Dermatofitose Canina

A Dermatofitose é uma moléstia de origem fúngica que merece uma atenção maior do que outras, por se tratar de uma zoonose

por George Augusto — publicado 4 jun 2014 - 6:51

É bastante comum ouvirmos falar em cães com problemas de pele. Na rotina de uma clínica veterinária, é comum os tutores reclamarem sobre afecções de pele no seu pet, afinal elas são caracterizadas uma das doenças que mais afetam cães de todo o mundo. A Dermatofitose é uma moléstia de origem fúngica que merece uma atenção maior do que outras, por se tratar de uma zoonose (doença transmitida do animal para o ser humano).  Nem toda afecção cutânea de origem fúngica é uma dermatofitose. Existem três gêneros relacionados e causadores da dermatofitose, que são: Microsporum, Trichophyton e Epidermophyton.

Na maioria das vezes, a principal transmissão da dermatofitose em cães é o contato direto de um cão infectado com o cão sadio. A causa mais comum que faz com que o animal apresente a doença fúngica, é a queda na imunidade no animal. Normalmente, o corpo de um animal totalmente saudável, faz o combate dos fungos não permitindo que o mesmo se instale no animal.

 

Sintomatologia Dermatofitose Canina

A sintomatologia encontrada em cães que apresentam a dermatofitose são bem clássicas, sendo fácil a visualização. Os principais sinais clínicos, são: Alopecia (perda de pelo) em formato de círculo; Coceira intensa; Pele eritematosa (avermelhada); Elevações na pele com presença de crosta. Normalmente, as áreas mais afetadas são as extremidades, como: Cabeça, orelhas, patas, e cauda, podendo afetar outras áreas do corpo.

 

Diagnóstico de Dermatofitose Canina

O diagnóstico correto é indispensável quando se trata de doença de pele. As afecções cutâneas são bastante semelhantes, havendo muitas vezes, o diagnóstico errado por parte do médico veterinário. É de suma importância que o tutor exija na clínica veterinária um raspado de pele para exame, pois a partir daí, é descoberto o verdadeiro causador da doença.

Existem outros equipamentos que auxiliam no fechamento do diagnóstico, sendo bastante utilizados pelos profissionais. Além de todos os exames citados, é importante também o exame clínico que o profissional irá fazer no animal.

 

Tratamento de Dermatofitose Canina

O tratamento para a dermatofitose consiste unicamente em uma terapia medicamentosa escolhida pelo médico veterinário de sua confiança. É importante ressaltar, que doenças de origem fúngica têm um tratamento mais duradouro que as outras doenças de pele. Jamais se consulte com balconista de pet shop e não medique o animal por conta própria. Os medicamentos usados topicamente, também intoxicam e podem matar o animal, se for feito de modo errado.

 

Prevenção de Dermatofitose Canina

O melhor modo para prevenir a dermatofitose é não permitir que o animal entre em contato com um animal do qual não se sabe a procedência.

A higienização e a secagem do pelo do animal, é um dos pontos fundamentais para o controle desses fungos. Em caso de tutores que criam mais de um animal mantendo contato direto entre si, percebendo a sintomatologia semelhante a dermatofitose, é indicado que o animal seja separado e, em seguida, deve-se acionar imediatamente um médico veterinário para examinar ambos os cães, já que a doença se dissemina rapidamente. Leve seu animal rotineiramente a um profissional, pois quanto mais cedo se diagnostica a doença, o tratamento se torna bem mais favorável e com mais sucesso.

 

Dermatofitose Canina. Foto: Reprodução

Dermatofitose Canina. Foto: Reprodução

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

 » Read more about: Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família  »

Empresa customiza drone para passear com seu cachorro

por Samantha Kelly — publicado 22 ago 2017 - 10:49

A empresa britânica DronesDirect.co.uk está personalizando o drone Phantom 4 para possibilitar que a máquina passei com seu cachorro.

Pelo precinho nada camarada de £2 mil (aproximadamente R$8 mil), o Dog Drone tem uma coleira retráctil e um dispositivo contra colisão que o impediria de bater em obstáculos no caminho.

Para o tutor restaria apenas fazer o download da rota e teoricamente sentar e relaxar enquanto o drone faz todo o trabalho.

 » Read more about: Empresa customiza drone para passear com seu cachorro  »

Atriz Chloë Moretz perde segundo cachorrinho em menos de um mês

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 9:38

Nós contamos aqui sobre o triste falecimento de Fuller, cachorro de estimação da atriz Chloë Moretz, fato que aconteceu no dia 31 de julho.

Chloë não teve nem tempo para se recuperar da separação e, infelizmente, já passou por novo baque, a morte de outro animal de estimação de sua família.

Rest In Peace my dear dear Fuller I love you more than you know. You've been my protector and best friend since I was a little girl and I wish the end didn't come so abruptly but I know you're at peace now.

 » Read more about: Atriz Chloë Moretz perde segundo cachorrinho em menos de um mês  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

Por ter origem hispânica e ter três filhos adotivos que também possuem diferentes origens, a mulher, que preferiu não se identificar, ficou bastante apreensiva ao ver aquele símbolo tão próximo.

Adolescentes pintaram o símbolo na cabeça do cão com esmalte e disseram que tudo não passou de uma “piada”. (Foto: Reprodução / Kare 11 / KPNX)

Oficiais do Departamento de Polícia de Glendale foram chamados e conseguiram descobrir rapidamente quem tinha feito aquilo com o cachorro. Preocupados de que o cão estivesse sofrendo negligências, eles foram até a casa onde o animal vive.

Na residência, os oficiais foram informados de que o caso não passou de uma “pegadinha”, uma “brincadeira de adolescentes”.

Dois adolescentes, um filipino e um negro (que também sofreriam preconceito dos Nazistas por não se enquadrarem no perfil da “raça ariana” alemã), admitiram que pintaram a suástica na cabeça do cachorro com esmalte vermelho como uma piada.

“Eles começaram pintando as unhas do cachorro, depois as orelhas e, finalmente, a suástica. Foram apenas algumas crianças fazendo algo como uma brincadeira cruel”, disse a porta-voz do Departamento de Polícia de Glendale, Tiffany Smith ao HuffPost.

De acordo com a polícia, os adolescentes disseram que iriam remover a pintura feita no cachorro.

Fonte: HuffPost

Empresa customiza drone para passear com seu cachorro

por Samantha Kelly — publicado 22 ago 2017 - 10:49

A empresa britânica DronesDirect.co.uk está personalizando o drone Phantom 4 para possibilitar que a máquina passei com seu cachorro.

Pelo precinho nada camarada de £2 mil (aproximadamente R$8 mil), o Dog Drone tem uma coleira retráctil e um dispositivo contra colisão que o impediria de bater em obstáculos no caminho.

Para o tutor restaria apenas fazer o download da rota e teoricamente sentar e relaxar enquanto o drone faz todo o trabalho.

Não há nenhum vídeo ou fotos oficiais de cães utilizando a tecnologia, porém os responsáveis pelo equipamento garantem que funciona.

Óbvio que eles não mencionam o que não dá para ser substituído pela máquina, como o cuidado humano, a atenção e proteção contra acidentes e roubos. Os cães precisam não só de exercício, mas de contato com outras pessoas e pets. Além disso, outras questões práticas ficam sem resposta, por exemplo quanto a força que o drone teria para segurar cães que puxam na coleira ou quem apanharia as necessidades do animal.

Por esse dinheiro, não seria muito melhor contratar um dog walker? Sem dúvida é a melhor opção para tutores que não têm tempo ou por alguma impossibilidade física não podem passear com seus pets.

Foto: Reprodução