Comunicação Canina

por Samantha Kelly — publicado 10 jul 2012 - 15:04

É essencial que a comunicação na matilha seja sempre mantida para preservar a segurança do grupo. O cão utiliza geralmente três canais de comunicação: O Canal Visual, o canal auditivo e o canal olfativo. Ele usa pouco o tátil.

 

Mensagens Visuais

O canal visual é o mais complexo pela quantidade de informações que ele deixa passar e pela capacidade de se adaptar à comunicação com outras espécies.

A maioria das posturas ou de sucessões de posturas que o cão utiliza para comunicar é ritual. Em quase todas as situações de comunicação entre os cães corresponde um ritual que permite a cada um dos protagonistas interpretar as reações do outro e adaptar sua própria resposta.

 

Mensagens auditivas

As mensagens que passam pelo canal auditivo são emitidas sob forma de vocalise. O melhor exemplo de qe dispomos é o dos cães comuns, nos quais ainda encontramos a totalidade dos vocalises, com suas importantes funções para predação. Ao nascer,o filhote não sabe vocalizar; ele afina progressivamente seu registro vocal ao crescer. A comunicação sob forma  de vocalizações é na maioria das vezes utilizada em associação com rituais posturais para destacar a coloração afetiva situação:

-Rosnado em situação de ameaça ou,medo;

-gemido nas situações de medo ou dor;

-ganido em contexto agradável (em associação com postura chamada para brincar);

-latido em situação de alerta.

Os vocalizes são frequentemente utilizados para reforçar os rituais de apaziguamento.

As mensagens olfativas

Podemos dize que existem dois tipos de mensagens químicas utilizadas pelo cão: de um lado, substâncias que ele próprio sintetiza; por outro lado, substâncias que ele recupera no seu meio ambiente.

Secreções da pele

A pele e as glândulas sebáceas e sudoríparas secretam diferentes substâncias, das quais algumas poderiam facilitar o reconhecimento entre indivíduos. Algumas dessas glândulas são assim sistematicamente exploradas quando há contato entre cães. Também é assim coma almofada das patas ou da pele dos espaços entre os dedos, que podem ter significado nas mensagens químicas depositadas quando os dominantes arranham o solo ao repelir um intruso.

Secreções anais

As secreções das glândulas anexas ao ânus e dos sacos anais veiculam informações – provavelmente de ordem hierarquica – depositadas nas fezes quando de comportamentos de eliminação voluntária, mas também por feromônios de alarme, quando de defecação por medo.

As glândulas anexas ao ânus também teriam significado no reconhecimento individual, e são aliás sistematicamente exploradas no decorrer de encontros. Aparentemente, certas infecções que ali ocorrem poderiam alterar a tal ponto a composição química de sua secreção que lutas entre cães que normalmente vivem juntos são então desencadeadas.

A urina

Importante veículo de feromônios que informa sobre a espécie, sexo, onível hierarquico e a receptividade sexual do emissor. A urina nunca é um marcador territorial. Um depósito de urina não proíbe a passagem, mas exige uma resposta. Finalmente, a mucosa do pênis, do precipício,  da vulva ou da vagina é produtora de feromônios, das quais boa parte é difundida pela urina. Na maioria das vezes, essas substâncias atuam isoladas, mas por vezes sua emissão é associada a mensagens visuais. Por isso o fato de urinar levantando a pata é muito mais complexo do que parece. Ele associa a mensagem química com uma marca visual ( a mancha de urina em altura) e uma postura ( levantar a pata o mais alto possível quando se é dominante).

Odores do ambiente

O cão utiliza mensagens olfativas que recolhe em seu ambiente. Ora, percebemos que os cães se esfregam no objeto de escolha não por acaso, e sim para impregnar-se com o cheiro. Geralmente nas orelhas, dorso e na base do pescoço. Suspeita-se, com susbstâncias suscetíveis de reforçar suas chances de ser reconhecido como dominante.

Pesquisa aponta que brasileiros gastam quase R$ 200 por mês com animais de estimação

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 18:22

De acordo com uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com usuários da intenert, cerca de 76% dos internautas brasileiros possuem um animal de estimação em casa. Destes animais, 79% são cães.

A pesquisa, que buscava saber o comportamento dos tutores em relação ao gasto financeiro com seus animais, mostrou que as famílias brasileiras gastam uma média de R$ 189 por mês com seus animais de estimação.

 » Read more about: Pesquisa aponta que brasileiros gastam quase R$ 200 por mês com animais de estimação  »

Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 9:27

A cidade de Dallas, no Texas, Estados Unidos, sofre com o grave problema de abandono de animais. Os abrigos locais fazem tudo o que podem. Resgatam, cuidam e encontram lares para os bichinhos, mas o abandono continua.

Pensando em minimizar ao máximo isso, autoridades locais colocaram câmeras de segurança em um ponto da cidade conhecido por ser um local onde muitos animais são abandonados. E parece que essa ajuda já está trazendo efeitos.

O primeiro caso flagrado pelas câmeras,

 » Read more about: Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz  »

Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 set 2017 - 9:28

Mudanças nem sempre são fáceis, principalmente quando elas são grandes e quando precisamos passar por elas sozinhas. Como é o caso da mudança do Brasil para os Estados Unidos que a atleta do UFC Cláudia Gadelha passou há pouco tempo.

Além de precisar passar por tudo isso sem nenhum membro de sua família ao seu lado, a lutadora também está com treinadores novos.

Seja bem vindo, bebe!! Welcome to my baby!! #teamclaudia #TeamCG #thisisfancy #myfancydog

 » Read more about: Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Pesquisa aponta que brasileiros gastam quase R$ 200 por mês com animais de estimação

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 18:22

De acordo com uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com usuários da intenert, cerca de 76% dos internautas brasileiros possuem um animal de estimação em casa. Destes animais, 79% são cães.

A pesquisa, que buscava saber o comportamento dos tutores em relação ao gasto financeiro com seus animais, mostrou que as famílias brasileiras gastam uma média de R$ 189 por mês com seus animais de estimação.

Quando falamos de famílias das classes A e B esse gasto sobe para de R$ 224 mensais.

A maioria dos tutores tem seus animais com membros da família. (Foto: Reprodução / Porticopharmacy)

O fato de serem considerados como membros da família por grande parte dos tutores, cerca de 61% dos entrevistados pensam assim, faz com que as pessoas não pensem em seus animais como gasto e tentem oferecer os melhores produtos para os seus pets.

Ainda de acordo com a pesquisa, entre os principais serviços que os tutores buscam seus pets estão rações (88%), shampoos e condicionadores (57%), petiscos (52%), medicamentos e vitaminas (50%) e brinquedos (44%). Mais da metade dos tutores entrevistados, 52%, afirmaram que buscam sempre a melhor ração para seus animais e que as mais escolhidas são as chamadas premium.

Apesar da crise financeira, a pesquisa mostrou que 21% dos tutores não deixam de comprar algo para seus bichinhos por falta de dinheiro.

Entre os principais gastos com os animais está a ração. Boa parte dos tutores busca oferecer a melhor ração para o seu pet. (Foto: Reprodução / Pet MD)

Também pôde ser vista na pesquisa a preocupação dos tutores (99%) quanto à saúde de seus animais de estimação. Prova disso é que o item que a maioria dos tutores respondeu ser um desejo oferecer para o seu animal é um plano de saúde específico. 33% dos tutores afirmaram que, apesar de terem muita vontade, não fizeram plano de saúde para o seu animal por conta do dinheiro.

Os peludos merecem ser muito amados e ter tutores tenham sempre um cuidado especial com sua saúde.

Fonte: G1

Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 9:27

A cidade de Dallas, no Texas, Estados Unidos, sofre com o grave problema de abandono de animais. Os abrigos locais fazem tudo o que podem. Resgatam, cuidam e encontram lares para os bichinhos, mas o abandono continua.

Pensando em minimizar ao máximo isso, autoridades locais colocaram câmeras de segurança em um ponto da cidade conhecido por ser um local onde muitos animais são abandonados. E parece que essa ajuda já está trazendo efeitos.

Momento em que o homem abandonou a cadelinha foi flagrado por câmeras de segurança. (Foto: Reprodução / Vídeo / Life With Dogs)

O primeiro caso flagrado pelas câmeras, no início de agosto, foi o de uma cadelinha que foi levada de carro até o local e abandonada por um senhor. Enquanto a cadelinha foi resgatada e recebeu todos os cuidados que precisava, o homem foi identificado depois que entidade de proteção animal SPCA do Texas compartilhou o vídeo na sua página do Facebook.

O homem, que de acordo com o SPCA se chama Gorge Spears, se entregou na polícia depois que um mandado de prisão foi emitido em seu nome. Ainda segundo informações, acusações criminais de crueldade serão peticionadas.

Felizmente, a cadelinha, que foi elogiada por todos, foi adotada rapidamente e já está muito bem e feliz em seu novo lar.

A cadelinha foi adotada rapidamente por um casal que está encantado por ela e lhe dando muito amor. (Foto: Reprodução / Facebook SPCA of Texas)

Segundo uma publicação feita pela DPCA do Texas, a cadela, que recebeu o nome de K.D. está indo extremamente bem em sua nova casa, onde todos se encantaram com toda a sua doçura. “KD trouxe tanto amor para minha casa… Ela é extremamente calma e só quer amar a todos que conhece”, disseram os novos tutores da cadelinha.

Fonte: Life With Dogs