Pug

Afetuoso e brincalhão.
CBKC - Grupo 9
Cão compacto e bem proporcionado. Sinal particular: A expressão única e charmosa de seus olhos globulosos.
Também conhecido como: Mops, Mol, Carlin, Carlino, Mopshond, Doguillo.

Informações Gerais

O Pug é sensível e terno, de estatura pequena, olhos expressivos, cabeça redonda, forma que se inscreve perfeitamente em um quadrado e cauda enrolada, é bonito à sua própria maneira .

Com expressão séria e adornada com muitas ruguinhas, o Pug encanta por onde passa e faz amigos com facilidade, seja com crianças, outros cães ou gatos.

O que realmente faz um Pug feliz é fazer parte da família. Ele é particularmente apegado aos seus humanos, que o recebem de braços abertos, com todas as suas particularidades, como os famosos barulhinhos quando respira (que alguns tutores apaixonados defendem serem tão calmantes quanto um ronronar) ou os ronquinhos bem ruidosos quando está dormindo. Os barulhos mencionados acontecem porque um Pug é um cão braquicefálico, em outras palavras, com o focinho achatado.

Sua personalidade calma, boa natureza e geral humor estável são realmente os pontos que o fizeram um querido companheiro por tantas centenas de anos, desde os tempos que ele foi criado para ser um um cão de companhia para a nobreza chinesa. O amor, lealdade e devoção à sua família continuam firmes e fortes até hoje, e não é incomum ver um Pug seguindo seus tutores de um quarto para o outro, como uma verdadeira sombra. Por causa dessa ligação, tutores devem trabalhar para que não desenvolvam ansiedade de separação nos momentos que ficarem sozinhos.

O Pug não é um cão esportista, mesmo, não precisa gastar tanta energia, e por não precisar de muito espaço, acostuma-se muito bem à vida em apartamentos. Uma boa brincadeira ou passeio no quarteirão são suficientes para ele, sempre mantendo atenção ao calor. É imporante separar um tempo especial para ele todos os dias dedicado a prática de exercícios leves físicos, lembrando que ele tem tendência a engordar. Por ser esperto, exercícios mentais são essenciais para mantê-lo inspirado.

Um cão compacto, musculoso, um pouco maior que a média e menos vulnerável quando o assunto são cães toy, eles aguentam até uma brincadeira mais intensa com crianças, portanto que a interação seja sempre monitorada.

Nos diversos cruzamentos que a raça foi submetida, infelizmente muitos criadores focaram mais em acentuar determinados traços físicos do que na sua saúde. Por isso, esse pequeno cão possui uma série de restrições físicas, principalmente quando o assunto é respiração e a sua intolerância ao calor. Se não vive em um local frio, deve ter sempre acesso a um ar condicionado no verão e não pode de maneira alguma viver sem ser dentro de casa.

Inteligentes, eles são fáceis de ser adestrados e devem começar desde cedo a respeitar as proibições e limites. São perfeitos tanto para famílias com crianças, quanto para casais. São bons inclusive para tutores estreantes ou sem muita experiência com cães.

Expectativa de vida

Expectativa
Mínima
12 anos
Expectativa
Máxima
14 anos

Altura

Altura
Mínima
35
cm
Altura
Máxima
40
cm

Peso

Peso
Mínimo
6
kg
Peso
Máximo
8
kg

Características

Adaptabilidade
Nível de afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor

Origem do Pug

País: China

Pugs tem uma história muito rica e surpreendente que pode ser rastreada até por volta de 700 a.C., na época de Confúcio, quando eles eram conhecidos como Lo-Sze.

Há muitas teorias a respeito de sua origem. Uma teoria do Pug afirma que a raça é um descendente do Pequinês de pelo curto; outra teoria defende que o Pug veio de um cruzamento entre o Buldogues pequenos; e, uma terceira teoria especula que ele é uma forma em miniatura do Mastife francês (Dogue de Bordeaux).

Sem dúvida um dos cães mais antigos do mundo, há sinais de sua presença nas efígies que figuram sobre as antigas porcelanas da época.

Além de mosteiros tibetanos, apenas os membros da família imperial chinesa eram autorizados a possuir estes pequenos cães, que se mantinham sempre ao lado de seu mestre, mesmo durante ocasiões reais quando os convidados estrangeiros estavam presentes. Pugs fêmeas eram tidas em alta estima, tanto que tinham o mesmo valor que as esposas do imperador. Ling To chegou a ordenar que seus pugs fossem guardados por soldados do palácio e alimentados com apenas a melhor comida.

Especialistas acreditam que cães similares ao Pug foram levados para a Holanda por comerciantes portugueses no final do século 16, começo do 17. Eles se tornaram populares na corte real holandesa e fizeram o seu caminho para a Inglaterra em 1689, quando os governantes holandeses William e Mary assumiram o trono Inglês após a derrubada do pai de Mary, James II.

Durante a invasão britânica da China, em 1860, eles encontraram Pugs no Palácio Imperial chinês e os trouxeram de volta para a Inglaterra. Em 1886, a Inglaterra importou Pugs pretos da China. Eles viraram moda graças a Lady Brassey.

A paixão da rainha Victoria pela raça e ela desempenhou um papel ativo em seu desenvolvimento. Foi a sua participação ativa que ajudou a estabelecer o Kennel Club em 1873.

Apenas em 1885 o Pug foi reconhecido pelo AKC. Não demorou muito para que os Pugs se tornassem membros de muitas famílias americanas e participasse de shows e competições.

Em 1981, um Pug chamado Dhandy’s Favorite Woodchuck se tornou o único a ganhar o Westminster Kennel Club desde 1877, o ano em que o show começou.

Em 2004, um pug chamado Double D Cinoblu’s Masterpiece tornou-se o campeão do mundo do World Dog Show, realizado no Rio de Janeiro, Brasil.

mostrar mais

Curiosidades sobre o Pug

– Dentre os admiradores famosos na História, o Pug conta com o Rei Louis XIV; Josephine, imperatriz de Napoleão; Rainha Victoria; O Duque e Duquesa de Windsor;

– A esposa de Napoleão Bonaparte, Josephine, teve um Pug chamado “Fortune”. Na noite em que eles se casaram, Josephine se recusou a dormir em sua cama até que o seu Pug fosse autorizado a dormir com eles. Fortune foi usado para enviar mensagens secretas a Napoleão, quando sua tutora foi parar na prisão. As mensagens secretas eram colocados sob a coleira do cão e entregues ao seu marido;

– Os cães da raça Pug da rainha Victoria se chamavam Minka, Vênus, Fátima, Olga, Pedro, entre outros;

– Lista de admiradores e tutores atuais de um Pug: O designer Valentino, Jessica Alba, Gerard Butler, Robin Williams, Kid Rock, Brix Smith, Dave Ramsey, Paris Hilton e Hugh Laurie;

– Em consequência do seu rosto amassado, o Pug ronca e faz diversos barulhinhos característicos;

– Ele é um dos maiores cães do grupo Toy;

– Mesmo tendo uma pelagem curta, não se engane, o Pug solta muito pelo;

– A popularidade do Pug explodiu recentemente com o primeiro filme Men in Black (MIB) e o personagem canino Frank, que por fim se mostrou um alienígena disfarçado. O ator canino responsável pelo papel se chama Mushu. Frank aparece no filme 1, 2, porém no 3 apenas em foto. Ele também está presente na série MIB;

– O Pug esteve presente em diversos outros filme: As Aventuras de Chatran, Pocahontas, Hotel Bom Pra Cachorro,

– Séculos atrás na China, as ruguinhas na testa do Pug foram propositalmente criadas para se assemelharem com o caractere chinês referente a palavra “Príncipe”;

– Os olhos do Pug podem sair, por exemplo, ao acidentalmente puxar a guia com força. A condição é conhecida como exoftalmia e é comumente encontrada em cães de nariz curto devido à órbita rasa;

– Depois que o cachorro chamado Pompey alertou o príncipe Guilherme, o Taciturno, da abordagem dos espanhóis, consequentemente o salvando, a raça se tornou a oficial da Casa de Orange-Nassau;

– O pintor William Hogarth adorava Pugs e frequentemente os incluia em suas obras. A mais famosa conta com o seu Pug, Trump, em um autorretrato com seu tutor;

– A raça ganhou o nome Pug devido a similaridade facial com um macaco marmoset de nome Pug.

Cuidados e Bem Estar

Cuidar da pelagem de um Pug é fácil. Escove sua pelagem dupla com uma escova suave para remover os pelos mortos. Pode ter certeza que desse ritual de escovação, muito pelo vai sair. Eles soltam durante todo o ano, e isso é algo que todo tutor de Pug deve se acostumar.

As rugas faciais do Pug, especialmente perto do nariz, devem ser limpas frequentemente. Cada Pug é um indivíduo, de modo que você pode ter que limpá-los diariamente ou semanalmente. Limpar com uma esponja umedecida com produtos aprovados por veterinários para manter a área livre de infecções.

Banhe o Pug, conforme necessário. Com os shampoos especialmente para cães, você pode banhar seu cão no máximo uma vez por semana. Mais que isso, corre o risco de danificar a pele e remover os óleos naturais que protegem o animal.

Apare as unhas quizenalmente e escove os dentes, com pasta de dente aprovadas por veterinários, todos os dias para manter uma boa saúde e hálito fresco.

Como o Pug tem intolerância ao calor, evite expô-lo e faça exercícios com ele apenas quando o clima estiver ameno. Há um risco real do seu cachorro ter hipertermia.

O Pug não precisa gastar muita energia, então passeios leves e brincadeiras dentro de casa, assim como jogos para trabalhá-lo mentalmente são suficientes para mantê-lo ativo.

Por ter uma propensão à obesidade, nada de cair no charme de seus olhos pidões. Consulte o médico veterinário para acompanhamento da alimentação.

Frequentar a clínica veterinária pelo menos 1 vez a cada 6 meses, para fazer um check-up. Mantenha em dia tratamentos contra pulgas e carrapatos e vacinas.

Todos os cães têm o potencial de desenvolver problemas de saúde genéticos, assim como todas as pessoas têm o potencial de herdar uma doença específica. Saia correndo, não andando, de qualquer criador que não oferece uma garantia de saúde em seus filhotes ou que lhe diz que a raça é 100 por cento saudável e não tem problemas conhecidos. Um criador respeitável será honesto e aberto sobre os problemas de saúde comuns a raça e a incidência com que ocorrem em suas linhagens.

Predisposição à Doenças: Alterações relacionadas a olhos saltados como úlceras de córnea, KCS (doença dos olhos secos); outras como luxação patelar, diversas dematites, outras relacionadas a fadiga fácil, capacidade aeróbica de bilitada, ronco, problemas cardiorrespiratórios. Atenção a hipertemia, não sobrecarregar em exercícios em dias quente.

Aparência física

Decididamente quadrado e robusto, ele é um cão compacto e atarracado. Cabeça relativamente larga e proporcional ao corpo, redonda, não em forma de maçã. Crânio sem sulcos. Rugas na testa claramente definidas, mas sem exagero. Focinho relativamente curto, truncado, quadrado, não arrebitado. Olhos ou focinho nunca devem ser negativamente afetados ou encobertos por rugas excessivas sobre a trufa. Olhos escuros, relativamente grandes, de formato redondo, expressão doce e afetuosa, muito brilhantes e quando o cão está excitado, cheios de fogo. Nunca salientes, exagerados ou mostrando o branco dos olhos quando olhando para a frente. Orelhas finas, pequenas, macias como veludo preto. Há dois tipos: Em rosa e em botão.
Pescoço ligeiramente arqueado para se assemelhar a uma crista; forte, grosso, com suficiente comprimento para portar a cabeça orgulhosamente. Tronco curto e compacto. Dorso com linha superior plana; nem selada, nem carpeada. Largo e com boas costelas. Costelas bem arqueadas e bem voltadas para trás. Cauda inserida alta, firmemente enrolada sobre o quadril. Enrolada duplamente é altamente desejável.

Pelagem do Pug

Fino, liso, macio, curto e brilhante, nem áspero, nem lanoso.

Cor da pelagem

Prata, abricó, fulvo ou preto. Cada uma claramente definida para fazer um completo contraste entre as cores, o traço (uma linha preta que se estende do occipital
até a cauda) e a máscara. Marcas claramente definidas. O focinho ou máscara, orelhas, sinais nas bochechas, marca do polegar ou diamante na testa e o traço
devem ser o mais preto possível.

Filhotes

Comece a treinar seu filhote de Pug a partir do primeiro dia que ele chegar em casa casa. Ele é capaz de assimilar tudo o que você pode ensiná-lo. Não espere até que ele tenha 6 meses de idade para começar a treinar ou você vai ter um cão mais obstinado de lidar.

Se possível, coloque-o em uma Day Care ou exponha-o a outros cães para socialização a partir de 10 a 12 semanas de idade.

Como ele é muito apegado ao tutor, trabalhar desde cedo para que ele não desenvolva ansiedade de separação.

Preço

R$2.000 à R$5.000

Perguntas frequentes

O Pug pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Sim, por não necessitar de muito exercício e por ter um tamanho compacto, cães da raça Pug se adaptam super bem à vida em apartamentos.

O Pug é recomendado para crianças?

Sim, o Pug normalmente se dá muito bem com crianças.

O Pug pode ficar sozinho em casa?

Não, por ser muito sociável a apegado à família, não recomenda-se deixá-lo solitário por muitas horas.

O Pug late muito?

Não, o Pug não late muito e é um cão normalmente silencioso.

O Pug solta muito pelo?

Sim, o Pug solta muito pelo durante todo o ano.

Fotos doPug

Raças similares aoPug

King Charles

Feliz, inteligente, reservado, gentil e afetuoso.

ShihTzu

Alegre e carinhoso.

Bichon Frisé

Alegre, jovial, carinhoso, sempre alerta e curioso

Boston Terrier

Companheiro, afetuoso, gentil, muito inteligente e cheio d vida.

Explore outrasRaças

Deixe seu comentário