Dogue Alemão

Dotado de uma boa naturalidade, é muito próximo de seu tutor.
CBKC - Grupo 2
Amável, carinhoso e afeiçoado
aos seus donos; podem ser reservados diante de desconhecidos. Quando requerido é autoconfiante, corajoso, de fácil trato e um dócil cão de companhia e de família,
com um alto limiar de excitação e sem comportamento agressivo.
Também conhecido como: Deutsche Dogge, Dinamarquês, Great Dane, Grande Danois

Informações Gerais

Esse animal sofre de uma reputação injustificada de agressividade. De fato, o Dogue Alemão é amigável, dócil e gosta de carinho. Ele precisa viver em contato estreito com o tutor. Ele aprecia muito avida em família e crianças. É preciso acostumá-lo muito cedo às diferentes formas de estressa que ele encontrará na cidade. Ele é reservado com estranhos,  mas sem agressividade. É preciso adestrá-lo com doçura e paciência. Seu faro mediano e o tamanho enorme impediram que fizesse careira como cão policial.

O Dogue Alemão quer estar onde a família estiver. Ele gosta muito de pessoas, incluindo estranhos e crianças, e vai receber bem as visitas, a menos que ele pense que você precisa de proteção. Então, ele pode ser ferozmente protetor. Alguns pensam que são(ou verdadeiramente acreditam que são) cães de colo, e eles vão tentar se aconchegar no seu colo, mesmo se você e seu colo misteriosamente estiverem em movimento.

Bem humorado como são, o Dogue Alemão definitivamente precisa de socialização precoce – a exposição a muitas pessoas diferentes, sons e experiências – quando ainda são filhotes. Socialização ajuda a garantir que o seu Dogue Alemão cresça sendo um cão bem educado.

Você pode pensar que o Dogue Alemão é o mais adequado para viver em um quintal por causa de seu enorme tamanho, mas é exatamente o oposto. Ele deve ser um cão criado dentro de casa fazendo parte da família. O Dogue Alemão é amoroso, aprende bem, e fácil de treinar.

Mesmo tendo em conta a sua gentileza inerente, é aconselhável ensinar-lhe boas maneiras e participar de aulas de treinamento de obediência quando ele é jovem. Seu tamanho por si só pode ser impossível de controlar quando ele for um adulto, e – como acontece com qualquer cão – você nunca sabe quando ele pode ver algo que tem que perseguir.

Ele fica ansioso para agradar e é muito apegado as pessoas, exigindo uma grande quantidade de atenção daqueles em sua volta. Ele tende a empurrar as pessoas com essa cabeça grande quando ele quer ser acariciado.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
7 anos
Expectativa
Máxima
10 anos

Altura

Altura
Mínima
72
cm
Altura
Máxima
80
cm

Peso

Peso
Mínimo
50
kg
Peso
Máximo
70
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Dogue Alemão

País: Alemanha

As origens do Dogue Alemão, oriundo dos grandes Molossos da Antiguidade, deram lugar a inúmeras controvérsias. Em seus escritos, o naturalista Buffon faz alusão a esses cães, que ele chamava de “Grandes Dinamarqueses”. Talvez visse neles os descendentes do Dogue Inglês, que teria origem escandinava. Na Idade Média, em todas as cortes da Europa, grandes cães dp tipo Dogue, bastante próximos dos outros, eram destinados a grande caça, guardavam os castelos e faziam companhia aos senhores. Depois de passar por muitos cruzamentos, em particular com Lebréus, esses Dogues foram aos poucos se apurando e começaram a se parecer com os Dogues Alemães de hoje em dia. A variedade que teria dado origem ao tipo atual era criada na Alemanha desde o fim do século XVIII. O nome de Dogue Alemão foi então adorado. Os ingleses, que reivindicaram a paternidade da raça, deram ao mesmo cão o nome de Great Dane (“Grande Dinamarquês”).

Desenhos de cães que se parecem com Dogue Alemão têm sido encontrados em artefatos egípcios que datam de 3000 a.C. e nos templos da Babilônia, que foram construídas por volta de 2000 a.C. Há evidências de cães semelhantes originados no Tibete, em relatórios escritos desses cães que aparecem na literatura chinesa em 1121 a.C.

A raça pode ter sido levado para várias partes do mundo pelos assírios, que trocavam seus cães com os gregos e romanos. Os gregos e romanos, consequentemente, cruzaram estes cães com outras raças. Ancestrais do Mastiff Inglês, provavelmente, estavam envolvidos no desenvolvimento da raça, e algumas pessoas acreditam que o Wolfhound Irlandês ou Greyhound também podem ter desempenhado um papel importante no surgimento dessa nova raça.

O Dogue Alemão foi originalmente chamado de Boar Hounds (Cão de Caça de Javalis), porque  eles foram criados para isso. Suas orelhas eram cortadas para impedir que os javalis as rasgassem com suas presas. No século 16, o nome da raça foi mudada para “English Dogges”.

No final de 1600, no entanto, muitos nobres alemães começaram a criar o maior e mais belo de seus cães dentro de suas casas, chamando-os Kammerhunde (numa tradução mais próxima seria Cães de Câmaras). Estes cães foram bem tratados e usavam colares dourados forrado com veludo. Sem falar na vida mansa que levavam.

O nome de Great Dane surgiu em 1700, quando um naturalista francês viajou à Dinamarca e viu uma versão do Boar Hound que era mais parecido com um Galgo. Ele chamou de o cão Grand Danois , que eventualmente se tornou Great Danish Dog (Grande Cão Dinamarquês) que foi cruzado com as melhores espécimes da raça chamada Danish Mastiffs. O nome pegou, mesmo que a Dinamarca não tenha dado origem a raça.

A maioria dos historiadores da raça dão créditos aos criadores alemães por refinar a raça tornando o cão bem equilibrado e elegante que amamos hoje. Em 1880, os criadores e juízes realizaram uma reunião em Berlim, e concordaram que os cães eram nitidamente diferente do Mastiff Inglês, então lhe deram seu próprio nome –  Deutsche Dogge (Dogue Alemão).

Eles fundaram o Deutscher Doggen-Klub of Germany, e muitos outros países europeus aceitaram esse nome também. Os países italianos e de língua inglesa, no entanto, não aceitaram esse nome. Ainda hoje, os italianos chamam a raça Alano, significando Mastiff; e em países de língua inglesa, é claro, eles são chamados Great Dane.

Durante todo o final de 1800, ricos criadores alemães continuaram a aperfeiçoar a raça. Eles voltaram sua atenção para o temperamento do cão, porque Great Dane tinham temperamentos agressivos, ferozes, devido ao fato de que eles foram originalmente criados para caçar javali, um animal particularmente feroz. Estes criadores tentaram produzir animais mais calmos – e felizmente para nós hoje – eles conseguiram.

Não se sabe quando os primeiros Dogue Alemães foram trazidos para os Estados Unidos, ou mesmo de onde eles vieram, mas o Great Dane Club of America foi fundado em 1889. Foi o quarto clube autorizado da raça a juntar-se ao American Kennel Club.

 

mostrar mais

Curiosidades sobre o Dogue Alemão

Dogue Alemão está entre uma das maiores raças. Somente o Wolfhound Irlandês é mais alto, e alguns Mastiffs podem superar-lo;

– O Dogue Alemão tem problema de flatulência e ele vai procurar alguém para culpar quando fizer o que não deve na frente das pessoas;

– O Scooby-Doo, amigo do Salsicha, é um Dogue Alemão;

– o Dogue Alemão é um cachorro gigante que tem a auto imagem de um cachorro pequeno e muitas vezes ele pula no colo dos seu tutores como se fossem pequenos bastante para isso;

– Apesar de seu nome em inglês significar “Grande Dinamarquês” ele não foi criado na Dinamarca;

– Na Idade Média acreditavam que o Dogue Alemão tinha poderes de místicos de afastar os maus espíritos.

Cuidados e Bem Estar

Apesar de seu tamanho gigante, um Dogue Alemão é maduro o suficiente para ser um bom cão de casa, embora ele não é seja muito adequado para um apartamento muito pequenos, porque ele vai bater em tudo.

Ele pode ficar com frio no inverno, então ele não deve ser deixado fora em climas mais frios. Na verdade, ele gostaria de ter um casaco de malha ou lã para mantê-lo aquecido quentinho quando você vai levá-lo para uma caminhada na época do inverno.

Ele é relativamente calmo dentro de casa, mas ele precisa de uma longa caminhada pelo menos uma vez por dia, ou um quintal grande para jogar e correr um pouco. Um adulto de Dogue Alemão precisa de 30 a 60 minutos de exercício diário, em função da sua idade e nível de atividade.

Você pode querer um parceiro para suas caminhadas, espere para levá-lo com você até que ele complete pelo menos 18 meses de idade. Antes disso, seus ossos ainda estão crescendo, e eles não são ainda não estão adequados para essa tarefa. Na verdade, o ideal era esperar que ele complete dois anos para ir correr com você.

Escove o Dogue Alemão com uma luva de borracha ou escova de cerdas macias para manter o pelo e pele saudáveis. Como você pode imaginar, o banho de um Dogue Alemão é uma tarefa difícil, especialmente se ele não está de acordo com isso. É difícil imaginá-lo escondido sob a mesa da cozinha enquanto tenta escapar de um banho, mas acontece.

Escovar os dentes do seu Dogue, pelo menos, duas ou três vezes por semana para remover a formação de tártaro e as bactérias que se escondem no seu interior. A escovação diária é ainda melhor se você quiser prevenir doenças da gengiva e mau hálito.

Apare as unhas uma ou duas vezes por mês. Unhas dos patas têm vasos sanguíneos, e se você cortar demais o que pode causar sangramento – e seu cão pode não cooperar na próxima vez. Então, se você não tem experiência em aparar as unhas do cão, peça ajuda profissional.

Com ração de alta qualidade, a quantidade ideal para o seu Dogue Alemão vai varia muito com a idade e sexo. No entanto, quantidades diárias recomendadas são:

  • Três a seis meses: fêmeas, 3-6 xícaras; machos, 4-8 xícaras
  • Oito meses a um ano: fêmeas, 5-8 xícaras; machos, de 6 a 10 xícaras
  • Adolescentes: fêmeas, 8 copos; machos, 9-15 xícaras
  • Adultos: fêmeas, 6-8 xícaras; machos, 8 a 10  xícaras

Essas quantidades também podem variar de acordo com a quantidade de exercícios que seu cão faz. Importante nunca deixar comida sobrando na vasilha do seu cão e mais IMPORTANTE ainda é NÃO FAZER qualquer tipo de EXERCÍCIOS depois que ele se alimentar. Isso pode trazer problemas graves para seu Dogue Alemão que podem levá-lo a morte.

Predisposição à Doenças: Displasia coxofemoral e predisposição a torção gástrica.

Aparência física

O longo pescoço, seco, bombeado em "pescoço de cisne", confere porte nobre à cabeça comprida e estreita, de chanfradura extremamente larga, de stop nitidamente pronunciado e de grossos lábios. As fortes sobrancelhas que contornam os olhos, ovais e de uma cor muito escura, acentuam o olhar. As orelhas, não cortadas, caem sobre as faces. Tudo é bem proporcionado nesse grande cão: peito largo e bem descido, o dorso bem esticado, o traseiro largo e musculoso, as patas compridas e fortes, terminadas por pés de gato". A cauda, que alcança o jarrete, se afina ligeiramente na direção da ponta e pende quando o cão está em repouso.

Pelagem do Dogue Alemão

Muito curto, espesso, liso, bem assentado, brilhante. Não é fosco e nem tem pelagem dupla.

Cor da pelagem

Dourado e Tigrado; Arlequim e Preto; e Azul.

Filhotes

Os filhotes e “adolescentes” precisam de cerca de 90 minutos de exercício por dia.

Até a idade de quatro a cinco meses, um filhote de Dogue Alemão deve ter três refeições por dia. Depois disso, dar duas refeições por dia. Ele nunca deve ter apenas uma refeição diária.

A dieta é importante para um filhote porque o Dogue Alemão tem um crescimento muito rápido, mais do que a maioria das raças. Um filhote de Dogue nunca deve comer comida de cachorro adulto porque é muito forte para ele; ele precisa de ração para filhote de raças grandes. É melhor não completar com outra coisa, especialmente com cálcio.

 

Preço

R$ 2.000 a R$ 5.000

Perguntas frequentes

O Dogue Alemão pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Apesar do tamanho, ele vive bastante bem em apartamento, com a condição de que tenha espaço suficiente por perto, para que possa manter a forma.

O Dogue Alemão é recomendado para crianças?

o Dogue Alemão adora crianças e é gentil com eles, especialmente quando crescem juntos desde filhotes.Tenha em mente que ele não tem ideia de quão grande ele é comparado a uma criança pequena, e por isso pode acidentalmente derrubar a criança com bastante facilidade.

O Dogue Alemão pode ficar sozinho em casa?

Se fica sozinho por muito tempo e a merce de suas próprias ideias de diversão, a quantidade de destruição que ele pode causar em sua casa e quintal está além da imaginação.

O Dogue Alemão late muito?

Ele é um cão muito calmo e vida mansa. Latir mesmo só durante as brincadeiras e momentos de muita alegria.

O Dogue Alemão solta muito pelo?

O Dogue Alemão perde muito pelo. Precisa de escovações frequentes para diminuir os pelos mortos. Na primavera e no outono, a queda de pelo se intensifica terá que ser escovado com mais freqüência durante esse tempo para se livrar de todo o pelo solto.

Fotos doDogue Alemão

Raças similares aoDogue Alemão

Bulmastife

Ativo, cheio de ardor e seguro de si.

Doberman

Cão afetuoso mas de forte personalidade

Mastim Tibetano

Guardião por natureza, corajoso, fiel e dócil.

Rottweiler

Equilibrado.

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.