Cachorros Braquicefálicos ou focinho achatado

Quando falamos de cachorros braquicefálicos, nos referimos aqueles que possuem o focinho achatado.

por Samantha Kelly — publicado 8 jan 2013 - 16:19

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Quando falamos de cachorros braquicefálicos, nos referimos aqueles que possuem o focinho achatado. O focinho curto, o crânio compacto e o sistema respiratório superior comprimido são algumas características do cachorro braquicefálico. Se você possui um cão com focinho achatado, é bom conhecer as condições que estão implícitas nessas raças e como dono, tomar as medidas necessárias para garantir que seu pet tenha todo o cuidado e o mais importante, uma vida saudável.

 

Porque os cães braquicefálicos têm predisposição à problemas respiratórios?

Cães braquicefálicos foram criados para ter mandíbulas inferiores proporcionalmente normais e mandíbulas superiores mais compactas. Isso significa que seu cachorro pode ter predisposição à problemas respiratórios como resultado a alguma anormalidade em seu trato respiratório. Essas anormalidades são consequencias de gerações de cruzamentos para atingir determinada aparência, sem se importar com os riscos de saúde.

Nem todos os cachorros braquicefálicos possuem anormalidades, e alguns não têm nenhum problema respiratório.

Eles podem ter narinas excepcionalmente estreitas. O palato mole, ou o tecido que separa a cavidade oral da cavidade nasal, pode ser alongado e pendurado na garganta. Palatos moles alongados são muito comuns em cachorros braquicefálicos e é a razão porque tantos emitem um assobio quando respiram.

 

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Intolerância à temperaturas altas

Os cães braquicefálicos não arquejam eficientemente. Arquejar é a maneira que os cães encontram de se resfriar, já que eles não transpiram como os humanos. Então, esses cães são mais propensos a superaquecer que os cães com focinhos longos, e os donos precisam tomar todas as precauções para preveni-lo no calor. O superaquecimento pode causar infartos, colapsos e até a morte.

Os donos devem oferecer pausas frequentes para os cães se refrescarem com água gelada e descanso durante o exercício, especialmente em dias quentes.

É também muito importante frisar que todos os cães braquicefálicos não são “cachorros de fora”. Isso significa que eles não podem morar em um canil no quintal devido a sua intolerância ao calor e à climas frios, por causa de outras dificuldades respiratórias que surgem de suas vias respiratórias estreitas.

 

Viajando com cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Viajando com um cão braquicefálico

Como o cão braquicefálico tem intolerância tanto ao frio quanto ao calor, eles não viajam bem, particularmente em aviões quando eles são grandes demais para ir na cabine e precisam viajar no porão, este por sua vez geralmente não possui temperatura controlada.

De acordo com o relatório divulgado pelo Departamento de Transporte americano, entre o período de 2005 à 2010, cerca de 50% das mortes de cães que aconteceram no porão do avião foram de cachorros braquicefálicos. Muitas companhias aéreas pelo mundo e aqui no Brasil não transportam cachorros com focinho achatado por não terem a estrutura adequada.

Se não há outra saída e o cachorro precisa viajar no porão, procure horários de clima mais ameno, cheque com a empresa aérea as conexões de seu vôo e se eles garantem algum procedimento especial para os cachorros de focinho achatado.

 

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Problemas associados com cães braquicefálicos

Devido as anormalidades estruturais no trato respiratório, os cachorros com focinho achatado podem ter uma série de problemas respiratórios. Eles têm predisposição à colapso de laringe. A anestesia pode ser particularmente perigosa, como também qualquer condição que causa inchaço da garganta, causando respiração ofegante e latido.

São mais fáceis de superaquecer que outras raças. Porquê eles não podem respirar direito, eles são incapazes de se refrescar de forma eficiente como geralmente os cães fazem, arquejando. Arquejar pode causar um inchaço nas passagens aéreas, causando mais sofrimento e superaquecimento.

Têm predisposição à problemas nos olhos porque suas órbitas são superficiais. Até mesmo uma pequena pancada ou um puxão mais forte com a coleira pode fazer com que o olho saia.  Em alguns cães, os olhos são tão para fora que a pálpebra não fecha; esses cães podem ter de maneira crônica olhos secos. As pálpebras de um cão braquicefálico podem ser disformes.

Os cães braquicefálicos geralmente têm dentes muito juntos e são vulneráveis à cárie. Eles podem desenvolver infecções nas dobrinhas da pele e muitas vezes têm problemas na concepção dos filhotes.

 

Cachorros braquicefálicos. Foto: Reprodução

 

Lista de raças Braquicefálicas: 

Affenpinscher

Buldogue Americano

Cocker Spaniel Americano

Boston Terrier

Boxer

Brussels Griffon

Buldogue Inglês

Bullmastife

Cane Corso

Cavalier King Charles Spaniel

Chihuahua

Chow Chow

Dogo Argentino

Dogue de Bordeaux

Toy Spaniel Inglês

Buldogue Francês

Japanese Chin

Lhasa Apso

Mastife Napolitano

Terra Nova

Pequinês

Presa Canario

Pug

Shar-Pei

Shih Tzu

Tibetan Spaniel

Valley Bulldog

 

Fontes para o artigo:

Vetinfo.com

Wikipedia.org

Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 18:24

Pela primeira vez os hotéis e resorts do complexo Disney passaram a aceitar famílias hospedem também seus cachorros de estimação.

O Disney’s Yacht Club Resort, Disney Port Orleans Resort – Riverside, Disney’s Art of Animation Resort e o Disney’s Fort Wilderness Resort, todos localizados em Orlando, na Flórida, abriram suas portas ontem, dia 15 de outubro, para receber também hóspedes caninos.

Os animais não podem circular por todas as áreas dos hotéis e os quartos onde eles podem se hospedar com suas famílias ficam em andares específicos,

 » Read more about: Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez  »

Instituto Luisa Mell recebe a visita da estrela teen Larissa Manoela

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 9:33

Depois do resgate dos 135 cães feito por Luisa Mell, com o apoio da polícia e de uma superequipe, em um canil de Osasco, o Instituto Luisa Mell recebeu o apoio e visita de diversas celebridades que ficaram tocados com a situação dos animais.

Na última sexta-feira, dia 13 de outubro, mais uma celebridade foi até o Instituto. Dessa vez foi a atriz e cantora Larissa Manoela que esteve no local conhecendo as instalações e todos os animais que são ajudados por lá.

 » Read more about: Instituto Luisa Mell recebe a visita da estrela teen Larissa Manoela  »

Cachorro foge de casa e participa de casamento em Teresina

por Fabio Sakita — publicado 15 out 2017 - 20:14

O Pit bull Hulk foi a estrela do casamento entre Luiza e Lucas. O cachorro entrou na igreja, que fica no bairro de São Cristóvão, Zona Leste de Teresina, na noite de quinta-feira(12), participou da cerimônia e até posou para fotos como se fosse convidado.

Na semana passada, contamos o caso de Snoop que invadiu um casamento e foi adotado pelos noivos. Neste caso Hulk já tem uma família porém seus donos haviam viajado e eles conseguiu escapar.

 » Read more about: Cachorro foge de casa e participa de casamento em Teresina  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 18:24

Pela primeira vez os hotéis e resorts do complexo Disney passaram a aceitar famílias hospedem também seus cachorros de estimação.

O Disney’s Yacht Club Resort, Disney Port Orleans Resort – Riverside, Disney’s Art of Animation Resort e o Disney’s Fort Wilderness Resort, todos localizados em Orlando, na Flórida, abriram suas portas ontem, dia 15 de outubro, para receber também hóspedes caninos.

Cães já podem se hospedar em quatro hotéis do complexo Disney em Orlando. (Foto: Reprodução / Petcha / Disney Parks Blog)

Os animais não podem circular por todas as áreas dos hotéis e os quartos onde eles podem se hospedar com suas famílias ficam em andares específicos, tudo para que tanto os cães quanto pessoas que possuem alergia ou outros problemas tenham mais comodidade e tranquilidade durante sua estadia.

Cada quarto poderá hospedar no máximo dois cachorros por vez e os animais serão muito bem recebidos nos resorts. No momento do check-in, os cães receberão um kit de boas-vindas do Pluto que inclui: esteira e tigelas para comida e água, uma etiqueta de identificação, sacolas descartáveis ​​de plástico, almofadas de cachorro, e mapas de locais para caminhar com os cachorros e uma etiqueta para porta indicando que tem um animal de estimação no quarto.

A taxa cobrada pela presença de cada animal será de 75 dólares por noite no Disney Yacht Club e 50 dólares por noite nos outros três resorts Disney abertos para cães. Essas taxas destinam-se a cobrir os custos de limpeza.

Os cães irão receber um kit de boas-vindas do Pluto no momento do check-in. (Foto: Reprodução / Petcha / Disney Parks Blog)

No complexo Disney você encontra ainda a Best Friends Pet Care, uma instalação de serviço completo para animais de estimação. O Local funciona como creche, onde os cães podem ficar durante o dia enquanto seus tutores estão nos parques, e também funciona como hotel pet, onde os animais podem ficar hospedados por uma semana direto.

Para se hospedar nos hotéis Disney o cachorro deve estar com as vacinas em dia e espera-se que o animal seja bem comportado e que os tutores respeitem as áreas proibidas para pets.

Fonte: Disney Parks / Petcha

Instituto Luisa Mell recebe a visita da estrela teen Larissa Manoela

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 9:33

Depois do resgate dos 135 cães feito por Luisa Mell, com o apoio da polícia e de uma superequipe, em um canil de Osasco, o Instituto Luisa Mell recebeu o apoio e visita de diversas celebridades que ficaram tocados com a situação dos animais.

Na última sexta-feira, dia 13 de outubro, mais uma celebridade foi até o Instituto. Dessa vez foi a atriz e cantora Larissa Manoela que esteve no local conhecendo as instalações e todos os animais que são ajudados por lá.

A atriz e cantora Larissa Manoela se emocionou bastante durante visita ao Instituto Luisa Mell. (Foto: Reprodução / Stories Instagram @larissamanoela)

A ativista animal Luisa Mell foi quem recebeu pessoalmente a estrela teen e a acompanhou em um passeio por todo o Instituto, explicando o que acontecia em cada área e apresentando alguns dos 135 cães resgatados do canil em Osasco.

Durante o passeio, que foi mostrado ao vivo para o público através do Instagram de Luisa Mell, Larissa Manoela e também do Instituto Luisa Mell, a atriz se emocionou bastante ao conhecer a área de internação do local, onde se encontram os animais que estão com a saúde mais debilitada.

Larissa também se emocionou, desta vez de felicidade, ao ser apresentada a uma cadelinha que recebeu o seu nome. A Larissa Manoela peludinha é uma das matrizes que foi regatada em péssimo estado no canil de Osasco e recebeu o nome em homenagem à estrela teen.

Ao final da visita, Larissa Manoela fez uma doação para ajudar os animais resgatados. (Foto: Reprodução / Stories Instagram @larissamanoela)

Ao final da visita, a atriz e cantora, em uma parceria com o BRECHÓ KING, fez uma doação para ajudar a todos os animais que são cuidados pelo Instituto Luisa Mell.