Norfolk Terrier

Ativo, intrépido e vivaz
CBKC - Grupo 3
Cão sólido e musculoso, coberto de pelo em "fio de arame".
Também conhecido como: Terrier de Norfolk, Norfolk

Informações Gerais

O Norfolk Terrier não é mais um caçador, mas guardou dos ancestrais a vitalidade e a coragem. Afetuoso e equilibrado, ele pode ser excelente companheiro, que se entende bem com seus congêneres. É fácil de ser adestrado, mas precisa que se chame constantemente sua atenção. É um cão que se mostra exclusivista com seu tutor, mas que gosta muito de crianças e de brincadeiras.

Norfolk ama as pessoas. Ele fica ansioso para conhecer todo mundo que ele vê e ama receber atenção. Sua natureza afetuosa e feliz combinada com seu tamanho pequeno o tornam adequado para qualquer casa, desde que alguém esteja lá para lhe fazer companhia. Ele gosta de crianças, idosos e da maioria dos outros animais de estimação, mas pássaros, coelhos e roedores são exceções.

O Norfolk é um caçador destemido que vai vê-los como presa fácil. Ele é um cão observador e curioso. Não surpreendentemente, ele é um cão de guarda muito eficaz, enquanto também é um dos membros mais descontraídos do grupo Terrier. Dentre todos é o menos provável a ser destrutivo, desde que não esteja entediado. Se você está procurando um companheiro canino animado e que seja destemido, sem deixar de ser afetuoso, o Terrier Norfolk pode ser a raça certa para você.

Com uma personalidade extrovertida, alegre, de constituição incansável, o pequeno Norfolk encanta aqueles que o conhecem e amam. Nunca é chato e certamente jamais um cachorrinho acomodado em um sofá, ele é tudo em matéria de terrier – tenaz, independente, trabalhador e charmoso. O Norfolk também é incrivelmente bonito. Com pequenos olhos escuros brilhantes cheios de malícia e um pelo desalinhado, é difícil resistir ao seu apelo.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
12 anos
Expectativa
Máxima
15 anos

Altura

Altura
Mínima
25
cm
Altura
Máxima
26
cm

Peso

Peso
Mínimo
4
kg
Peso
Máximo
5
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Norfolk Terrier

País: Reino Unido

Oriundo do Norwich Terrier não é mais um caçador, mas guardou dos ancestrais a vitalidade e a coragem. Afetuoso e equilibrado, ele pode ser excelente companheiro, que se entende bem com seus congêneres. É fácil de ser adestrado, mas precisa que se chame constantemente sua atenção. É um cão que se mostra exclusivista com seu tutor, mas que gosta muito de crianças e de brincadeiras.

A raça que mais tarde viria a ser o Norfolk foi desenvolvida perto das cidades de Norfolk e Norwich, na Inglaterra, no início de 1800 como um cão de fazenda e caçador. Muitos acreditam que ele foi desenvolvido pelo cruzamento de Border Terriers, Cairn Terriers e Irish Terriers. No final do século 19, a reputação dos pequenos Terriers como caçadores de ratos cresceu. Estudantes da Universidade de Cambridge trouxeram alguns para ajudar com os seus problemas de ratos e os cachorrinhos tornaram-se conhecidos pela primeira vez como Cantab Terriers, e mais tarde como Trumpington Terriers.

Um dos primeiros criadores de terriers Norfolk / Norwich foi Jodrell Hopkins, um estudante de Cambridge que tinha um estábulo em Trumpington Street depois que ele se formou. Junto com “Doggy” Lawrence, um negociante de cão em Cambridge, criou e vendeu os cães pequenos e animados para os estudantes de Cambridge. Naquela época, a maioria dos pequenos terriers eram vermelhos. Vários criadores começaram a refinar a raça: Frank Jones, que foi responsável por dar a raça o nome de Norwich, e RJ Read, um dos primeiros exportadores da raça e o primeiro presidente do Clube Terrier Norwich, na Inglaterra.

Um dos cães que eles usaram no seu programa de criação era um cão vermelho chamado Rags, que pertencia ao chefe de Frank Jones, Jack Cooke. Rags tinha sido dado a Cooke por Jodrell Hopkins, e ele acabou sendo um pai muito dominante, gerando filhotes vermelhos como ele.

Na mesma época, o filho de um veterinário de Norwich, Lewis Low (apelidado de “Podge”), adquiriu uma fêmea de orelhas eretas com pelo branco liso, que teria sido resultado da cruza de um Terrier de caça com um Dandie Dinmont. Seus proprietários a trouxeram para o pai de Low para ser sacrificada, mas Low  gostou do tipo de pelo dela, das pernas longas, orelhas eretas e de sua aparência por ter uma expressão de  “velhinha”, por isso, ele a pegou para criar e deu o nome de Ninety.

Ninety foi cruzada com Rags, e vários dos filhotes foram comprados por Frank Jones. Quando Jones deixou seu emprego com Cooke, ele levou os Terriers com ele e continuou a produzir e vender os pequenos cães vermelhos. Ele também enviou alguns deles para a América, chamando-os Jones Terrier. Até que em 1904, quando lhe foi perguntado o nome da raça, ele impulsivamente respondeu: “Norwich Terrier”. Jones e seu empregador forneceram a muitos dos primeiros criadores de Terrier de Norwich de suas próprias ninhadas, tanto na Inglaterra quanto na América do Norte.

Ao longo dos anos seguintes, muitos criadores trabalharam para aperfeiçoar a raça, às vezes tentando cruzamentos com raças diferentes. Um destes criadores é RJ Read, que tornou-se interessado na raça em torno de 1908. Ele comprou uma filha de Rags em 1909 e experimentou o cruzamento com outras raças, como o Bedlington Terrier , o Staffordshire Bull Terrier e o Terrier Irlandês.

Em 1929, ele tinha finalmente criado o cão que ele estava tentando produzir. Era um pequeno Terrier vermelho, com um casaco duro e vermelho, olhos escuros, pernas curtas e personalidade brincalhona. O nome do cão era Horstead Mick, e seu nome aparece em muitos dos pedigrees de hoje. Mick foi utilizado em muitas cruzas como um garanhão e foi o avô de um dos primeiros campeões do Norwich Terrier, uma fêmea de orelha caídas chamada Tinker Bell.

Outra criadora influente é Phyllis Fagan, que adquiriu uma fêmea vermelha chamada Brownie. Muitos dos atuais Norwich e Norfolk Terriers são descendentes de seus cães. Ela exibiu seus cães em competições e seus cães se saíram muito bem, assim como em competições de trail.

A raça foi reconhecida oficialmente em 1930, tanto nos Estados Unidos quanto na Grã-Bretanha. Havia cães de orelhas eretas e orelhas caídas. Até este momento, os cães de orelhas caídas e eretas foram cruzados porque eles eram considerados da mesma raça. Quando a raça foi reconhecida pelo Kennel Club Inglês, no entanto, as orelhas se tornaram um problema. Read gostava da orelha ereta e queria que esse fosse o padrão da raça, insistindo que todos os cães desta raça tivessem este tipo de orelha. Os defensores dos cães com orelhas caídas insistiam que incluíssem todos os tipos de orelhas no padrão. No final, os defensores dos orelhas caídas ganharam e o padrão foi escrito incluindo ambos.

Após a Segunda Guerra Mundial, os criadores pararam o cruzamento dos dois tipos diferentes de cães. Em setembro de 1964, o Englad Kennel Club permitiu a separação dos cães por suas diferentes orelhas, com cães de orelhas eretas se tornando os Norwich Terries e os de orelhas caídas agora sendo chamados de Norfolk Terrier.

Em 1979, os Norfolk e Norwich Terries foram reconhecidos como raças separadas pelo American Kennel Club. Fora as orelhas, os padrões das raças são muito semelhantes.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Norfolk Terrier

– Terriers de Norfolk foram conhecidos por nomes diferentes ao longo dos anos. Eles foram chamados Cantab Terriers quando estudantes da Universidade de Cambridge os tinham como animais de estimação. Eles também têm sido chamados de Trumpington Terriers, em homenagem a uma rua na área onde a raça foi desenvolvida. Por um tempo, eles foram até mesmo chamado de Jones Terriers, em homenagem ao primeiro homem que os exportou para os Estados Unidos;

– Norfolks são cães energéticos que gostam de um monte de atividade. Eles apreciam quando participam das atividades da família, tanto quanto possível;

– O Norfolk é apaixonado por fazer buracos. Se sua propriedade tiver cerca, faça uma verificação constante para ver se ele não tentou escapar cavando por baixo dela;

– Alguns Norfolks se tornam obesos. Não se entregue aos seus apelos por mais comida.

Cuidados e Bem Estar

O Norfolk é um cão de fácil manutenção. Ele precisa de pelo menos uns 20 a 30 minutos de caminhada vigorosa ou brincadeiras, ou dois períodos de 10 a 15 minutos a cada dia. Este cão é inteligente e gosta de aprender. Mas sua independência natural e obstinação ocasional pode fazer do adestramento um desfio. Treinamento consistente e positivo é a melhor maneira de convencê-lo a fazer o que você pede. Ensinar o Norfolk a vir quando chamado é especialmente importante para evitar situações de perigo quando ele fica empolgado com algo. Nunca gritar ou usar a força física com estes cães – eles são altamente sensíveis e podem ficar com medo ou agitados.

Seu pelo deve ser escovado uma ou duas vezes por semana, unhas aparadas regularmente e as orelhas limpas e verificadas semanalmente. A escovação dental com uma escova de dentes macia e pasta de dentes para cachorro ajuda a prevenir doenças. É necessário tomar banho mensal. O pelo de Norfolk geralmente não é tosado como os das outras raças, mas aparado.

Sua alimentação precisa ser equilibrada. A quantidade diária recomendada é de 1/2  a 1 xícara de alimento seco de alta qualidade por dia, dividido em duas refeições. A quantidade de comida de seu cão depende de seu tamanho, idade, constituição, metabolismo e nível de atividade. A qualidade da comida  que você compra faz a diferença. Cuidado com a obesidade.

Predisposição à Doenças: Alterações ortopédicas, sanguíneas, oftálmicas de origem genética.

Aparência física

A cabeça de crânio largo tem focinho forte. As orelhas caídas são mantidas contra a face, o que diferencia esse cão do Norwich Terrier, cujas orelhas são retas. Os olhos de cor marrom escuro ou preto são muito vivos. O corpo bastante curto e compacto é muito bem equilibrado em cima dos ombros, igualmente curtos, sólidos e vigorosos. A cauda de comprimento moderado é mantida orgulhosamente.

Pelagem do Norfolk Terrier

Constituida por pelo teso, apertado e reto, em "fio de arame", assentado sobre todo o corpo. Ele é comprido e desgrenhado no pescoço e nos ombros. O pelo da cabeça, das orelhas e do focinho é curto e liso; formando leve bigode e sobrancelhas.

Cor da pelagem

Pode adotar todos os tons de vermelho, de trigo, preto e fogo ou grisalho. Pode ter marcas ou manchas brancas.

Filhotes

Os filhotes precisam começar o treinamento logo que chegam em casa. Quanto mais cedo começar, melhor para evitar que no futuro você tenha uma adulto mal-educado. Eles também precisam de muito exercícios diariamente. Verifique com o veterinário a quantidade e os tipos de exercícios indicados para cada idade. Isso é algo muito importante, pois evita que seu cão tenha problemas nas juntas e articulações quando for adulto.

Seja paciente no treinamento em casa. Eles precisam de um líder, mas também de alguém que não seja rude ou violento. No tempo certo coloque-o em um jardim de infância ou day care para filhotes que ajudará na socialização.

Perguntas frequentes

O Norfolk Terrier pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Por causa de seu tamanho pequeno, ele se adapta bem à vida em apartamento – embora ele possa latir se ficar entediado.

O Norfolk Terrier é recomendado para crianças?

O Norfolk pode ser pequeno, mas ele é robusto. Ele é mais adequado para casas com crianças que têm pelo menos 7 ou 8 anos de idade. Em casas com crianças menores, a supervisão é importante.

O Norfolk Terrier pode ficar sozinho em casa?

Norfolk Terrier é muito dependente de seus tutores, se deixado muito tempo sozinho pode se tornar destrutivo ou latir demais.

O Norfolk Terrier late muito?

Como muitos Terriers, o Norfolk late, e embora não seja muito barulhento, deve aprender o comando para ficar calado.

O Norfolk Terrier solta muito pelo?

Ele tem uma queda de pelos considerável. Seja cuidadoso nas escovações frequentes para diminuir a quantidade de pelos mortos.

Fotos doNorfolk Terrier

Notícias com Norfolk Terrier no PdD

Raças similares aoNorfolk Terrier

Norwich Terrier

Índole amável, não é brigão, tremendamente ativo, com constituição vigorosa; alegre e destemido

Border Terrier

Cão dinâmico e afetuoso

Cairn Terrier

Dotado de muita personalidade e ternura

Skye Terrier

De temperamento forte

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário

Os comentários estão desativados.