Leonberger

Calmo, afetuoso e leal
CBKC - Grupo 1
Como cão de família, o Leonberger é um agradável companheiro que se adapta às condições de vida e moradia de hoje; pode ser levado à qualquer lugar sem dificuldade e se destaca, particularmente, pela
sua distinta amabilidade com as crianças. Não é tímido, nem agressivo. Como cão de companhia, é agradável, obediente e destemido em todas as situações da vida.
Também conhecido como: Leonberg

Informações Gerais

De temperamento muito doce e afetuoso, o Leonberger é protetor nato de crianças, cuja presença ele procura. De ar descuidado quando em situação de descanso, ele também sabe ser cheio de vida. Muito fiel, adora a família e adapta-se às circunstâncias. Esse cão não suporta a solidão nem ficar amarrado, e precisa de muita atenção por parte do tutor. Ele não é receoso nem agressivo e o adestramento do filhote é fácil.

O Leonberger tem a reputação de gigante gentil, mas ele não vem dessa maneira. Antes que ele chegue a maturidade, ele passa por um longo período de “adolescente”, marcada por um comportamento típico de adolescente teimoso e por vezes destrutivo.

Como qualquer cão, os filhotes  Leo são mastigadores inveterados, e por causa de seu tamanho, eles podem potencialmente fazer mais dano do que cachorros de outras raças. Não permita esse tipo de comportamento, até que tenha atingido a maturidade. Mantenha seu Leonberger ocupado com treinamento, jogos e experiências de socialização. O Leonberger entediado é um Leonberger destrutivo.

Atualmente, o Leonberger é principalmente um companheiro da família. O Leonberger tem muitas boas qualidades, mas por causa de seu tamanho, excesso de pele, e potencial de destruição, se ele não estiver sob supervisão ou treinamento, ele não é o cão mais fácil de se conviver. E como a maioria das raças gigantes, ele está propenso a muitos problemas de saúde e tem tragicamente um curto tempo de vida de apenas seis a nove anos.

O Leonberger é altamente ativo, não apenas quando filhote, mas também como um adulto. Esteja pronto para dar-lhe pelo menos uma hora de exercício diário. Se você ama o ar livre, ele vai ser um bom companheiro de caminhada. Levá-lo na coleira para que ele não saia correndo atrás de um gato e você correndo atrás dele . Outras maneiras de ajudá-lo a gastar energia incluem nadar, puxar carrinho, exercícios de buscar algum objeto e pode inventar mais alguma coisa para ele fazer.

Apesar do tamanho, ele não é um cão para viver fora de casa. O Leonberger é dedicada a sua família e quer estar com ela o tempo todo.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
6 anos
Expectativa
Máxima
9 anos

Altura

Altura
Mínima
65
cm
Altura
Máxima
80
cm

Peso

Peso
Mínimo
45
kg
Peso
Máximo
77
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Leonberger

País: Alemanha

Duas teorias se opõem quanto às origens desse grande  cão de montanha. A primeira faz dele um dos descendentes dos Dogues Tibetanos, conhecidos há séculos nos Alpes centrais e orientais. A existência na Áustria, por volta de 1625, de uma criação de cães conforme o padrão atual, pertencente aos príncipes de Metternich, parece corroborar essa hipótese. A segunda teoria afirma que o primeiro Leonberger nasceu em 1846, graças aos esforços de um criador reputado, na pequena cidade alemã de Leonberg (Bade-Wurtemberg), da qual a raça pegou o nome (derivado da palavra latina leo, “leão”, e da palavra alemã Berg, “montanha”). Esse criador desejava obter um cão de pelagem fulva que lembrasse a do leão, em homenagem ao brasão de sua cidade. O que ele teria conseguido efetuando o cruzamento entre duas raças, o Terra Nova e o São Bernardo.

Essig era um homem de negócios bem sucedido especializado no comércio animal. Ele também era um político, um vereador e um cidadão proeminente de Leonberg, uma cidade nos arredores de Stuttgart no sul da Alemanha. Essig e sua família cercaram-se de uma variedade de animais raros e exóticos. Em cães, eles preferiram raças grandes e imponentes. Ele comprava e vendia cachorros ha 50 anos,  comercializando, por vezes, de 200 a 300 cães por ano no auge de sua carreira.

O tempo estava propício para uma pessoa como Heinrich Essig florescer. Exposições de cães, livros sobre cães, raças diferentes de cães começaram a aparecer em todos os lugares. Cães de grande porte, especialmente as brancas ou de cores claras, eram as mais cobiçadas nessa época. Nossos melhores registros indicam que em 1846 Essig declarou a “criação” do Leonberger como uma raça de cão legítimo. Essig era livre para viajar e promover seus cães; sua sobrinha, Marie, que era conhecido como a “alma” do canil realmente cuidava, treinava e mantinha os animais.

Leonbergers de Essig chamou a atenção de artistas populares alemães que usaram os cães como modelos e isso também aumentou sua popularidade. Por meio de um marketing bem feito de Essig, seus cães encontraram seu lugar nos castelos da realeza e nas casas de celebridades em todo o mundo.

O mais famoso dos primeiros cães nos Estados Unidos pertencia a um casal do show business, que por volta da virada do século percorreu toda a América com seus cães da raça de Essig, César e Sultan em produções de teatro ao vivo. Durante este período, Leonbergers participaram do Westminster Show e em exposições de cães em todo o leste dos Estados Unidos. Eles tinham uma agenda lotada e foram listados em muitos shows e no AKC Stud Book de 1887 a 1902.

Essig morreu em 1889 sem nunca ter definido um padrão para a raça ou uma descrição defensável do seu programa de melhoramento. Em homenagem às qualidades do Leonberger que, apesar destas deficiências óbvias, e em face das críticas mais duras, que os proprietários entusiásticos fundaram, a partir de 1891, os primeiros clubes de Leonberger.

Um presidente de clube, Albert Kull, era um artista com uma visão detalhista. Ele escreveu o primeiro padrão para o Leonberger. Esta norma formaram a base para todos os padrões subseqüentes. O trabalho de Kull foi fundamental para estabelecer a credibilidade da raça, e o Leonberger popularizou-se.

Na I Guerra Mundial a raça quase foi extinta. Se não fosse pela determinação e dedicação de dois homens, Karl Otto Stadelmann e Josenhans, a raça teria certamente tornado-se uma mera nota de rodapé na história de cães alemães. Depois da Guerra, eles vasculharam a Alemanha em busca de Leonbergers. Eles descobriram 25. Destes, apenas cinco foram adequados para a reprodução. Por causa da inflação e escassez de alimentos, era improvável que os indivíduos pudessem ter programas de melhoramento pessoal e individualmente, então, em 1922, um grupo de sete pessoas se uniram para formar uma cooperativa de reprodução. Dentro de quatro anos, eles tinham 350 Leonbergers legítimos. O programa de criação da cooperativa trouxe um reavivamento para a raça, trouxe honra para a cidade, e a partir deles outros canis foram fundados. Mais notavelmente, estes homens conseguiram o registro oficial da raça, que continua ininterrupto até hoje. É interessante notar que, durante este tempo, um par de cooperativa produziram duas ninhadas, em Nova Jersey. Estes cães foram vendidos em toda a América, mas todos os sinais deles desapareceram durante a depressão.

No início da década de 1930, o controle autoritário do Terceiro Reich começou a influenciar também no mundo dos cães, assumindo o controle de todos os registros de raças alemãs. Um clube de Leonberger presidido pelo Reich foi fundado. No entanto, “não oficial” a criação de animais, embora muito reduzida, continuou durante a II Guerra Mundial em Leonberg. Ambos, cães e registros precisos, sobreviveram à destruição e o German Leonberger Club foi fundado em 1948. Sob a orientação do presidente do clube, Robert Beutelspacher, o primeiro padrão moderno e regulamentos de reprodução foram escritos. Em 1975, o clube alemão juntou todos os clubes da raça Leonberger dos principais países europeus e fundaram a German Leonberger Club. Dezoito clubes nacionais, incluindo o Leonberger Club of America (desde 1987) se reúnem anualmente em Leonberg para preservar e proteger a raça.

Leonbergers são cães bem conhecidos e populares em toda a Europa, com as normas de reprodução regidas por clubes nacionais sob os auspícios da FCI. O renascimento de Leonbergers na América ocorreu entre 1975 e 1985, quando cinco famílias diferentes trouxeram Leonbergers da Alemanha para diferentes partes do país. Através de seriedade e persistência eles se conheceram e estabeleceram o Leonberger Club of America com um registro independente, código de ética e um conjunto de regulamentos de melhoramento. Campbell, Decher, Kaufmann, e Zieher são nomes honrados no mundo Leonberger e suas áreas de reprodução e influência continuam a impactar Leonbergers americanos. Yves Pais, secretário do LCA por 27 anos, também é contado entre os fundadores.

Sob a orientação da Leonberger Union, a FCI Standard foi o padrão utilizado pelo LCA de 1985 a 2009. Em 2003, começou a participar da AKC’s Foundation Stock Services Program (FSS). Hoje o AKC Standard foi escrito dentro das diretrizes determinadas pelo próprio AKC com o objetivo de manter a raça o mais natural possível, tal como definido na terra de origem.

O Leonberger é um excelente cão de família que cumpre com determinação todas as exigências da vida moderna. Ele é um cão para todos os fins, cão utilitarista que irá realizar qualquer trabalho que é exigido dele. Ele nunca deve ser tímido ou agressivo. Ele é conhecido por seu amor pelas crianças, sempre amigável e confiável.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Leonberger

– Algo marcante em sua personalidade é o seu sexto sentido de prever desastres naturais . Por isso, é muito comum o uso do Leonberger nas montanhas para salvamento. Outra peculiaridade deste gigante é sua capacidade de ser um excelente nadador. Devido a estas qualidades, é usado como um cão socorrista com o treinamento adequado.

Cuidados e Bem Estar

O Leonberger é um cão muito ativo e precisa de exercícios diários, além de um bom espaço para se exercitar. Este cão surpreendente é um amante de longas caminhadas. Seu tamanho obriga-o a consumir entre 2.700 e 3.000 quilocalorias diárias quando não faz muita atividade física. Aqueles que fazem exercícios muitas vezes precisa consumir 5.500 a 6.000 calorias por dia. Sua dieta também deve incluir vitaminas e ácidos graxos.

Seu pelo precisa ser escova todos os dias por ter uma camada interna, pode abrigar parasitas. A limpeza deve ser particularmente cuidadosa nas orelhas. Os dentes, é recomendável que você escova uma vez ou duas vezes por semana. Os Leonbergers são loucos por água, mesmo no inverno, você precisa ter o cuidado de quando ele estiver em uma idade avançada pode ter doenças reumáticas que se tornam um verdadeiro fardo para o animal. Portanto, você precisa prestar atenção e tentar evitar os seus banhos no inverno.

De resto são os cuidados essenciais. Banho quando necessário, já que ele gosta tanto de água pode ficar com aquele cheiro de cachorro molhado. Um bom shampoo inticado pelo veterinário vai deixa-lo cheiroso e com o pelo com uma boa aparência.

Sua unhas precisam ser cortadas quando estiverem muito grandes principalmente para evitar braços e pernas arranhados. Tenha cuidado na hora de corta a unhas. Se cortadas muito curtas pordem causar dor e sangramento no seu companheiro de estimação e nas próximas vezes ele não vai cooperar muito. Se tiver dúvida, peça ajuda ao veterinário ou ao tosador.

Faça uma verificação semanal nas orelhas, patas, olhos, boca e focinho se há sinais de vermelhidão, erupções cutâneas ou inchaços que podem ser sinais de um problema mais sério. Tendo esses cuidados frequentes você pode evitar complicações futuras.

Na parte de alimentação vai depender do quanto seu animal se exercita. Procure orientação de um veterinário para saber as quantidades diárias de ração re qual o melhor tipo para seu cão. Não coloque comida demais na vasilha do seu cão para que não fique sobrando. Isso pode levar a problemas de saúde incluindo obesidade.

Predisposição à Doenças: Alterações oftálmicas e ortopédicas.

Aparência física

O Leonberger tem cabeça um tanto alongada e mais alta que larga, olhos de tamanho médio, castanho-escuros de preferência, e trufa sempre preta. As orelhas, de tamanho médio e implantadas alto, caem ao longo da cabeça. O pescoço é ligeiramente convexo; os quadris, sólidos; e o peito, profundo. Os membros anteriores, retos, são guarnecidos de franjas e os posteriores apresentam coxas fortes e musculosas. A cauda dai reta e se ergue ligeiramente quando quando o cão está em ação. Ela é muito bem guarnecida de pelos.

Pelagem do Leonberger

A pelagem tem pelo medianamente macio ou áspero, bastante comprido, sempre liso, reto ou muito pouco ondulado, com uma capa bem desenvolvida. O pelo forma uma crina no nível do pescoço e do peito, assim como um culote e franjas.

Cor da pelagem

Entre as cores estão o amarelo-leão (fulvo-claro), o fulvo-vermelho e o fulvo-escuro (vermelho-escuro), assim como todas as gradações entre essas cores, combinadas com uma máscara preta.

Filhotes

Começar o treinamento assim que você trouxer Leo para casa, enquanto ele ainda está em um tamanho administrável. Utilize técnicas de treinamento de reforço positivo como elogios, recompensas de brincadeiras e alimentos, e seja paciente. Ele vai responder bem ao treinamento se você for firme e persistente, mas você vai precisar praticar com ele diariamente até que ele esteja pelo menos som dois anos de idade. Isso vai garantir que suas lições não foram em vão. Evite deixar alimento ao alcance dele.

No início, a socialização freqüente é essencial evitar que o Leonberger se torne excessivamente tímido ou medroso com coisas novas ou diferentes. Esperar até ele ter seis meses de idade é provável que resulte em um cão que será temível e agressivo em situações inusitadas.

Preço

R$ 1.500 a R$ 4.500

Perguntas frequentes

O Leonberger pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Seu tamanho imponente o destina a viver em área aberta, em vez de no interior de um apartamento, pois esse cão precisa de espaço.

O Leonberger é recomendado para crianças?

Eles são ótimos e pacientes com crianças. Sempre cuidadosos e vigilantes. Por causa de seu tamanho ele pode machucar acidentalmente crianças menores que cinco anos de idade. Sempre supervisione a relação crianção e animal.

O Leonberger pode ficar sozinho em casa?

Não é uma boa ideia para deixá-lo sozinho em casa por longos períodos. Isso pode ser a ruina de seus móveis.

O Leonberger late muito?

Sua tendência a latir é moderada. Com bom treinamento ele atende fácil ao comando silêncio.

O Leonberger solta muito pelo?

Solta pelo consideravelmente. As escovações frequentes diminuem bastante essa queda, mas é provável que você ainda tenha pelos nos móveis e nas roupas.

Fotos doLeonberger

Raças similares aoLeonberger

Welsh Corgi (Pembroke)

Alegre e companheiro.

Bearded Collie

Alerta, vivaz, auto-confiante, ativo e seguro.

Labradoodle

Amigável, calmo, enérgico e alegre

Pastor Alemão

Esse cão muito inteligente tem aptidão particular para a obediência

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.