Acupuntura Veterinária

Saiba mais sobre a Acupuntura Veterinária, tratamento de origem chinesa que remonta a 1.765 a.c

por — publicado 18 abr 2014 - 0:16

Apesar de ser uma técnica milenar de origem chinesa, a acupuntura é um símbolo de modernidade nas civilizações ocidentais, pois sua expansão e aceitação datam de poucos anos. Trata-se de uma terapia holística, ou seja, que trata o organismo na sua totalidade visando efeito terapêutico e homeostático através da estimulação de pontos específicos do corpo.

Foto: Diana Romão

Foto: Diana Romão

Segundo os orientais, a doença surge do desequilíbrio energético nos meridianos, por exemplo, um bloqueio no fluxo da energia Qi ocasiona excesso de energia em um meridiano e insuficiência de energia em outro. Esses excessos e insuficiências podem causar dor no trajeto dos meridianos e disfunção dos órgãos que estão ligados a esses meridianos. Através das agulhas, consegue-se tonificar ou dispersar a energia que está causando o problema.

Do ponto de vista da medicina ocidental, a acupuntura age através de estímulos nervosos que induzem a liberação de hormônios e outras substâncias benéficas.   Histologicamente, os pontos de acupuntura são ricos em terminações nervosas, arteríolas e vênulas. Estudos mostram que o estímulo pela acupuntura pode acionar o hipotálamo e as glândulas pituitárias, responsáveis pela liberação de endorfinas e neurotransmissores, resultando num amplo espectro de efeitos sistêmicos, aumentando a taxa de secreção de neurotransmissores e neuro-hormônios, melhorando o fluxo sanguíneo e estimulando a função imunológica.

Foto: Diana Romão

Foto: Diana Romão

A acupuntura pode ser indicada para quase todo tipo de doença, exceto em casos de resolução cirúrgica. Na medicina veterinária destacam-se os bons resultados sobre as discopatias (hérnias de disco, calcificações e diminuição do espaço intervertebral), distúrbios reprodutivos, artroses, problemas urológicos (como a doença do trato urinário inferior dos felinos) e distúrbios neurológicos (como sequelas da cinomose). Além disso, tem ótimo efeito contra a dor. A acupuntura pode ser usada como tratamento exclusivo, mas pode também ser associada a outras terapias como alopatia e homeopatia com a finalidade de melhorar a qualidade de vida dos animais com doenças incuráveis como a insuficiência renal, ou que estão com o sistema imunológico debilitado como nas doenças auto-imunes ou nos tratamentos quimioterápicos.

Existem outras formas de estímulos dos pontos de acupuntura como massagem manual, calor, laser terapêutico e estimulação elétrica. Esse último é uma ferramenta bastante utilizada pelos acupunturistas na veterinária. A eletroacupuntura consiste na utilização de estímulo elétrico pelas agulhas, emitido por meio de um aparelho de eletroestimulação. A intensidade dos estímulos elétricos é regulada de modo que a sensação produzida esteja em um nível tolerável pelo animal. A estimulação elétrica de acupontos é usada principalmente em duas situações: para alívio da dor (tanto central como periférica) e em substituição à manipulação das agulhas pelo terapeuta. As principais indicações da eletroacupuntura são casos de paralisia, condições dolorosas crônicas graves (como neoplasia), condições dolorosas que não respondem à estimulação manual e indução da analgesia cirúrgica por acupuntura.

 

Foto: Diana Romão

Eletroacupuntura . Foto: Diana Romão

 

Quando e onde surgiu a Acupuntura Veterinária

Esta ciência surgiu na China aproximadamente a 4.500 anos. As origens da acupuntura veterinária remontam a 1.765 a.c., quando os cavalos de batalha chineses já eram tratados com as agulhadas.

 

Foto: Diana Romão

Foto: Diana Romão

 

Foto: Diana Romão

Foto: Diana Romão

Quando procurar um acupunturista

De preferência, no início dos sintomas. Via de regra, quanto mais recente o problema, maior e mais rápida a possibilidade de resolvê-lo.

 

Acupuntura dói?

Não deve. Eventualmente podemos acertar um nervo superficial ou um ponto mais sensível da pele causando alguma sensação de dor, mas que passa em alguns segundos.

 

 

Foto: Diana Romão

Foto: Diana Romão

Como é uma sessão de acupuntura

Na primeira consulta busca-se estabelecer o diagnóstico, tanto na visão ocidental quanto na visão própria da acupuntura. Os pontos são selecionados de acordo com o diagnóstico. As agulhas descartáveis são inseridas de forma indolor e deixadas no local, sendo retiradas depois de 15 a 30 minutos, dependendo do tratamento. Durante o período no qual as agulhas estão inseridas, recomenda-se ao paciente não se mover. As sessões posteriores são semelhantes.

 

Qual a frequência do tratamento

Usualmente a frequência é de uma vez por semana, porém em casos agudos sessões diárias podem ser necessárias. A duração do tratamento é dependente do tempo da doença: quanto mais recente, mais rápido o resultado. Além disso, algumas doenças respondem mais rapidamente que outras.

 

 

diana-romao-acupuntura-veterinariaConteúdo produzido pela convidada do Portal do Dog Dra Diana Romão Bezerra Vasconcelos (CRMV2024), Médica Veterinária e Acupunturista e Mestre em Ciências Veterinárias.

Para se aprofundar mais sobre Acupuntura Veterinária e entrar em contato sobre atendimentos e dúvidas,  acessem o trabalho da Dra Diana Romão no blogacupunturaanimalzen.blogspot.com.br e através do email [email protected] .

OBS: Todas as fotografias usadas nessa matéria são de pacientes caninos e felinos da Dra. Diana Romão.

Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 18:33

Cachorros abandonados podem chegar a um estado terrível por conta da falta de cuidados. Isso fica ainda pior no caso dos animais peludos, pois os pelos vão crescendo, se emaranhando, e isso pode trazer graves consequências para os cães.

Na Flórida, nos Estados Unidos, um casal passeando de carro viu um cachorrinho na rua. Ao chegar mais de perto eles puderam perceber que o animal não estava perdido. Pela situação de negligência que o cão estava,

 » Read more about: Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições  »

Cachorro faz xixi em homem na rua e acaba ganhando um lar

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 9:38

Este mês, um vídeo bastante engraçado com um cachorro fez muito sucesso nas redes sociais. As cenas mostram um homem sentado no chão tranquilamente mexendo no celular, até que um cachorro chega, cheira o homem e faz xixi nas costas dele. Ao sentir o xixi, o homem toma um susto e se levanta rapidamente pegando na blusa e dá um chute no ar, em direção ao cachorro.

Algumas pessoas criticaram bastante o homem, que se chama Heinze Sánchez e tem 27 anos,

 » Read more about: Cachorro faz xixi em homem na rua e acaba ganhando um lar  »

Cães encontrados em uma situação terrível juntos esperam ser adotados por uma mesma família

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 out 2017 - 9:36

Os cachorros Jefe e Jericho foram encontrados juntos em uma situação de negligência terrível. Desde o primeiro momento, os membros da equipe da Arizona Humane Society, organização de proteção animal que resgatou a dupla, perceberam que os cães, apesar de diferentes, eram grandes amigos e companheiros.

Os dois cachorros, um Chihuahua de 2 anos chamado Jefe bem extrovertido e um belíssimo Pastor Alemão de três anos de idade chamado Jericho, estavam no quintal de uma casa nos Estados Unidos,

 » Read more about: Cães encontrados em uma situação terrível juntos esperam ser adotados por uma mesma família  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 18:33

Cachorros abandonados podem chegar a um estado terrível por conta da falta de cuidados. Isso fica ainda pior no caso dos animais peludos, pois os pelos vão crescendo, se emaranhando, e isso pode trazer graves consequências para os cães.

Na Flórida, nos Estados Unidos, um casal passeando de carro viu um cachorrinho na rua. Ao chegar mais de perto eles puderam perceber que o animal não estava perdido. Pela situação de negligência que o cão estava, ele havia sido abandonado e não recebia cuidados há algum tempo.

O animal foi encontrado em uma situação de total abandono. (Foto: Reprodução / Bored Panda / Facebook BGE Grooming)

Seus pelos estavam enormes e tão cheios de nós que o cão quase não conseguia andar.

O casal, que não podia ficar com o cão durante a noite, fez um apelo nas redes sociais pedindo socorro para que alguém ajudasse o cachorro. Foi aí que apareceu Kari Falla, que é tosadora de cachorro.

Kari percebeu que o cão em questão precisava urgentemente de cuidados e então abriu seu “salão” meia-noite para dar o tratamento que o pobre cachorro tanto precisava.

Cão tomou banho e recebeu uma bela tosa nos pelos. (Foto: Reprodução / Bored Panda / Facebook BGE Grooming)

“Eu sabia que era ruim, mas nada me preparava para o que vi”, disse Kari, que trabalhou incansavelmente até 3 horas da manhã para deixar o cãozinho limpo e livre daquele peso de pelos que ele estava carregando.

Após dar banho e tosar o cachorro, Kari o levou ao veterinário. O cão, que agora se chama Lucky, foi encontrado cego e surdo, mas agora está se recuperando em um lar temporário. Quando estiver 100% pronto, o animal será colocado para adoção.

Após se livrar do peso de pelos que carregava, o cão também recebeu cuidados médicos. (Foto: Reprodução / Bored Panda / Facebook BGE Grooming)

Fonte: Bored Panda

Cachorro faz xixi em homem na rua e acaba ganhando um lar

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 9:38

Este mês, um vídeo bastante engraçado com um cachorro fez muito sucesso nas redes sociais. As cenas mostram um homem sentado no chão tranquilamente mexendo no celular, até que um cachorro chega, cheira o homem e faz xixi nas costas dele. Ao sentir o xixi, o homem toma um susto e se levanta rapidamente pegando na blusa e dá um chute no ar, em direção ao cachorro.

Algumas pessoas criticaram bastante o homem, que se chama Heinze Sánchez e tem 27 anos, pela tentativa de agressão após o xixi. Porém, além de não ter agredido o cão, o homem acabou adotando o cachorro que fez xixi nele.

O cachorro foi até o homem discretamente e fez xixi nas costas dele. (Foto: Reprodução / Vídeo / Extra)

“Eu estava mexendo no celular. Ia responder uma mensagem e estava concentrado sentado no chão. Nem o vi chegar. Ele se aproximou devagar e eu só senti aquele negócio quente e tomei um susto. Quando olhei, vi que ele tinha feito xixi. Fiquei indignado com aquilo”, contou o homem.

“Muita gente me criticou por ter chutado ele. Mas não pegou não. Eu retraí a perna na hora. Foi uma reação do momento e não tive a intenção de machucá-lo. Ainda chegou outro cachorrinho perto e eu falei ‘viu o que o teu amigo fez comigo?’”, explicou Heinze.

Apesar de não ter agredido o cão de fato, o homem ficou com peso na consciência por ter brigado com o animal. Então, ele decidiu ir atrás do cachorro na rua onde tudo tinha acontecido.

O cãozinho agora tem um lar e um papai humano que está lhe dado muito carinho. (Foto: Reprodução / Facebook Heinze Sánchez)

“Quando o encontrei, chamei e ele veio abanando o rabo. Estava começando a chover. Fiquei brincando um tempo com ele e depois resolvi levá-lo para casa. Ele se aproximou de mim. É muito dócil, fica grudado, chora quando saio de casa. Faz algumas bagunças na casa do vizinho, mas é um bom cachorro”, contou Heinze agora bem feliz.

O homem escolheu um nome bem especial para o seu cãozinho, Enzo. “Dei esse nome porque sempre falava que quando eu tivesse um filho, se chamaria Enzo. Agora está comigo, alimentado e limpinho”, contou o novo tutor, que já publicou muitas fotos do novo membro da família nas suas redes sociais.

Fonte: Extra