Labrador Retriever

De natureza amigável, sem nenhum traço de agressividade ou de timidez.
CBKC - Grupo 8
Muito ágil; excelente faro; cuidadoso ao recolher a caça (boca macia); apaixonado por água.
Capaz de se adaptar em qualquer lugar; companheiro fiel. Inteligente, vivo e obediente,
com muita vontade de agradar.

Informações Gerais

Sólido e simpático, o Labrador excelente perdigueiro foi observado por alguns aristocratas do condado de Dorset, que começaram a praticar a criação e o adestraram para a caça. Seleção e cruzamentos, sem dúvida com intervenção de Pointer, Setter, Spaniel e outros perdigueiros, permitiram o aperfeiçoamento da raça.

O Labrador Retriever é um perdigueiro por instinto e atira-se sem hesitar em águas frias. Também sabe fazer uma busca calma e rastrear a caça com tenacidade. Inteligente e dócil, é dotado de excelente faro e é utilizado por policiais como cão de busca e, sobretudo, como detector de drogas ou explosivos. Doce, agradável e equilibrado, o Labrador é cão não tem igual como cão guia para cegos.

Fiel e corajoso, o Labrador amigo das crianças é um companheiro extremamente agradável. Em geral late pouco e nunca se mostra agressivo. Esse cão precisa muito cedo de bom adestramento, firme porém não coercitivo. Para seu equilíbrio, ele precisa fazer muito exercício, todos os dias. O Labrador Retriever fez e ainda faz sucesso internacional notável. Permanece entre as primeiras raças na Grã-Bretanha, assim como nos Estados Unidos, e alcançou essa posição na França nos últimos anos e é bastante difundido no Brasil.

Labradores são ativos, menos quando estão dormindo. Foi provavelmente um Labrador que inspirou o provérbio “Um cão cansado é um bom cão.” A melhor parte sobre ter um Labrador é que há uma série de maneiras divertidas que você pode fazer atividades físicas e estimulação mental. Leve-o para nadar, ensine-o a correr ao lado de sua bicicleta uma vez que ele está fisicamente maduro entre 18 a 24 meses de idade, faça caminhadas ou se envolva em esportes para cães como agility, obedience, rally, tracking, flyball, freestyle. No entanto, é sempre uma boa ideia verificar com o veterinário antes de iniciar um novo programa de exercícios com seu cão.

Se você proporcionar a ele uma vasão para sua energia, o Labrador será o melhor cão que você jamais poderia ter. Se você não fizer isso, você estará gastando todo o seu tempo e energia reparaando buracos na parede, tampando buracos em seu quintal, substituindo móveis mastigado ou coisa pior. Não porque seu Labrador é um cão ruim, mas simplesmente porque ele encontrou suas próprias maneiras especiais para entreter a si mesmo. Não lhe dê essa chance.

Labradores adoram água – qualquer poça de água, qualquer de tamanho ou maior vai atrair um Labrador, e lama é considerado um acessório de moda. A pelagem o protegem curta do Labrador verte água e sujeira facilmente, mas isso não é um consolo se a terra e detritos do pelo for parar em seu carpete branco.

Labradores gostam de comer, e eles vão tentar comer qualquer coisa. Eles são comedores profissionais, e eles vão comer qualquer coisa que pareça ser comida.

Um Labrador Retriever tem o tipo de versatilidade que outros cães apenas sonham em ter. Ele pode ser um companheiro, cão de competições, cão de caça, atleta, cão guia, cão de serviço, cão farejador, cão de busca e salvamento e cão de terapia. Ele gosta de canoagem, natação, caminhadas e muito mais. Estando em atividade ao ar livre e com o sua família humana, o Labrador está pronto e disposto a participar de qualquer atividade.

Todas estas características fazem o Labrador bem adequada para uma variedade de famílias ativas. Ele é perfeito para casas com crianças mais velhas, mas pode ser um pouco indisciplinado, especialmente quando  filhote. Solteiros e casais que amam o ar livre também combinam bem com esta raça, e seu tamanho e até mesmo temperamento fazem do Labrador um grande companheiro para idosos ativos que gostam de caminhar e gostariam de ter um cão que parece intimidador, mesmo ele sendo mais amoroso do que um lutador.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
10 anos
Expectativa
Máxima
13 anos

Altura

Altura
Mínima
54
cm
Altura
Máxima
57
cm

Peso

Peso
Mínimo
23
kg
Peso
Máximo
30
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Labrador Retriever

País: Canadá

Descendente do “Cão de Saint-Jones”, que vivia no século XVIII na ilha de Terra Nova, a oeste da foz do rio Saint-Laurent, no Canadá, o Labrador Retriever era utilizado pelos pescadores de bacalhau para recuperar os peixes escapados da rede. Por volta de 1820 ele foi levado para Grã-Bretanha. Essa raça é muito popular. Infelizmente o Labrador Retriever é predisposto a displasia dos quadris daí o cuidado de escolher um filhote de um canil.

Você pode pensar que o Labrador é um nativo da rústica província canadense que tem o mesmo nome, mas esse não é necessariamente o caso. Ele foi conhecido primeiro como o Pequeno Terra Nova – provavelmente para distingui-lo da raça gigante conhecida como Terra Nova – St. John’s Newfoundland ou o cão St. John’s.

Especialistas têm algumas teorias diferentes sobre como a raça veio a se chamar Labrador. Uma delas é que o nome foi pegue emprestado de uma palavra espanhola para trabalhador – “labrador” – o que certamente é uma descrição apropriada, ou que a raça está relacionado com os cães que acompanhavam os pescadores portugueses na pesca de arrastão ao largo da costa de Labrador e seu vizinho Terra Nova . Aqueles cães, conhecidos como cani di Castro Laboreiro, realizava tarefas como recuperar itens na água, incluindo peixes que caiam das redes, e com mensageiro de um barco para outro. Seja lá com foram chamados, os cães eram conhecidos por seu sentido de cheiro afiado, capacidade de encontrar aves abatidas e velocidade.

Visitantes britânicos em Terra Nova apreciando as habilidades dos cães os trouxeram  para a Inglaterra. Lá, eles chamaram a atenção do conde de Malmesbury, que adquiriu alguns dos cães que gostam de água para caçar nos pântanos que cercavam sua propriedade. O filho do conde começou a criar os cães e foi ele que lhes deu o nome de Labrador. O Kennel Club, na Inglaterra tornou a raça oficial em 1903.

Quase entraram em extinção na década de 1880, a família Malmesbury e outros fãs ingleses são dignos dos créditos por salvar a raça. Em Terra Nova, a raça desapareceu por causa das restrições do governo e as leis tributárias. As famílias foram autorizados a manter não mais do que um cão, e possuir uma fêmea era muito caro por causa dos impostos, assim fêmeas foram abatidos logo que nasciam. Na Inglaterra, no entanto, a raça sobreviveu.

O American Kennel Club seguiu o exemplo do English Kennel Club e em 1917 tornou a raça oficial. A popularidade da raça realmente começou a decolar após a II Guerra Mundial, e em 1991, o Labrador Retriever tornou-se o cão mais popular registrado no American Kennel Club. Ele também está no topo da lista no Canadá e Inglaterra. Hoje, Labradores trabalhar na busca de drogas e detecção de explosivos, busca e salvamento, terapia, assistência a deficientes, e como ajuda para caçadores. Eles também se destacam de todas as formas em competições.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Labrador Retriever

– Em 1997, uma filhote de Labrador de cor chocolate chamada Buddy se tornou o primeiro Labrador Retriever a morar a Casa Branca;

– O Labrador Retriever tem como origem a ilha de Terra Nova;

– Pescadores desenvolveram o Labrador Retriever para trabalhar trazendo redes de pesca ou também pegando peixes que eventualmente caíam do anzol;

– A distância máxima do pulo de um Labrador é de 8 metros;

– É uma das raças preferias para trabalhar como cães de serviço, por serem muito inteligentes e adaptáveis;

– Um grande nadador, seu corpo é perfeito para a água. Possui membrana interdigital; rabo que se assemelha ao de uma Lontra, o auxiliando a nadar mais rápido; pelagem levemente oleosa o mantém aquecido, ajuda a flutuar e facilita na hora de secar;

– O Labrador possui a boca mole, ou seja, se treinado, ele poderia carregar um ovo sem quebrar sua casca;

– O Labrador Retriever possui três cores: Preto, creme e chocolate. O preto a cor mais comum e mais bem-sucedida em competições, o creme é o segundo e o mais comum de ser visto trabalhando ao lado de policiais e o chocolate é a mais rara;

– É possível ter a presença das 3 cores em uma só ninhada;

– Ele pode chegar a 20 km/h em 3 segundos;

– Como o nome Terra Nova já tinha sido adotado por outra raça, o Labrador ganhou esse nome graças ao Mar do Labrador, que banha a ilha;

– O Labrador Retriever foi levado para a Inglaterra, onde ganhou as características que são conhecidas até hoje;

– O filme “Marley  e Eu”, contou a história de um filhote indisciplinado de Labrador Retriever e sua influência sobre sua família. Marley foi interpretado por um Labrador chamado Jonah, que a cena do ator Owen Wilson e da atriz Jennifer Aniston;

– Seu pelo curto, resistente às intempéries e o corpo musculoso são o equipamentos perfeitos para atividades ao ar livre como caminhadas, camping e esportes aquáticos.

Cuidados e Bem Estar

Labradores mostrar alguma variação em seus níveis de atividade, mas todos eles precisam de atividade, tanto física quanto mental. Diariamente 30 minutos de caminhadas, brincadeiras no parque ou um jogo de busca, são algumas maneiras de ajudar o seu Labrador a queimar energia . No entanto, um filhote não deve se esforçar muito em longas caminhadas e devem jogar no máximo por uma hora. Labradores são considerados “workaholics”, e vão esgotar-se. Cabe a você determinar a duração das sessões de jogos e de treinamento.

Existe o boato que Labradores não precisam de treinamento . Isso é um grande erro. Sem treinamento, um filhote indisciplinado em breve vai crescer e vai tornar se um cão muito grande e turbulento. Felizmente, o Labrador leva o treinamento com tranquilidade.

Cuidados com o pelo não são muito fáceis com um Labrador, essa raça perde muito pelo. Compre um aspirador de qualidade e escove seu cão diariamente , especialmente quando ele está no período em que perde muito pelo.

Labradores precisam de um banho a cada dois meses ou mais para mantê-los com boa aparência e com cheiro bom. É claro que, se os seu Labrador rolar em uma poça de lama ou algo sujo, isso é algo que ele é apto a fazer, é bom banhá-lo com mais freqüência.

Escovar os dentes do seu Labrador pelo menos duas ou três vezes por semana para remover o acúmulo de tártaro e as bactérias que se escondem no seu interior. A escovação diária é ainda melhor se você quiser prevenir doenças da gengiva e mau hálito.

Cortar as unhas uma ou duas vezes por mês. No caso do Labrador isso é algo muito necessário já que seu grande entusiasmo pode causar pernas e braços arranhados.

Seus ouvidos devem ser verificados semanalmente se têm vermelhidão ou um odor ruim, o que pode indicar uma infecção.Quando você for verificar as orelhas do seu cão, aproveite e limpe-as com uma bola de algodão umedecido com um produto suave e de pH equilibrado. Ouvido limpo ajuda a prevenir infecções. Não insira nada dentro do canal auditivo; apenas limpar o ouvido externo. Como infecções de ouvido são comuns em Labradores, também limpar os ouvidos após o banho, natação, ou a qualquer momento o seu cão se molhar. Isto ajuda a prevenir a infecção.

Esses cuidados devem começar quando seu Labrador ainda é filhote. Assim , quando crescer, já estará acostumado a manipulação de patas, orelhas e do corpo todo facilitando o banho e visitas ao veterinário.

Quando você for banhar ou escovar seu cão, verifique se há feridas, erupções cutâneas, ou sinais de infecção, tais como vermelhidão, sensibilidade, ou inflamação na pele, do focinho, boca, olhos e nas patas. Os olhos devem ser claros, sem vermelhidão ou secreção. Seu exame cuidadoso semanal vai ajudar a detectar potenciais problemas de saúde mais cedo.

Na parte de alimentação o cuidado deve ser com a facilidade do labrador ganhar peso podendo chegar a ter problemas com obesidade. Recomenda-se a quantidade diária de 2,5 a 3 xícaras de alimento seco de alta qualidade por dia, dividido em duas refeições. Isso pode variar conforme a estrutura e quantidade de exercícios que seu cão faz. O importante é nunca deixar comida sobrando na vasilha do seu cachorro. Isso pode prevenir doenças.

Predisposição à Doenças: Alterações cardíacas, ortopédicas (displasia coxofemoral, não união do processo anconeo) e oftálmicas.

Aparência física

O Labrador Retriever tem cabeça de crânio largo, com stop nítido, mandíbulas sólidas e focinho largo. Os olhos, medianos, castanhos ou cor de avelã, têm expressão doce e inteligente. A orelhas, pequenas, pendem contra a cabeça, um tanto para trás. O peito é largo profundo, os membros são fortes. A cauda muito espessa na base, se afina aos poucos na direção da ponta. Ela tem a aparência redondada de uma "cauda de lontra". Esse cão a leva alegremente, não curvada acima do dorso.

Pelagem do Labrador Retriever

A pelagem é composto de pelo curto e denso, sem ondulações nem franjas. É bastante áspera ao tato e tem subpelagem resistente à água.

Cor da pelagem

Sua cor pode ser o preto, o marrom ou amarelo e vai do creme claro roxo (da raposa).

Filhotes

Labradores geralmente têm ninhadas de seis a oito filhotes. A maioria dos criadores gostam de manter os filhotes até que eles estejam pelo menos com oito semanas de idade. Isto dá tempo dos filhotes aprenderem como se comportar com outros cães e dá ao criador tempo para avaliar as personalidades dos filhotes para que ele possa colocar cada na família correta. Um bônus é que os filhotes desta idade são mais maduros e mais fáceis de treinar em casa.

Antes da idade de dois ou três, muitos Labradores podem ser extremamente ativos e destrutivos apesar de sua reputação como uma raça calma. É em sua adolescência prolongada que muitos Labradores têm um desejo incontrolável de engolir pedras, meias e bonecas Barbie, os quais – e muito mais – foram removidos cirurgicamente da barriga desses cães.

Você vai precisar ter um cuidado especial se você está com um filhote de Labrador. Não deixe que seu filhote corra e brinque em superfícies muito duras, tais como ruas pavimentadas ou asfaltadas até que ele tenha, pelo menos, dois anos de idade e suas articulações já estejam totalmente formadas. Exercícios e brincadeiras normais na grama é bem melhor.

 

Preço

R$ 1.200 a R$ 3.000

Perguntas frequentes

O Labrador Retriever pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Apesar do seu tamanho o Labrador pode se adaptar em apartamentos, mas para isso será necessário passeios e brincadeiras para queimar suas energias para não destruir tudo.

O Labrador Retriever é recomendado para crianças?

Labradores adoram crianças, principalmente como companheiros para gastar energias. Eles são dóceis e pacientes.

O Labrador Retriever pode ficar sozinho em casa?

São cães que gostam de companhia humana. Se ficarem sozinho por longos períodos vão saber como remodelar seus móveis e a casa toda, incluindo paredes.

O Labrador Retriever late muito?

Sua tendência a latir é moderada, principalmente quando está entusiasmado co alguma coisa. Com treinamento adequado isso pode ser resolvido.

O Labrador Retriever solta muito pelo?

Labradores soltam muito pelo. Escovações e aspirações frequentes ajudam a diminuir a queda de pelos.

Fotos doLabrador Retriever

Raças similares aoLabrador Retriever

Golden Retriever

Obediente, inteligente, amável, amigo e confiável.

Cocker Spaniel Americano

Ele é brincalhão, alerta e ativo,

Chesapeake Bay Retriever

Disposto, alegre, brilhante, inteligente e tranquilo.

Cão de Água Português

Ardente, voluntarioso e altivo, sóbrio e resistente à fadiga.

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.