerra, os criadores dedicados trabalharam duro para restabelecer a raça. Um dos mais famosos desses canis foi Bellmead Kennels, um grande canil na Inglaterra. Ele tinham um cachorro chamado Bellmead Delegate, que era um bom reprodutor e que ganhou muitas competições.

O American Kennel Club reconheceu a Dandie em 1886. Ele nunca foi excessivamente popular, mas continua a ser um segredo bem guardado entre as pessoas que apreciam sua aparência e personalidade.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Dandie Dinmont Terrier

– Old Pepper, um dos cães mais conhecidos na história da raça, supostamente foi pego em uma armadilha na propriedade do quinto Duque de Buccleuch. Embora seu pedigree fosse desconhecido, ele foi criado e gerou um filhote chamado Old Ginger, cujo nome pode ser encontrado no pedigree de quase todos os Dandies Dinmonts vivos no mundo de hoje;

– A rainha Vitoria levou alguns desses adoráveis companheiros para Inglaterra depois de uma das suas visitas a Escócia;

– O rei Louis Philippe I, da França, era um incondicional do Dandie Dinmont Terrier;

– Nos dias atuais o ator hollywoodiano Bill Cosby posa para fotos cheio de orgulho com seu Dandie Dinmont;

– O nome dessa raça veio de um romance de  Guy Mannering, onde a personagem se chamava Dandie Dinmont e era tutor de vários cães com as caraterísticas do Dandie conhecido hoje.

Cuidados e Bem Estar

Dandie Dinmont se adapta bem na cidade ou na vida no campo, isso se tiver o tempo de atenção necessário por parte dos seus tutores. Eles podem viver em apartamentos, mas eles precisam caminhar regularmente ou ter um local com espaço para brincar. Duas caminhadas de 20 ou 30 minutos diariamente ou um tempo brincando no quintal vai mantê-los felizes. Como todos os Terriers, escavar está em seu sangue, por isso procure um local onde possa fazer alguns buracos para se divertir. Nunca ande com eles sem coleira em áreas abertas porque seu instinto de caça e perseguição pode ser ativado pelo menor movimento de um esquilo, pássaro ou outro cão ou gato.

Treinar seu Dandie vai consumir um pouco de sua paciência. Como todos os Terriers, Dandies são independentes, e eles podem muitas vezes parecer relutantes em responder aos seus comandos. Eles também parecem ficar entediados com tarefas repetitivas. Faça o treinamento uma tarefa divertida para o seu Dandie, e você vai se surpreender com a rapidez com que ele aprende e quão inteligente ele é verdadeiramente.

Embora o pleo do Dandie tenha uma aparência muito natural, eles realmente precisam de certos cuidados. Mesmo tendo pouca queda de pelo, Dandies precisam ser escovados duas ou três vezes por semana para remover pelos mortos e impedir os nós.

Para melhores cuidados com o pelo uma ou duas vezes no ano é comendado uma aparada nos pelos para remover emaranhados e nós, que deixam o pelo com uma aparência não muito boa. Os pelos duros são retirados para incentivar o crescimento de pelos novos. A maioria dos proprietários de animal de estimação encontrar um bom tosador para tirar os emaranhados de seu Dandie.

Para complementar os cuidados de um Dandie é preciso aparar o pelo no topo do focinho, manter os olhos livres, cortar com uma tesoura os pelos nas pernas, parte inferior do tronco e cabeça , assim como o pelo entre as patas. O pelo nas orelhas devem ser retirados regularmente.

Escovar os dentes do seu Dandie pelo menos duas ou três vezes por semana para remover o acúmulo de tártaro e as bactérias que se escondem no seu interior. A escovação diária é ainda melhor se você quiser prevenir doenças da gengiva e mau hálito.

Cortar as unhas regularmente quando necessário. Unhas curtas e bem aparada mantem suas pernas intáctas e sem arranhões quando seu Dandie entusiasmo pular para cumprimentá-lo.

Quanto a alimentação, nunca coloque comida demais a ponto de ficar sobrando. O ideal recomendado é 1 a 1,5 xícaras de ração seca de alta qualidade por dia, dividido em duas refeições.

Predisposição à Doenças: Glaucoma, problemas de coluna e epilepsia.

Aparência física

O Dandie tem uma estrutura bem interessante e diferente. Sua é cabeça sólida, bem proporcional ao corpo e coberta de pelos sedosos. A testa é bem bombeada. Os olhos, bem afastados, grandes e redondos, são de cor avelã-escuro; as orelhas, implantadas baixo, são pendentes ao longo das faces. O pescoço, bem desenvolvido, prolonga o corpo comprido, forte e flexível, de membros fortemente musculosos. Encurvada como uma cimitarra, a cauda um tanto curta ( de 20 cm a 25 cm) é ostentada alegremente quando o cão está em ação.

Pelagem do Dandie Dinmont Terrier

Pelagem dupla, com subpelo macio, que se assemelha à gaze, e o pelo de cobertura mais duro, sem ser de arame, mas que
ao toque parece áspero. Os membros anteriores possuem franjas de aproximadamente 5 cm. A parte superior da cauda é
revestida por pelos duros e a parte inferior, por pelos não tão duros, apresentando uma elegante franja de pelos mais macios.

Cor da pelagem

Pimenta: Abrange do preto azulado escuro ao cinza prata claro e castanho intenso ao fulvo pálido.
Mostarda: Abrange do marrom avermelhado ao fulvo pálido.

Filhotes

Os filhotes são criaturinhas bem ativas e precisam aprender a queimar essa energia da maneira correta. Inicie o treino do seu cão o quanto antes. Lembrando,  Dandie Dinmont são terries e isso significa um pouco de teimosia e vontade própria. Por isso se torna tão importante ensinar boa educação e alguns troques quando ainda são filhotes.

Preço

R$ 1.500 a R$ 3.500

Perguntas frequentes

O Dandie Dinmont Terrier pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Se adapta bem em apartamentos, mas precisa se exercitar todos os dias com caminhadas, brincadeiras ou joguinhos.

O Dandie Dinmont Terrier é recomendado para crianças?

O Dandie é um bom companheiro para as crianças, especialmente quando crescem juntos. Ele parece entender quando uma criança está feliz ou triste e adapta seu comportamento em conformidade.

O Dandie Dinmont Terrier pode ficar sozinho em casa?

São cães de companhia e também querem a companhia de alguém Deixá-los sozinhos por longos períodos não vai ser uma experiencia muito agradável para eles.

O Dandie Dinmont Terrier late muito?

Dandies vão latir quando necessário, e seu latido é profundo e alto. Eles simplesmente não param de latir mesmo depois de todos terem entendido o aviso de perigo ou gostam de latir apenas para ouvir sua própria voz. Com um pouco de treino isso pode ser facilmente resolvido.

O Dandie Dinmont Terrier solta muito pelo?

O Dandie quase não tem problema com queda de pelo. O recomendado é uma ou duas escovações por semana para retirar os pelos mortos.

Fotos doDandie Dinmont Terrier

Notícias com Dandie Dinmont Terrier no PdD

Raças similares aoDandie Dinmont Terrier

Airedale Terrier

Amigável, leal e corajoso. Extremamente inteligente e sensível.

Jack Russell Terrier

Ativo e amigável

Bedlington Terrier

Esperto e caçador, cheio de confiança

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.