Canine Freestyle é um esporte canino que envolve dança e muita criatividade

As performances coreografadas permitem que o relacionamento e sintonia entre a dupla realmente ganhe forma.

por Samantha Kelly — publicado 31 mar 2015 - 15:08

O Canine Freestyle é um esporte canino que envolve cachorro e treinador em rotinas de dança que são possíveis graças a técnicas de obediência, truques e muita criatividade.

As performances coreografadas permitem que o relacionamento e sintonia entre a dupla realmente ganhe forma, além de expor a beleza e disciplina de um cão atlético e bem treinado que é capaz de fazer movimentos artísticos e precisos.

Mesmo que o cão seja treinado, se não houver companheirismo e sintonia com o treinador, não há freestyle, o que torna esse esporte ainda mais especial. Diferente das outras rotinas, como o agility, os competidores de freestyle estão constantemente preparando novos passos. Para que esse dinamismo funcione, o cão precisa estar o tempo inteiro atento ao treinador, seja aos comandos verbais ou físicos.

Com seu início no final da década de 80 em países como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Holanda, o esporte começou com uma linha muito sólida que o dava personalidade, contando principalmente com as as demonstrações de treinamento de obediência sendo apresentadas com música, assim inovando as performances e emprestando elementos do esporte equino Kur.

O primeiro grupo oficial de Canine Freestyle foi o canadense Musical Canine Sports International, que teve sua estreia em 1991.

Criada desde 1995, a The Canine Freestyle Federation é uma organização sem fins lucrativos que foi muito importante no desenvolvimento do esporte e até hoje é peça primordial na regulamentação e manutenção do esporte nos Estados Unidos.

Em 1999, a World Canine Freestyle Organization (WCFO) foi criado e já começou a oferecer competições mundiais no ano seguinte.

Hoje, há diversos campeonatos e grupos de aficionados pela prática em todo o mundo.

 

 

O que é preciso para participar de rotinas de Canine Freestyle

O treinamento de obediência é fundamental para o Freestyle, já que será base para que o cão obedeça aos comandos e desenvolva seu potencial atlético.

Após a primeira etapa de obediência, diferente do que normalmente é feito, o cachorro irá aprender a ficar junto em ambos os lados do treinador, dessa forma trabalhando melhor seu equilíbrio e músculos. Nesse caso, comandos ajudam ao cão a diferenciar os movimentos e para qual lado ele deve seguir.

Passado esse ponto, o cão irá aprender também outros movimentos mais incomuns e que não são explorados em competições de obediência, porém que já darão uma ótima iniciação ao Freestyle, como andar em linha reta ou caminhar de costas.

Uma vez que o cão souber diversos movimentos, é hora de selecionar uma música que combine com o animal e começar a acostumá-lo ao ritmo.

No começo, músicas de no máximo 4 minutos são melhores para as primeiras rotinas. Antes de trazer seu cachorro, repita a coreografia diversas vezes para que saiba exatamente em que posições deve estar, aonde estarão a plateia e os juízes.

Quando iniciar o treinamento do cachorro, anime-o para que esteja com vontade de participar. Geralmente, treinadores vão ensinando a coreografia por partes, para depois que o cão estiver bem acostumado com a rotina de forma fragmentada, juntar tudo e formar um elemento.

O objetivo principal é criar uma rotina fluida sem nunca esquecer que o foco é no cachorro. O interessante é ensinar o cachorro e com isso mostrar toda sua beleza e atletismo, não apenas truques e acrobacias.

 

 

Quem pode ser um atleta canino de Canine Freestyle

O Canine Freestyle é bem democrático e basicamente todos os cães podem fazer parte, independente da idade ou raça, portanto que estejam bem de saúde e aptos fisicamente.

Apesar de vermos mais cães da raça Border Collie e Golden Retriever, cães com e sem raça definida marcam presença nas competições.

 

 

Tipos de Canine Freestyle

Hó duas categorias de Canine Freestyle: Freestyle Heeling e a Musical Freestyle.

Freestyle Heeling

Na Freestyle Heeling, o cachorro é testado em sua habilidade de ficar junto ao treinador enquanto o humano dança. Nessa categoria, cão e tutor permanecem juntos durante toda a rotina.

Movimentos importantes para a rotina: Mover-se diagonalmente, para frente e para trás.

Movimentos que não fazem parte do Heeling: Pular, rolar e passar entre as pernas do treinador (trança).

Musical Freestyle

Nessa categoria, a habilidade de ficar junto precisa ser combinada com outros truques, como pular, girar, rolar, passar entre as pernas do treinador (trança), mover-se a distância e outros movimentos mais dramáticos.

 

Critérios de avaliação

Apesar dos critérios variarem dependendo da competição e do país, as performances são julgadas levando em consideração os méritos artísticos, a técnica, entrosamento, a escolha da música e quão bem a dupla segue o ritmo.

Não há o uso de coleiras ou outros acessórios, a não ser em competições para iniciantes.

 

Fonte: The Canine Freestyle Federation

Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 9:27

A cidade de Dallas, no Texas, Estados Unidos, sofre com o grave problema de abandono de animais. Os abrigos locais fazem tudo o que podem. Resgatam, cuidam e encontram lares para os bichinhos, mas o abandono continua.

Pensando em minimizar ao máximo isso, autoridades locais colocaram câmeras de segurança em um ponto da cidade conhecido por ser um local onde muitos animais são abandonados. E parece que essa ajuda já está trazendo efeitos.

O primeiro caso flagrado pelas câmeras,

 » Read more about: Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz  »

Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 set 2017 - 9:28

Mudanças nem sempre são fáceis, principalmente quando elas são grandes e quando precisamos passar por elas sozinhas. Como é o caso da mudança do Brasil para os Estados Unidos que a atleta do UFC Cláudia Gadelha passou há pouco tempo.

Além de precisar passar por tudo isso sem nenhum membro de sua família ao seu lado, a lutadora também está com treinadores novos.

Seja bem vindo, bebe!! Welcome to my baby!! #teamclaudia #TeamCG #thisisfancy #myfancydog

 » Read more about: Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira  »

Após forte terremoto que deixou muitos mortos, México comemora resgate de cachorro

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 set 2017 - 18:23

Infelizmente, novos desastres naturais aconteceram e trouxeram muita dor e transtornos. Dessa vez, um forte terremoto de magnitude de 7.1abalou o México no dia 19 de agosto, última terça-feira.

Essa magnitude de terremoto é muito forte e os danos que ela pode causar são incontáveis. Muitas pessoas perderam suas casas e muitas pessoas morreram. De terça-feira para cá as buscas por pessoas com vida em meio aos escombros não param. Não só por pessoas,

 » Read more about: Após forte terremoto que deixou muitos mortos, México comemora resgate de cachorro  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 9:27

A cidade de Dallas, no Texas, Estados Unidos, sofre com o grave problema de abandono de animais. Os abrigos locais fazem tudo o que podem. Resgatam, cuidam e encontram lares para os bichinhos, mas o abandono continua.

Pensando em minimizar ao máximo isso, autoridades locais colocaram câmeras de segurança em um ponto da cidade conhecido por ser um local onde muitos animais são abandonados. E parece que essa ajuda já está trazendo efeitos.

Momento em que o homem abandonou a cadelinha foi flagrado por câmeras de segurança. (Foto: Reprodução / Vídeo / Life With Dogs)

O primeiro caso flagrado pelas câmeras, no início de agosto, foi o de uma cadelinha que foi levada de carro até o local e abandonada por um senhor. Enquanto a cadelinha foi resgatada e recebeu todos os cuidados que precisava, o homem foi identificado depois que entidade de proteção animal SPCA do Texas compartilhou o vídeo na sua página do Facebook.

O homem, que de acordo com o SPCA se chama Gorge Spears, se entregou na polícia depois que um mandado de prisão foi emitido em seu nome. Ainda segundo informações, acusações criminais de crueldade serão peticionadas.

Felizmente, a cadelinha, que foi elogiada por todos, foi adotada rapidamente e já está muito bem e feliz em seu novo lar.

A cadelinha foi adotada rapidamente por um casal que está encantado por ela e lhe dando muito amor. (Foto: Reprodução / Facebook SPCA of Texas)

Segundo uma publicação feita pela DPCA do Texas, a cadela, que recebeu o nome de K.D. está indo extremamente bem em sua nova casa, onde todos se encantaram com toda a sua doçura. “KD trouxe tanto amor para minha casa… Ela é extremamente calma e só quer amar a todos que conhece”, disseram os novos tutores da cadelinha.

Fonte: Life With Dogs

Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 set 2017 - 9:28

Mudanças nem sempre são fáceis, principalmente quando elas são grandes e quando precisamos passar por elas sozinhas. Como é o caso da mudança do Brasil para os Estados Unidos que a atleta do UFC Cláudia Gadelha passou há pouco tempo.

Além de precisar passar por tudo isso sem nenhum membro de sua família ao seu lado, a lutadora também está com treinadores novos.

Seja bem vindo, bebe!! Welcome to my baby!! #teamclaudia #TeamCG #thisisfancy #myfancydog

A post shared by CG (@claudiagadelhaufc) on

Para ajudar nesse período de adaptação após a mudança, que aconteceu bem perto de sua próxima grande luta no UFC Japão, realizada hoje na cidade de Saitama, a atleta decidiu levar um cachorrinho para a sua nova casa.

O cachorro Pablo, um pequeno filhote que logo se tornou um membro de sua família, entrou na vida de Gadelha em junho deste ano e está tornando a vida e a adaptação da atleta em Albuquerque, cidade localizada no estado americano do Novo México e onde a lutadora está morando, muito melhor e mais tranquila.

Meio de semana corrido por aqui, mas o sorriso está sempre estampado no nosso rosto. Obrigada Senhor por permitir com que eu trabalhe com o que amo. As artes marciais definem caráter e aproxima o adolescente rebelde da família. Estimule a pratica do esporte! Salve uma vida. Seja grato. Que Deus abençoe a quarta feira de vocês!! Half of the week for me, a lot work to do still but we are always smiling. Thank you Lord for letting me do what I love as a job. Martial arts is a beautiful thing, builds character and makes families stick together even more. We gotta stimulate the practice of sport!! Save a life. Be thankful. Have a great Wednesday everyone!! #teamclaudia #teamCG #mma #ufc #ufcjapao #ufcjapan #elevationtraining #newmexico #bullterrierlovers

A post shared by CG (@claudiagadelhaufc) on

“Estou sozinha aqui nos Estados Unidos e não tenho nenhum membro da minha família por perto, apenas meus treinadores, que são novos na minha vida. Então, o Pablo vem me ajudando bastante”, contou Cláudia Gadelha para o site UOL Esporte.

A atleta Cláudia Gadelha vai protagonizar, junto com a também brasileira Jéssica Bate-Estaca, a segunda luta mais importante do UFC Japão. Com certeza, Gadelha terá um novo e especial torcedor a seu favor, o pequeno Pablo.

Fonte: UOL Esporte