Cinomose em cachorros

Conheça mais sobre a cinomose. A doença mais encontrada nos hospitais e clínicas veterinárias.

por George Augusto — publicado 27 dez 2013 - 0:15

A Cinomose é uma das doenças mais encontradas nos hospitais e clínicas veterinárias de todo o mundo. Essa moléstia é de suma importância, pois na grande maioria dos casos leva o animal ao óbito. Ela é transmitida por um vírus chamado Canine Distemper Virus, o CDV, ou nomeado também como Vírus da Cinomose Canina, o VCC. Essa enfermidade acomete alguns animais silvestres, porém os cães domésticos são os mais afetados.

Cinomose em cachorros. Foto: Reprodução/Google Images

Cinomose em cachorros. Foto: Reprodução/Google Images

A Cinomose não é uma zoonose (doença transmitida do animal para o ser humano), em contrapartida, é altamente contagiosa entre os cães. A transmissão ocorre à medida que o animal sadio entra em contato com um animal acometido pela cinomose, ou também por conta da inalação do ar com a presença do vírus.

Quando um animal é portador da cinomose, não necessariamente ele vai apresentar os sintomas da doença. Em muitos casos, mesmo o animal se apresentando assintomático, ele estará sendo a fonte de transmissão para outros cães que habitam naquela determinada região.

A transmissão, em contato direto de um animal com outro, pode ser decorrente das secreções oculares, nasais, orais e fezes. No entanto, os estudos apontam que a maior difusão ocorre através das secreções nasais, isto é, o espirro do animal acometido. Pelo meio do espirro, o vírus irá habitar por um tempo o ar, como dito anteriormente, assim, disseminando a doença num raio bem maior.

Depois que o cão é infectado, o vírus da cinomose fica incubado aproximadamente de 3 a 6 dias. Entretanto, o mesmo pode ficar em incubação por até 15 dias, tornando o animal assintomático (Não apresentando nenhum sintoma da doença).

Sintomas da cinomose

O principais sintomas da cinomose são: Febre, que pode chegar a 41 Cº; inapetência (falta de apetite); diarréia; vômito; corrimento ocular; apatia (animal sem ânimo); corrimento nasal e desidratação. Existe um sintoma na cinomose que é bem característico da doença e tem um prognóstico bem ruim, que são os espasmos musculares (mioclonia). Quando um animal apresenta essa sintomatologia é porque atingiu o sistema nervoso do mesmo, assim o cão pode mudar seu comportamento, tornar-se agressivo e até não reconhecer mais seu tutor.

Quando a cinomose encontra-se num grau muito avançado, muitos tutores e médicos veterinários optam pela eutanásia do animal. Alguns proprietários não aceitam a eutanásia como a solução do problema, escolhendo a acupuntura para tratá-los, que já deu bons resultados em alguns pacientes, mesmo sendo uma técnica alternativa.

Tratamento

O tratamento da cinomose ainda é de origem desconhecida, porém, o melhor tratamento é a prevenção através da vacinação anual, onde o cão, a partir de 6 semanas de idade, já pode ser imunizado. No tratamento de um animal já acometido pela doença, pode ser utilizada a terapia medicamentosa. Contudo, ela será usada para o combate da febre, diarréia e outros sintomas manifestos, entendendo-se que isso não irá curar o animal da cinomose.

Campanha ‘Cinomose aqui não’ da Merial busca conscientizar a população sobre a doença.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda,

 » Read more about: Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira  »

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor,

 » Read more about: Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande  »

Dicas de presentes para o Dia das Mães

por Karina Sakita — publicado 18 abr 2018 - 18:42

Os cachorros já são parte da família, então é óbvio que mãe de cachorro também deve e merece comemorar o Dia das Mães.

Maridos, namorados e irmãos, vejam essas dicas de presentes para esta data especial!

E essas sugestões também vão servir para você que tem uma mãe que é apaixonada por cachorro. Não deixe para a última hora e garanta o presente dela na loja Doguim.

 » Read more about: Dicas de presentes para o Dia das Mães  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda, tem uma turma grande em casa e suas redes sociais estão repletas de registros dos pets.

Tenho certeza que metade da população brasileira desejou agora mesmo ser adotada por essa família.

 

Um tapete? Não… O Marley aproveitando o chão geladinho nesse calor. 🖤

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

A minha turma é da pesada… 😍🙈

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

Praça onde tudo aconteceu, sempre com a presença de crianças brincando. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor, que estava solto, se aproximou do seu pet e, em seguida, o policial disparou.

Thor foi atingido com um tiro e imediatamente socorrido por seus tutore, sendo levado para uma clínica veterinária. Não foi informado detalhes da situação do animal.

Além do fato de ter machucado gravemente o cachorro, os frequentadores da praça ficaram bastante assustados com o ocorrido, pois no momento do tiro havia muitas crianças brincando no local. “A praça estava lotada de crianças, poderia ter atingido outra pessoa”, afirmou uma testemunha.

De acordo com o depoimento prestado pelo policial, que se apresentou na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Piratininga ainda na noite do dia do incidente, ele contou que passeava com seu cão quando o Labrador escapou de uma casa e avançou no seu animal.

Animal baleado foi imediatamente socorrido e levado para clínica veterinária. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

Ainda no depoimento, o policial contou que atirou no chão para proteger seu cachorro, mas que o tiro acabou acertando Thor.

De acordo com o delegado Hoffman D’avilla, responsável pelo caso, o policial passou por teste do bafômetro, que deu negativo. Ainda segundo ele, todos os fatos serão analisados para que a ocorrência possa ser registrada.

O caso deve ser colocado em segredo de Justiça por envolver um policial.

Fonte: Campo Grande News