Cachorros Braquicefálicos ou focinho achatado

Quando falamos de cachorros braquicefálicos, nos referimos aqueles que possuem o focinho achatado.

por Samantha Kelly — publicado 8 jan 2013 - 16:19

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Quando falamos de cachorros braquicefálicos, nos referimos aqueles que possuem o focinho achatado. O focinho curto, o crânio compacto e o sistema respiratório superior comprimido são algumas características do cachorro braquicefálico. Se você possui um cão com focinho achatado, é bom conhecer as condições que estão implícitas nessas raças e como dono, tomar as medidas necessárias para garantir que seu pet tenha todo o cuidado e o mais importante, uma vida saudável.

 

Porque os cães braquicefálicos têm predisposição à problemas respiratórios?

Cães braquicefálicos foram criados para ter mandíbulas inferiores proporcionalmente normais e mandíbulas superiores mais compactas. Isso significa que seu cachorro pode ter predisposição à problemas respiratórios como resultado a alguma anormalidade em seu trato respiratório. Essas anormalidades são consequencias de gerações de cruzamentos para atingir determinada aparência, sem se importar com os riscos de saúde.

Nem todos os cachorros braquicefálicos possuem anormalidades, e alguns não têm nenhum problema respiratório.

Eles podem ter narinas excepcionalmente estreitas. O palato mole, ou o tecido que separa a cavidade oral da cavidade nasal, pode ser alongado e pendurado na garganta. Palatos moles alongados são muito comuns em cachorros braquicefálicos e é a razão porque tantos emitem um assobio quando respiram.

 

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Intolerância à temperaturas altas

Os cães braquicefálicos não arquejam eficientemente. Arquejar é a maneira que os cães encontram de se resfriar, já que eles não transpiram como os humanos. Então, esses cães são mais propensos a superaquecer que os cães com focinhos longos, e os donos precisam tomar todas as precauções para preveni-lo no calor. O superaquecimento pode causar infartos, colapsos e até a morte.

Os donos devem oferecer pausas frequentes para os cães se refrescarem com água gelada e descanso durante o exercício, especialmente em dias quentes.

É também muito importante frisar que todos os cães braquicefálicos não são “cachorros de fora”. Isso significa que eles não podem morar em um canil no quintal devido a sua intolerância ao calor e à climas frios, por causa de outras dificuldades respiratórias que surgem de suas vias respiratórias estreitas.

 

Viajando com cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Viajando com um cão braquicefálico

Como o cão braquicefálico tem intolerância tanto ao frio quanto ao calor, eles não viajam bem, particularmente em aviões quando eles são grandes demais para ir na cabine e precisam viajar no porão, este por sua vez geralmente não possui temperatura controlada.

De acordo com o relatório divulgado pelo Departamento de Transporte americano, entre o período de 2005 à 2010, cerca de 50% das mortes de cães que aconteceram no porão do avião foram de cachorros braquicefálicos. Muitas companhias aéreas pelo mundo e aqui no Brasil não transportam cachorros com focinho achatado por não terem a estrutura adequada.

Se não há outra saída e o cachorro precisa viajar no porão, procure horários de clima mais ameno, cheque com a empresa aérea as conexões de seu vôo e se eles garantem algum procedimento especial para os cachorros de focinho achatado.

 

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Problemas associados com cães braquicefálicos

Devido as anormalidades estruturais no trato respiratório, os cachorros com focinho achatado podem ter uma série de problemas respiratórios. Eles têm predisposição à colapso de laringe. A anestesia pode ser particularmente perigosa, como também qualquer condição que causa inchaço da garganta, causando respiração ofegante e latido.

São mais fáceis de superaquecer que outras raças. Porquê eles não podem respirar direito, eles são incapazes de se refrescar de forma eficiente como geralmente os cães fazem, arquejando. Arquejar pode causar um inchaço nas passagens aéreas, causando mais sofrimento e superaquecimento.

Têm predisposição à problemas nos olhos porque suas órbitas são superficiais. Até mesmo uma pequena pancada ou um puxão mais forte com a coleira pode fazer com que o olho saia.  Em alguns cães, os olhos são tão para fora que a pálpebra não fecha; esses cães podem ter de maneira crônica olhos secos. As pálpebras de um cão braquicefálico podem ser disformes.

Os cães braquicefálicos geralmente têm dentes muito juntos e são vulneráveis à cárie. Eles podem desenvolver infecções nas dobrinhas da pele e muitas vezes têm problemas na concepção dos filhotes.

 

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Lista de raças Braquicefálicas: 

Affenpinscher

Buldogue Americano

Cocker Spaniel Americano

Boston Terrier

Boxer

Brussels Griffon

Buldogue Inglês

Bullmastife

Cane Corso

Cavalier King Charles Spaniel

Chihuahua

Chow Chow

Dogo Argentino

Dogue de Bordeaux

Toy Spaniel Inglês

Buldogue Francês

Japanese Chin

Lhasa Apso

Mastife Napolitano

Terra Nova

Pequinês

Presa Canario

Pug

Shar-Pei

Shih Tzu

Tibetan Spaniel

Valley Bulldog

 

Fontes para o artigo:

Vetinfo.com

Wikipedia.org

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

 » Read more about: Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família  »

Empresa customiza drone para passear com seu cachorro

por Samantha Kelly — publicado 22 ago 2017 - 10:49

A empresa britânica DronesDirect.co.uk está personalizando o drone Phantom 4 para possibilitar que a máquina passei com seu cachorro.

Pelo precinho nada camarada de £2 mil (aproximadamente R$8 mil), o Dog Drone tem uma coleira retráctil e um dispositivo contra colisão que o impediria de bater em obstáculos no caminho.

Para o tutor restaria apenas fazer o download da rota e teoricamente sentar e relaxar enquanto o drone faz todo o trabalho.

 » Read more about: Empresa customiza drone para passear com seu cachorro  »

Atriz Chloë Moretz perde segundo cachorrinho em menos de um mês

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 9:38

Nós contamos aqui sobre o triste falecimento de Fuller, cachorro de estimação da atriz Chloë Moretz, fato que aconteceu no dia 31 de julho.

Chloë não teve nem tempo para se recuperar da separação e, infelizmente, já passou por novo baque, a morte de outro animal de estimação de sua família.

Rest In Peace my dear dear Fuller I love you more than you know. You've been my protector and best friend since I was a little girl and I wish the end didn't come so abruptly but I know you're at peace now.

 » Read more about: Atriz Chloë Moretz perde segundo cachorrinho em menos de um mês  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

Por ter origem hispânica e ter três filhos adotivos que também possuem diferentes origens, a mulher, que preferiu não se identificar, ficou bastante apreensiva ao ver aquele símbolo tão próximo.

Adolescentes pintaram o símbolo na cabeça do cão com esmalte e disseram que tudo não passou de uma “piada”. (Foto: Reprodução / Kare 11 / KPNX)

Oficiais do Departamento de Polícia de Glendale foram chamados e conseguiram descobrir rapidamente quem tinha feito aquilo com o cachorro. Preocupados de que o cão estivesse sofrendo negligências, eles foram até a casa onde o animal vive.

Na residência, os oficiais foram informados de que o caso não passou de uma “pegadinha”, uma “brincadeira de adolescentes”.

Dois adolescentes, um filipino e um negro (que também sofreriam preconceito dos Nazistas por não se enquadrarem no perfil da “raça ariana” alemã), admitiram que pintaram a suástica na cabeça do cachorro com esmalte vermelho como uma piada.

“Eles começaram pintando as unhas do cachorro, depois as orelhas e, finalmente, a suástica. Foram apenas algumas crianças fazendo algo como uma brincadeira cruel”, disse a porta-voz do Departamento de Polícia de Glendale, Tiffany Smith ao HuffPost.

De acordo com a polícia, os adolescentes disseram que iriam remover a pintura feita no cachorro.

Fonte: HuffPost

Empresa customiza drone para passear com seu cachorro

por Samantha Kelly — publicado 22 ago 2017 - 10:49

A empresa britânica DronesDirect.co.uk está personalizando o drone Phantom 4 para possibilitar que a máquina passei com seu cachorro.

Pelo precinho nada camarada de £2 mil (aproximadamente R$8 mil), o Dog Drone tem uma coleira retráctil e um dispositivo contra colisão que o impediria de bater em obstáculos no caminho.

Para o tutor restaria apenas fazer o download da rota e teoricamente sentar e relaxar enquanto o drone faz todo o trabalho.

Não há nenhum vídeo ou fotos oficiais de cães utilizando a tecnologia, porém os responsáveis pelo equipamento garantem que funciona.

Óbvio que eles não mencionam o que não dá para ser substituído pela máquina, como o cuidado humano, a atenção e proteção contra acidentes e roubos. Os cães precisam não só de exercício, mas de contato com outras pessoas e pets. Além disso, outras questões práticas ficam sem resposta, por exemplo quanto a força que o drone teria para segurar cães que puxam na coleira ou quem apanharia as necessidades do animal.

Por esse dinheiro, não seria muito melhor contratar um dog walker? Sem dúvida é a melhor opção para tutores que não têm tempo ou por alguma impossibilidade física não podem passear com seus pets.

Foto: Reprodução