Câncer de osso em cachorros

As causas para o aparecimento de câncer nos ossos dos cães ainda é de origem desconhecida mas existem fatores que influenciam

por George Augusto — publicado 24 maio 2014 - 10:53

O câncer de osso, é uma neoplasia de origem maligna que acomete um grande número de cães por todo o mundo. É uma doença que causa muito sofrimento no animal, por vir acompanhada de desconforto e muita dor. O Osteossarcoma pode ter duas principais origens, sendo elas: Osteossarcoma primário e Osteossarcoma metastático.

A neoplasia de origem primária é quando o câncer se origina primeiramente no osso, podendo em seguida ocorrer a metástase e se disseminar para outros órgãos. Já na neoplasia metastática, o câncer é originado em outro órgão, em seguida acometendo o osso.

Os principais tipos de câncer dos ossos que aparecem em cães, são: Osteossarcoma; Carcinoma de Células Sinoviais; Condrossarcoma e Fibrossarcoma.

As causas para o aparecimento de câncer nos ossos dos cães ainda é de origem desconhecida. Existem fatores que podem predispor o aparecimento do câncer, como a genética herdada dos pais, exposição do animal a produtos cancerígenos e, especialmente, a radiação.

Existem raças de cães que são mais predispostas para o aparecimento desta moléstia, como:  WeimaranerRotweiler; BoxerDoberrmanSão Bernardo e  tantos outros.

Assim como outras neoplasias, a sintomatologia do  câncer de osso não é muito diferente. Os sinais clínicos demoram a aparecer, dependendo, é claro, da situação em que o animal se encontra. Normalmente, aparecem os seguintes sintomas:

– O animal apresenta manqueira;

– Podem ocorrer fraturas repentinas;

-Aparece inchaço no osso afetado;

– O animal entra em prostração;

– Sente dor no osso lesionado;

– O animal chora bastante, principalmente à noite e  apresenta depressão.

Em casos mais avançados da doença, observa-se também a perda de apetite; letargia; depressão profunda e morte do animal.

O diagnóstico de câncer em osso é praticamente igual ao dos outros tipos de câncer. Primeiramente o animal deve ser avaliado por um médico veterinário para o exame clínico, que inclui a anamnese e o exame do animal com seus sintomas. Em seguida, sempre é recomendado exames laboratoriais e radiológicos, a fim de ajudar no fechamento do diagnóstico. A biópsia é de suma importância, pois com ela irá se descobrir se é ou não uma neoplasia maligna.

O tratamento normalmente inclui a remoção cirúrgica do osso afetado. Em seguida, sessões de quimioterapia são de excelente escolha. Normalmente, o médico veterinário, executa uma terapia medicamentosa de apoio a fim de amenizar sintomas secundários.

A prevenção do câncer de osso consiste em evitar ao máximo expor o pet à substâncias cancerígenas, como também à radiação. Normalmente, os tutores trabalham o dia inteiro e não têm tempo para fazer o exame rotineiro no animal, fazendo com que  os sintomas do câncer de osso passem despercebidos. Assim como todos os tipos de câncer, a neoplasia de osso deve ser descoberta o quando antes, pois assim  aumentam as chances de ter um prognóstico favorável.  Qualquer conduta anormal que o pet apresente em algum momento, deve ser avaliado imediatamente por um profissional médico veterinário, para que, caso se descubra um câncer, seja feito imediatamente o início do tratamento. Animais que estão num estágio muito avançado, em muitos casos, chegam a óbito no meio do tratamento.

 

Câncer de osso em cães. Foto: Reprodução

Câncer de osso em cães. Foto: Reprodução

 

Saiba mais sobre câncer em cachorros AQUI

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

Cadelinha adotada é seguida por ovelhas da família e se torna a líder dos animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 dez 2017 - 9:30

A cadelinha Lady é da raça Basset Hound, que foi resgatada por um abrigo e adotada por sua família há três anos. Por conta de seu passado, que não é tão conhecido, a cadelinha tinha muito medo e chegava até a ser agressiva com outras pessoas, porém, as companhias certas fizeram com que Lady se abrisse mais para a sua nova família e ficasse mais tranquila e leve.

Na nova casa, os tutores Michael Jobson e Fiona Morton não conseguiam levá-la para passear no parque,

 » Read more about: Cadelinha adotada é seguida por ovelhas da família e se torna a líder dos animais  »

No Rio de Janeiro será proibido utilizar animais para testes de produtos cosméticos

por Andrezza Oestreicher — publicado 15 dez 2017 - 9:29

E a causa animal teve mais uma vitória no Brasil. Nos próximos dias, será promulgada uma lei que proíbe o uso de animais para testes de produtos cosméticos.

Em uma votação feita na última terça-feira, dia 14 de dezembro, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou, por 40 votos a favor e nenhum contra, o veto do governador Luiz Fernando Pezão e sancionará lei proibindo o uso de animais para cosméticos.

A lei irá valer em todo o estado do Rio de Janeiro e,

 » Read more about: No Rio de Janeiro será proibido utilizar animais para testes de produtos cosméticos  »

Em Portugal, crianças aprendem na escola sobre comportamento e bem-estar dos animais de estimação

por Andrezza Oestreicher — publicado 14 dez 2017 - 18:38

As pessoas costumam dizer que as crianças são o futuro planeta e a esperança de um mundo melhor. Pensando nisso, surgiu, em Portugal, o projeto “Eu Cuido. Um mundo melhor para os animais”.

O “Eu cuido”, que até o ano que vem vai atingir cerca de oito mil alunos só na Grande Lisboa e no Grande Porto, tem como maior objetivo ensinar e sensibilizar as crianças para diversos temas relacionados a animais de estimação.

 » Read more about: Em Portugal, crianças aprendem na escola sobre comportamento e bem-estar dos animais de estimação  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cadelinha adotada é seguida por ovelhas da família e se torna a líder dos animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 dez 2017 - 9:30

A cadelinha Lady é da raça Basset Hound, que foi resgatada por um abrigo e adotada por sua família há três anos. Por conta de seu passado, que não é tão conhecido, a cadelinha tinha muito medo e chegava até a ser agressiva com outras pessoas, porém, as companhias certas fizeram com que Lady se abrisse mais para a sua nova família e ficasse mais tranquila e leve.

Na nova casa, os tutores Michael Jobson e Fiona Morton não conseguiam levá-la para passear no parque, pois eles tinham receio de que ela viesse a avançar em alguém. Como eles moram em uma fazenda com bastante espaço, eles deixaram que a cadela ficasse livre pelo espaço enquanto cuidavam de alguma coisa na área externa.

Lady sempre é seguida pelas ovelhas da fazenda. (Foto: Reprodução / Metro UK / Mercury)

Porém, em um desses dias em que a cadela acompanhava seu tutor no trabalho da fazenda, por descuido, Michael deixou Lady se misturar com as ovelhas e ficou surpreso com o que aconteceu.

“Elas simplesmente começaram a seguí-la em todos os lugares. Isso certamente me fez rir. Ela [Lady] estava completamente inconsciente, mas estava fazendo um trabalho brilhante”, contou o tutor orgulhoso.

De cara a cadelinha se sentiu bastante à vontade no meio das ovelhas. Lady não se incomoda com os animais, fica tranquila entre eles e muitas vezes nem chega a perceber que é seguida pelas ovelhas.

A cadela acabou se tornando a líder do rebanho. (Foto: Reprodução / Metro UK / Mercury)

Os tutores ficaram impressionados com o talento que Lady tem para cão de pastoreio. Sempre que ela está perambulando pelo campo as ovelhas passam a seguir a cadelinha, apesar de Lady parecer estar mais preocupada em cheirar o mato e seguir seu tutor.

“Lady normalmente está atrás de mim me seguindo, mas às vezes ela sai sozinha e, de alguma forma, ela se torna a líder das ovelhas”, conta Michael.

De acordo com os tutores, eles estão até pensando em usar os talentos de Lady para ajudar o real cão de pastoreio da família, Tom.

Fonte: Metro UK

No Rio de Janeiro será proibido utilizar animais para testes de produtos cosméticos

por Andrezza Oestreicher — publicado 15 dez 2017 - 9:29

E a causa animal teve mais uma vitória no Brasil. Nos próximos dias, será promulgada uma lei que proíbe o uso de animais para testes de produtos cosméticos.

Em uma votação feita na última terça-feira, dia 14 de dezembro, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou, por 40 votos a favor e nenhum contra, o veto do governador Luiz Fernando Pezão e sancionará lei proibindo o uso de animais para cosméticos.

(Foto: Reprodução / The Wildcat Voice)

A lei irá valer em todo o estado do Rio de Janeiro e, de acordo com o seu texto, fica proibido o uso de animais para desenvolvimento, experimento e teste de produtos cosméticos, higiene pessoal, perfumes, limpeza e seus componentes. Além disso, também será proibida a comercialização de produtos que tiverem tido seus testes feitos em animais.

“Já há metodologias que fazem testes desses produtos sem utilizar os animais, então, nós temos que respeitar a dignidade dos animais e não tratá-los de forma cruel”, afirmou o deputado Gilberto Palmares, um dos autores do o projeto de lei 2.714/14, em comunicado oficial.

De acordo com Elizabeth Mac Gregor, diretora do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, o Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) do Ministério da Ciência e Tecnologia emitiu um relatório em 2016 reconhecendo que os métodos alternativos validados são mais eficientes do que o modelo animal.

(Foto: Reprodução / sirireporter)

Para quem quer ter certeza se suas marcas preferidas não fazem testes em animais ou quer passar a escolher marcas que não contribuem com maus-tratos a animais, é só buscar no site do PETA a lista com as empresas certificadas que utilizam métodos alternativos de testes.

Para ter essas informações de empresas nacionais, é só entrar no site do Projeto Esperança Animal (PEA).

Fonte: O Globo / Capricho