dogo-argentino

Dogo Argentino

Inteligente, alegre, corajoso, forte e ágil
CBKC - Grupo 1
Silencioso, de bom olfato, farejador, ágil, forte, rústico e acima de tudo valente. Não é agressivo com os seres humanos
Também conhecido como: Dogue Argentino

Informações Gerais

O Dogo Argentino é um cachorro de forma atlética, de tipo normal e proporções bem balanceadas. Dotado de uma forte musculatura, é um cão ágil, com aspecto potente, dando a impressão de força e energia, em contraste com a expressão dócil e amistosa.

Esse cão, que dizem ser “superdotado”, é muito receptivo ao adestramento. Ele é utilizado pela polícia e pela alfandega argentinas. Esse rápido caçador de puma e de javali tem força bem apreciada pelo caçadores. Cão de guarda e de defesa, de avalanche e de guia e cegos, ele é apto para as funções mais diversas, inclusive a de cão de combate, para o qual foi aliás criado. Ele é agressivo e dominante com seus congêneres. É também um cão de companhia fiel e afetuoso muito apreciado. Seu adestramento deve começar desde a tenra idade e ser feita com tato e duçura, mas com firmeza. Ele é mais indicado a um dono bastante experimentado.

Com os membros da família, o Dogo tem um forte desejo de estar perto ou tocá-los. Ele graciosamente recebe os hóspedes e se alegra em fazer parte das atividades familiares, mas vai entrar em ação se surgir alguma ameça. Embora dedicado à sua família humana, o Dogo tem um instinto de caça extremamente forte. Ele deve ser mantido separado de gatos e cães de pequeno porte.

O Dogo pode ser de temperamento forte e independente, então ele precisa de um proprietário confiante e capaz de afirmar a sua autoridade como líder da matilha. Ele também é um cão atlético e vigoroso e pode ser turbulento, especialmente quando ele é jovem. O exercício diário é importante para mantê-lo estimulado fisicamente e mentalmente.

 

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
10 anos
Expectativa
Máxima
12 anos

Altura

Altura
Mínima
60
cm
Altura
Máxima
68
cm

Peso

Peso
Mínimo
40
kg
Peso
Máximo
50
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Dogo Argentino

País: Argentina

Esse cão tipo molossoide, um tanto leve, foi criado em 1910 na Argentina a partir do cruzamento entre o Mastife, o Dogue Alemão, o Boxer e cães de outras raças. Dessa forma, os criadores obtiveram uma raça harmoniosa. Em 1928 estabeleceu-se o padrão da raça.

Ao que tudo indica, a origem desta raça é recente e está documentada. Segundo estudos, ela é o resultado dos esforços de dois irmãos, António e Augustin Nores Martinez, que desejavam um cão imbatível nas arenas de brigas e eficiente nas caçadas a pumas e javalis. Os irmãos usaram Bracos destemidos, Dogues Alemães, Buldogues Ingleses, Bull Terriers, Mastins dos Pirenéus, Pointers Ingleses e Galgos Irlandeses, todos no intuito de acrescentar características particulares, como peso e tamanho, resistência, insensibilidade à dor, inteligência, vivacidade, melhor olfato e adaptação a todos os tipos de climas, melhor mandíbula e potência. Por anos, os Martinez cruzaram estes cães até que em 1928, finalmente atingiram o padrão desejado. Popular em sua terra natal, ficou conhecido como excelente animal de caça, principalmente por ter herdado dos Pointers a habilidade de farejar o ar e surpreender os pumas, que andavam em círculos e se escondiam nas árvores.

Ele escreveu um padrão para a raça em 1928. Argentina e outros caçadores sul-americanos começaram a usar os cães para rastrear javali para longas distâncias, então canto e mantê-los até que o caçador chegou. Infelizmente, Nores Martinez foi morto em uma tentativa de assalto antes que ele pudesse ver a raça reconhecida pela Federação Cynologic da Argentina e da Sociedade Rural Argentina em 1964. A Argentina Kennel Club reconheceu a raça em 1973.

Hoje, Dogos estão ativos em muitas atividades para além da caça. Eles têm trabalhado como cães policiais e militares, os cães-guia, cães da terapia, de busca e cães de resgate e participam de competições como obidience, schutzhund, e de rastreamento. O Dogo Argentino Club of America foi fundada em 1985. A raça é atualmente um membro da classe diversa da American Kennel Club, o último passo antes do reconhecimento definitivo pelo AKC.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Dogo Argentino

– Eva Peron, Che Guevara e o Dogo Argentino tem em comum estátuas em homenagem a eles;

– Dogo Argentino foi a unica raça criada na Argentina;

– O Dogo foi banido de alguns países como o Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e outros por ser considerado perigoso;

– O Dogo tem uma arcada dentária unica onde os dentes inferiores frontais são alinhados horizontalmente e isso lhe garante uma mordida forte e precisa.

Cuidados e Bem Estar

Os cuidados com o pelo do Dogo são fáceis, mas como  ele é uma cachorro grande tem muito trabalho a ser feito. Um banho a cada três meses (ou quando ele está sujo) com shampoo suave para pets é uma boa ideia. Escove seu pelo elegante com uma escova de cerdas naturais ou luva uma vez por semana.

O resto é a atenção básica. Suas orelhas devem ser verificados a cada semana e limpas, se necessário com uma bola de algodão e algum produto de ph balanceado.

As unhas aparadas uma vez por mês. A escovação regular com uma escova de dentes macia e aprovada pelo veterinário com um creme dental manter os dentes e gengivas saudáveis. É essencial introduzir esses cuidados com seu Dogo quando ele ainda é novinho para que ele aprende a aceitar a manipulação.

É importante começar a treinar o Dogo Argentino assim que completar 12 semanas de vida, a fim de canalizar adequadamente o seu entusiasmo e sua energia. É aconselhável que seja educado delicadamente e sem violência. Também é muito importante acostumá-lo rapidamente ao contato humano e não isolá-lo. O Dogo Argentino é um cão que precisa de muito espaço e não é adequado para viver em uma casa pequena. É uma raça que requer que lhe proporcionem uma boa dose de exercícios diariamente.

 

Predisposição à Doenças: Displasia coxofemoral e surdez

Aparência física

O Dogo Argentino tem cabeça tipicamente molossoide. Seu crânio é maciço e convexo, com mandíbulas muito desenvolvidas e sem prognatismo. Os dentes, fortes, são bem plantados. Os olhos, amendoados e bem separados, vão de castanho-escuro até o avelã. O olhar é atento e alerta. As narinas são bem abertas e a trufa é preta. As orelhas, deixadas ao natural, são de comprimento médio, largas, mantidas caídas e bem aplicadas contra a face. Elas se levantam pela metade quando em alerta.
O pescoço, forte e arqueado, apresenta ligeira rugas. Os membros são retos e bem equilibrados. O peito é largo e bem descido. A cauda em sabre, que alcança o jarrete, é mantida naturalmente caída; quando o cão está em ação, ele não para de agitá-la para os lados.

Pelagem do Dogo Argentino

O pelo é curto e apertado, liso e macio ao tato.

Cor da pelagem

Branco puro uniforme, pode ter manchas pretas ou de cor escura ao redor dos olhos.

Filhotes

Assim como o cão adulto, o filhote precisa de espaço para exercitar-se e assim desenvolver a musculatura e o temperamento típico da raça.

Um dono inexperiente ou pouco dominante com relação ao cão não é adequado para a raça, uma vez que os Dogos precisam de limites claros e consistentes. Até em razão de seu tamanho, os filhotes devem ser estimulados à obediência e devidamente socializados o mais cedo possível, evitando que se transforme num cão rebelde e que com certeza será difícil de controlar.

É recomendável que o futuro proprietário preste especial atenção à pigmentação dos filhotes. O pelo Dogo deve ser totalmente branco, mas a ponta do nariz deve ser preta, sinal de boa pigmentação. Esta pigmentação do nariz normalmente se completa até o filhote atingir a idade de 3 meses.

Preço

R$ 1.200 a R$ 4.000

Perguntas frequentes

O Dogo Argentino pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Não se adapta em apartamentos. Ele é um cão que precisa de muito espaço para se exercitar. O Dogo é mais indicado para sítios e Chácaras.

O Dogo Argentino é recomendado para crianças?

Por causa do seu tamanho ele não é um cão recomendado para famílias com bebês.

O Dogo Argentino pode ficar sozinho em casa?

Nenhum cão deve ficar sozinho por longos períodos. Eles são dependentes fisicamente e emocionalmente dos seus tutores e a distancia prolongada causa ansiedade e pode levar a um comportamento destrutivo.

O Dogo Argentino late muito?

Ele é reservado e não tem costume de latir. Quando recebe o treinamento adequado ele late para avisar do perigo.

O Dogo Argentino solta muito pelo?

Sua queda de pelos é moderada e pode ser diminuída com escovações semanais.

Fotos doDogo Argentino

Vídeos doDogo Argentino

A beleza do Dogo Argentino. El belo Dogo Argentino....

Mujer Atacada por Dogo Argentino...

Dogo Argentino ft. Cane Corso...

Meu Dogo é o Cara....

2012 Argentin dog Dogo argentino VOLT puppy...

Dog Evolution 1 to 12 months/meses (RIP SPIKE)...

Dogo Argentino puppies Hunting in pack 2 002...

mostrar mais

Raças similares aoDogo Argentino

Xoloitzcuintli-raca-cachorro

Xoloitzcuintli

Aprazível e alegre

srd

Sem Raça Definida (SRD)

Diverso e único para cada mistura e personalidade.

collie

Collie

Calmo, amigável, afetuoso e vigoroso.

affenpinscher

Affenpinscher

É um cão vivo e inteligente, charmoso e companheiro.

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.


Copyright 2015 - Todos os direitos reservados à portaldodog.com.br