Atrofia progressiva da retina em cães (APR)

A causa para o aparecimento da Atrofia Progressiva da Retina é de origem hereditária.

por George Augusto — publicado 7 maio 2015 - 19:44

A Atrofia Progressiva da Retina, ou também conhecida como Degeneração Progressiva da Retina é uma doença oftalmológica que leva à cegueira, normalmente de ambos os olhos do cão. Para um melhor entendimento por parte dos leitores, a retina é o local onde as imagens são formadas, isto é ela retém a imagem, e conseqüentemente manda para o cérebro através do nervo óptico. Qualquer cão pode apresentar um quadro de APR, porém existem raças que são pré-dispostas, tais como: Dachshund, Poodle, Labrador, Schnauzer, Cocker Spaniel, Golden retriever, Collie, entre tantas outras. A maior incidência está entre cães de meia idade à idosos. No entanto, existem casos raros em animais jovens.

A causa para o aparecimento da Atrofia Progressiva da Retina é de origem hereditária, ou seja, os pais possuem genes da doença e passam para seus filhotes. Não necessariamente os filhos desenvolvem a doença. É importante que cães que possuam essa moléstia não sejam postos para cruzamentos, a fim de evitar descendentes portadores do gene.

Os sinais clínicos da APR não são fáceis de ser percebidos pelo tutor do animal. Ao contrário de outras doenças,  o cão não demonstra sintomas bem visíveis, como: Vômito, vemelhidão, febre, diarréia e etc. A Atrofia Progressiva da Retina é percebida através de algumas alterações no comportamento normal do pet. Quando a doença começa a evoluir, a primeira dificuldade no cão é enxergar durante a noite ou em locais com pouca luminosidade. É comum presenciar o cão batendo a cabeça contra objetos, não reconhecendo o dono à distância ou ficar perdido na residência quando a luz é reduzida.

Quando a doença vai progredindo, o cão começa a ter dificuldade em enxergar em ambientes claros também. É a partir daí, que começa haver uma cegueira que tem início de forma parcial e termina na cegueira total de ambos os olhos. Nessa situação é necessário que o animal comece sempre a andar com guias e/ou ficar em locais que não tenham objetos que possam machucá-lo.

O diagnóstico deve ser feito unicamente por um médico veterinário, de preferência um oftalmologista. O exame é feito com o cão consciente (sem estar sedado) e são feitos exames específicos em ambos os olhos. Caso o profissional ache válido, poderá exigir outros exames de acordo com a necessidade do animal.

Infelizmente, atualmente não existe tratamento para a APR. Ao contrário do que muitos pensam, os cães conseguem lidar bem com a perda da visão, já que os outros sentidos ficam mais desenvolvidos, como a audição e o olfato.

Antes mesmo de adquirir um filhote, é importante consultar o canil ou criador sobre se houve relato de alguma incidência de APR em alguma matriz ou reprodutor. Como dito anteriormente, caso seu animal desenvolva a doença, não o cruze. Caso o animal já tenha tido proles, informe ao tutor do filhote da condição. Esse ato é muito importante, pois isso ajudará a evitar que essa moléstia passe de geração em geração.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

Cachorro come bolo de casamento no dia da festa

por Andrezza Oestreicher — publicado 27 jul 2017 - 18:24

O que você faria se estivesse guardando o bolo de casamento do seu irmão na sua casa e, por um descuido, seu cachorro de estimação, em um ataque de gula, devorasse tudo?

Foi exatamente isso o que aconteceu com Donna McMahon, tutora da gulosa Labrador Bella juntamente com seu marido Liam.

O casal estava cuidando do bolo para o casal de noivos e estavam bastante tranquilos quanto à segurança do doce, que tinha três andares e havia custado 120 libras (cerca de 490 reais).

 » Read more about: Cachorro come bolo de casamento no dia da festa  »

Paolla Oliveira é madrinha de ONG e divulga parceria com joalheria para ajudar os animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 27 jul 2017 - 9:33

Apaixonada por animais e tutora de dez gatos e três cachorros, a atriz Paolla Oliveira é madrinha de uma ONG protetora de animais do Rio de Janeiro, a Paraíso dos Focinhos.

A madrinha Paolla já adotou animais da ONG e sempre divulga as campanhas do local e os bichinhos que estão disponíveis para adoção, além de sempre que possível ir pessoalmente até lá ver como estão os animais.

Que coisa boa foi receber esta linda e talentosa atriz como madrinha da ONG mais querida do Rio.

 » Read more about: Paolla Oliveira é madrinha de ONG e divulga parceria com joalheria para ajudar os animais  »

Boneca Barbie vem acompanhada com cachorro que faz cocô e pá para a limpeza

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 jul 2017 - 9:38

Apesar de atualmente já existirem inúmeras novidades quando o assunto é brinquedo infantil, a boneca Barbie ainda continua fazendo bastante sucesso e lançando novidades.

Batizada de “Barbie® Walk & Potty Pup” (Barbie passeio e pequeno filhote), a novidade da Barbie, uma boneca amada por crianças de várias gerações, vai agradar em cheio os amantes de animais.

A boneca vem agora acompanhada de um cachorrinho que ela precisa levar para passear para que ele faça as suas necessidades.

 » Read more about: Boneca Barbie vem acompanhada com cachorro que faz cocô e pá para a limpeza  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cachorro come bolo de casamento no dia da festa

por Andrezza Oestreicher — publicado 27 jul 2017 - 18:24

O que você faria se estivesse guardando o bolo de casamento do seu irmão na sua casa e, por um descuido, seu cachorro de estimação, em um ataque de gula, devorasse tudo?

Foi exatamente isso o que aconteceu com Donna McMahon, tutora da gulosa Labrador Bella juntamente com seu marido Liam.

Cadela destruiu bolo de casamento bem no dia da festa. (Foto: Reprodução / The Sun UK)

O casal estava cuidando do bolo para o casal de noivos e estavam bastante tranquilos quanto à segurança do doce, que tinha três andares e havia custado 120 libras (cerca de 490 reais).

Donna conta que ainda pediu para que o marido se certificasse de que a gaiola com a caminha de Bella estivesse bem trancada. Porém, na manhã do dia do casamento, ao chegar na cozinha, Donna teve um choque ao ver o bolo no chão comido pela metade e Bella sentada olhando para o chão, com a boca suja e sabendo muito bem que tinha feito coisa errada.

“Quando me levantei de manhã e abri a porta da cozinha, gritei e explodi em lágrimas. O bolo tinha sido totalmente destruído”, contou Donna, que também deu a parcela de culpa que seu marido Liam merecia por ter se esquecido de trancar a cadela.

Ao abrir a porta da cozinha, mulher se deparou com o bolo comido no chão e sua cadela com cara de culpada. (Foto: Reprodução / The Sun UK)

Desesperada, Donna e outra dama do casamento entraram em contato com várias lojas de bolo e também pediram ajuda pelo Facebook. No final das contas, todos tiveram muita sorte e conseguiram um bolo novinho para levar para a festa.

Já Liam, que até então só tinha esquecido de trancar Bella apenas uma vez em dois anos, disse que dessa vez aprendeu a lição, pois da outra vez que ele esqueceu de trancar a cadela foi justamente em um dia que tinham 20 cupcakes esfriando na cozinha e ela comeu tudo.

“Nos dois anos que temos Bella, eu só esqueci de fechar sua gaiola uma vez – e naquela noite ela comeu 20 cupcakes recém-assados ​​que estavam esfriando na cozinha. Então eu suponho que os sinais de alerta estavam lá e eu escolhi o pior momento possível para esquecer”, disse Liam.

Apesar de todo o bolo comido, a cadela ficou bem. (Foto: Reprodução / The Sun UK)

Os noivos só ficaram sabendo de tudo quando o problema tinha sido resolvido e a festa já estava acontecendo. Já a cadela, apesar de todo o bolo de chocolate que comeu, Bella ficou bem.

Fonte: The Sun UK

Paolla Oliveira é madrinha de ONG e divulga parceria com joalheria para ajudar os animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 27 jul 2017 - 9:33

Apaixonada por animais e tutora de dez gatos e três cachorros, a atriz Paolla Oliveira é madrinha de uma ONG protetora de animais do Rio de Janeiro, a Paraíso dos Focinhos.

A madrinha Paolla já adotou animais da ONG e sempre divulga as campanhas do local e os bichinhos que estão disponíveis para adoção, além de sempre que possível ir pessoalmente até lá ver como estão os animais.

A ONG resgata e trata animais, como cães, gatos e até cavalos, que são, na maioria das vezes, encontrados em péssimas condições, doentes, com fraturas e após terem sofrido maus-tratos.

Paolla usa o seu perfil oficial no Instagram para publicar muitas fotos da ONG Paraíso dos Focinhos e para mostrar os animais que estão lá esperando para serem adotados e ganharem um lar.

Agora, a atriz está divulgando também uma parceria que a ONG fez com uma grande joalheria para ajudar os animais.

Vivendo apenas de doações e de vendas de produtos através do site de e-commerce paraisodosfocinhos.com.br, a Paraíso dos Focinhos fez uma parceria com a Monte Carlo Joias.

A joalheria tem uma coleção de charms de animais chamada “Coleção Pets”, e cada berloque da coleção vendido, a Monte Carlo vai doar 1 kg de ração para a ONG. Os produtos selecionados participantes da campanha

Paolla Oliveira já está andando com sua pulseirinha cheia de charms de bichinhos e divulgando a campanha em suas redes sociais.

Os produtos selecionados participantes da campanha podem ser encontrados neste link: http://www.montecarlo.com.br/jolie-pets