Preconceito contra cães de raça e hostilizaçao contra seus tutores

Se você ama um cachorro, ame todos os cachorros.

por Samantha Kelly — publicado 29 maio 2015 - 15:33

Cães Sem Raça Definida, os nossos queridos vira latas, sempre sofreram muito preconceito da sociedade. Distantes de serem um símbolo daquele grupinho seleto que representava status, eu lembro bem que as pessoas tinham vergonha e se sentiam intimidadas em sair com seus SRDs, justamente pelos olhares de julgamento.

Felizmente, graças ao trabalho incrível de ONGs e protetores independentes, de inúmeras campanhas e da própria mudança de perspectiva do público, podemos ver que estamos seguindo para frente, mesmo que as vezes os passos sejam pequenos.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Falando de maneira realista, sem dúvida ainda estamos muito longe do ideal, e é inegável que ainda há muito a ser feito. Os SRDs ainda precisam muito de nossa ajuda e continuam sofrendo muito preconceito, porém, não acredito que a melhor forma de incentivar a adoção seja pregar que x é melhor que y, afinal, dessa maneira, estaremos apenas reproduzindo o mesmo preconceito que queremos quebrar.

Preconceito, para deixar mais claro, é  “um juízo preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude discriminatória”. Muitas pessoas em nossas redes sociais não podem ver um cachorro de raça definida sem falar frases já batidas como “Por que não é um SRD?”, “Por que não adotou?”, “Que hipócrita, tem um RD, mas diz que gosta de animais”, etc.

É tão automático para algumas pessoas que até em matérias que falam sobre cães de RD que foram adotados, mesmo assim ainda escolhem falar mal e seletivamente ignorar que eles também foram abandonados e vítimas de maus-tratos.

E é essa abordagem que gostaríamos de questionar. Se você não concorda com o comércio de animais, e por pensar assim, acredita que tem o direito de hostilizar os tutores desses cães para “conscientizar”, como se os fins justificassem os meios, estará não só atrapalhando o diálogo sobre adoção, como também ultrapassando o limite do respeito pelo espaço do próximo.

Devemos lembrar que adotar ou comprar um cachorro é uma decisão pessoal e que algumas pessoas podem simplesmente querer determinada raça, independente do quanto você fale, e os motivos podem ser os mais diversos, indo desde um trabalho específico (sejam os Border Collies e sua incrível habilidade para o pastoreio, o Labrador Retriever como um cão de serviço e rastreamento, o São Bernardo para resgate, e tantos outros), até uma maior associação com os traços que aquela raça carrega. Não é um pecado o que eu estou falando, é uma realidade.

E se mesmo falando sobre adoção a pessoa ainda assim decidiu comprar, esse ainda é um direito no Brasil, não o pinte como vilão e muito menos seja preconceituoso e agressivo quando apresentar seu ponto. Converse sobre a importância de conhecer a mãe, o canil, o criador, que nunca compre sem ver com os próprios olhos o lugar onde os cães são criados, que pesquise muito antes de adquirir determinada raça, sobre posse responsável e sobre o compromisso de uma vida que é receber um animal. Nós escrevemos um artigo sobre esse mesmo assunto AQUI.

No final das contas, tudo volta para o respeito pelo outro, sem impor que ele viva e seja de acordo com o que você julga ser o caminho correto. Se você não compraria um cão, continue sem comprar um animal, foque a sua energia em conscientizar de maneira respeitosa quanto a decisão do próximo.

Não se preocupe com o animal que está sendo amado em uma casa por um tutor que o oferece todo cuidado necessário e uma vida digna. E isso é para as pessoas que deixam comentários em todas as postagens de famosos e anônimos que têm cães de raça e começam a julgar e falar o como eles estão errados, sem nem saber de fato a história daquela pessoa e daquele cão.

Lute contra o verdadeiro vilão e vá atrás da reprodução desenfreada de cachorros que as próprias pessoas promovem, das puppy mills que se espalham, dos estabelecimentos que vendem esses animais abusados, do governo omisso que joga a responsabilidade nos ombros da sociedade civil, dos tutores irresponsáveis que maltratam e abandonam seus cães, com e sem raça definida, aos montes todos os dias, etc.

Apesar de toda a repercussão e dos ataques na esfera pessoal a minha pessoa após ter publicado esse artigo, eu ainda assim reforço que acredito na tolerância, na troca de ideias e continuo sendo contra a intimidação como forma de mudar a cabeça da sociedade.

Até chegaram a sugerir que eu teria algum motivo pessoal para ter escrito essa matéria. Nós aqui no Portal do Dog não permitimos que ninhadas sejam anunciadas, nunca fizemos o anúncio de um canil, não possuímos um canil e eu, ao contrário do que afirmaram por aí, nunca comprei um cachorro, adotei 4 na minha vida.

Se você não faz isso, esse texto não é para você. Não, ele não foi escrito para protetores ou ninguém em específico, muito pelo contrário, mas para pessoas que se confundiram em um argumento de quem é melhor que o outro. Esse texto foi construído para fazer pensar, não para mudar a opinião de ninguém. Se você deixa comentários negativos para alguém, se pergunte se esse realmente é o argumento certo que fará alguém decidir entre adotar ou comprar.

Desde o primeiro dia que começamos esse trabalho, incentivamos a adoção, em diversas matérias, informando e tentando mudar a percepção das pessoas sobre o tópico, dando espaço para grupos de proteção animal e criando nosso próprio projeto chamado “ONG na minha Cidade” para tentar fazer uma ponte entre possíveis adotantes e animais. Continuaremos fazendo isso e muito mais, mas apesar disso tudo, sempre defenderemos um diálogo construtivo como única maneira de alcançar uma mudança.

Ao falar sobre o preconceito específico contra cães de raça E seus tutores, e apresentar uma faceta nesse complexo meio, não quer dizer que estamos desmerecendo os preconceitos sofrido por cães SRD, Pit Bulls, idosos, deficientes, e tantos outros ou falando que este tópico é mais sério do que os outros. Estamos simplesmente apresentando uma situação, e mesmo que alguns afirmem que ela não existe, nós vemos o tempo inteiro nas nossas redes.

Só acho que se queremos um mundo que todos os cachorros sejam vistos de maneira igual, temos que começar por nós mesmos. Espero que um dia os amemos como a espécie rica e plural que é, esquecendo todos esses significados que nós, os humanos, inventamos.

 

Atualização 02/06/15 às 12:08.

Leitura recomendada: Lidando com a adoção e a compra de cachorros

Miley Cyrus faz nova tatuagem em homenagem a mais um de seus cachorros

por Andrezza Oestreicher — publicado 14 dez 2017 - 9:31

A atriz e cantora Miley Cyrus é uma apaixonada por cães e faz questão de deixar marcado e gravado na pele todo esse amor.

Dona de várias de tatuagens, estima-se que ela já tenha mais de 30 espalhadas pelo corpo, alguns dos desenhos escolhidos por Miley foram feitos como homenagens para os seus animais.

Mary Jane ❤️

A post shared by Miley Cyrus (@mileycyrus) on Dec 2,

 » Read more about: Miley Cyrus faz nova tatuagem em homenagem a mais um de seus cachorros  »

Homem faz festa temática para comemorar aniversário de um ano do seu cão de serviço

por Andrezza Oestreicher — publicado 13 dez 2017 - 9:24

Nós ficamos muito felizes em poder celebrar e comemorar a vida daqueles que amamos. E é claro que com nossos animais de estimação não poderia ser diferente.

Charles Wilson-Adams é um tutor louco por seu cão e um grande fã da saga Star Wars. Então, ele decidiu juntar essas duas paixões na hora de comemorar o aniversário de um ano do seu cachorro Deuce, um cão de serviço da raça American Bully.

De acordo com Charles,

 » Read more about: Homem faz festa temática para comemorar aniversário de um ano do seu cão de serviço  »

Katherine Heigl passa momentos complicados com doença grave de sua cadelinha

por Andrezza Oestreicher — publicado 12 dez 2017 - 18:53

A atriz Katherine Heigl não é só conhecida por atuar em filmes como “Ligeiramente Grávidos”, “Vestida para Casar” e “A Verdade Nua e Crua” ou por seu papel de Dra. Izzie Stevens em “Grey’s Anatomy”, ela também é conhecida por ser uma das maiores amantes de animais entre as estrelas de Hollywood.

Porém, infelizmente, ela esta agora passando por uma grave situação com um de seus cães de estimação que ninguém deseja passar. A cadela Gracie Lou está com um tumor cerebral.

 » Read more about: Katherine Heigl passa momentos complicados com doença grave de sua cadelinha  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Miley Cyrus faz nova tatuagem em homenagem a mais um de seus cachorros

por Andrezza Oestreicher — publicado 14 dez 2017 - 9:31

A atriz e cantora Miley Cyrus é uma apaixonada por cães e faz questão de deixar marcado e gravado na pele todo esse amor.

Dona de várias de tatuagens, estima-se que ela já tenha mais de 30 espalhadas pelo corpo, alguns dos desenhos escolhidos por Miley foram feitos como homenagens para os seus animais.

Mary Jane ❤️

A post shared by Miley Cyrus (@mileycyrus) on

A cantora, que hoje é tutora de sete cães entre outros animais de estimação, mostrou este mês para o seus fãs a sua mais nova tatuagem, e claro que foi uma homenagem a mais um de seus pets. Miley publicou uma foto do desenho em seu perfil oficial no Instagram e derreteu a todos com a imagem.

A homenageada da vez foi Mary Jane, uma cadela da raça Pit Bull mais idosa que já vive com Miley há mais de seis anos.

A cantora também tem uma tatuagem do seu já falecido cachorro Floyd. (Foto: Reprodução / Instagram mileycyrus)

Muito bem feita, a tatuagem que retrata o animal é bastante realista e mostra toda a suavidade da cadelinha, além de seu olhar doce, que ficou impressionante.

Dessa vez, o novo desenho, de autoria do tatuador das celebridades Dr. Woo, parece ter sido feito no braço direito da cantora, próximo ao cotovelo.

Miley, que também tem entre seus animais de estimação um porco e dois cavalos miniatura (ou mini cavalos), já tem tatuagens homenageando outros três de seus animais, o cão Floyd e o peixe Pablow, ambos já falecidos, e seu Pastor de Shetland Emu.

Placed a young Emu on his mom @mileycyrus #emufanclub

A post shared by Doctor Woo (@_dr_woo_) on

Fonte: BRIT+CO / Teen Vogue

Homem faz festa temática para comemorar aniversário de um ano do seu cão de serviço

por Andrezza Oestreicher — publicado 13 dez 2017 - 9:24

Nós ficamos muito felizes em poder celebrar e comemorar a vida daqueles que amamos. E é claro que com nossos animais de estimação não poderia ser diferente.

Charles Wilson-Adams é um tutor louco por seu cão e um grande fã da saga Star Wars. Então, ele decidiu juntar essas duas paixões na hora de comemorar o aniversário de um ano do seu cachorro Deuce, um cão de serviço da raça American Bully.

Festa teve Star Wars como tema. (Foto: Reprodução / Twitter @CiCiAdams_)

De acordo com Charles, um estudante universitário de 24 anos, disse que Deuce entrou na sua vida em um momento muito difícil e o ajudou bastante. Por isso ele pensou em fazer uma festa especial para o seu melhor amigo.

“Na verdade, eu conheci o Deuce quando estava passando por um momento difícil na minha vida, e essa é outra razão pela qual eu o amo tanto. E eu senti como se eu devesse preparar uma festa de aniversário para ele porque eu realmente o vejo como meu filho”, contou o tutor.

E já que era para ser tudo bem especial, a festa teve até tema, Star Wars, outra paixão na vida de Charles. “Eu tive que fazer algo especial para ele. E cresci gostando de Star Wars, então eu decidi preparar para ele uma festa de aniversário com tema de Star Wars. E todos no campus o amavam, então eu os convidei para a festa de aniversário [também]”, explicou Charles.

O aniversariante ganhou uma roupa nova combinando com o tema da festa. (Foto: Reprodução / Twitter @CiCiAdams_)

Os pratos, guardanapos e bandeirinhas, tudo era do Star Wars, incluindo a roupinha que o aniversariante usou durante a noite, que contou ainda com bolo e, claro, com o “Parabéns pra Você”.

A comemoração terminou com Deuce se divertindo enquanto estourava os balões que enfeitaram seu aniversário e com a promessa de seu tutor de uma nova festa no ano que vem.

Fonte: People