Diabetes em cachorros

por Samantha Kelly — publicado 26 nov 2012 - 8:50

Os cães podem sim ter diabetes e é bom compreender porque a doença se desenvolve no animal e como perceber os sintomas e complicações que são advindos da condição.

Caso o seu pet tenha diabetes, saiba um pouco mais sobre a doença e como reconhecer os sinais.

 

Diabetes em cães. Foto: Reprodução/Google Images

 

O que é diabetes?

 

– Diabetes Melitus tipo I ou insulino-dependente

– Diabetes Melitus tipo 2 ou não insulino-dependente

 

A diabetes tipo 1 é um distúrbio hormonal que afeta a produção de insulina. É o resultado da produção inadequada de insulina pelas  ilhotas pancreáticas.

A Insulina permite que as células utilizem a glicose que é transportada pela corrente sanguínea. Sem a insulina necessária, as células não têm energia suficiente e muita glicose se acumula no sangue. Deficiência de insulina resulta em hiperglicemia (alto nível de açúcar no sangue) e glicosúria (excesso de açúcar na urina). Glicose na urina faz com que o animal excrete um grande volume de urina, causando desidratação e a vontade de beber mais água.

Inicialmente os cães que não metabolizam açúcar suficiente têm um aumento de apetite e o desejo de comer mais. Depois, com os efeitos da desnutrição, o apetite diminui.

A maioria, se não todos os cães, têm diabetes de tipo 1. Ao contrário da diabetes tipo 2, que às vezes pode ser reduzida ou até mesmo curada, diabéticos do tipo 1 precisam de injeções de insulina regularmente ao longo de suas vidas.

 

A diabetes do tipo 2 é um distúrbio endócrino crônico, caracterizado por hiperglicemia (açúcar elevado no sangue). Ao contrário da diabetes tipo 1, em que o pâncreas não produz insulina suficiente, a diabetes tipo 2 pode ocorrer quando o corpo do cão não responde corretamente à insulina. A diabetes Tipo 2 pode ser referida como diabetes resistente à insulina. Pode haver falta de insulina liberada pelo pâncreas para satisfazer as necessidades do metabolismo do animal. O objetivo da insulina é o de permitir que a glicose entre adequadamente nas células, onde pode ser eficazmente utilizada para a produção de energia no corpo do cão.

 

A diabetes aflige 1 em cada 500 cães no mundo.

Pacientes com pré-disposição à diabetes: Cães na meia idade, fêmeas no período pós-ovular ou em gestação, algumas raças específicas com pre-disposição (como Cairn Terrier e Samoyeda) e cães acima do peso.

Vale ressaltar que qualquer cão pode adquirir diabetes, até mesmo cães jovens, que podem ter uma pré-disposição genética.

Hoje, cães diagnosticados com diabetes e que recebem tratamento adequado possuem a mesma expectativa de vida de cães sem a doença.

 

Quais os sintomas de diabetes nos cães?

 

– Perda de peso, geralmente apesar de um aumento no apetite.

– Sede e vontade de urinar em excesso.

– Urina com odor de maçã.

– Quebra de gordura corporal e desenvolvimento de cetoacidose.

– Hálito pungente, com um odor químico.

– Infecções recorrentes.

– Intolerância a exercício.

– Catarata.

– Desidratação.

 

É imperativo você leve o seu cão para o veterinário caso perceba alguma mudança de comportamento.

 

Fontes:

Wikipedia

Vetinfo Diabetes in Dogs Type 1

Vetinfo Diabetes in Dogs Type 2

Web M.D.

Livro Larousse – Do cão ao Cãozinho.

 

 

Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 set 2017 - 9:28

Mudanças nem sempre são fáceis, principalmente quando elas são grandes e quando precisamos passar por elas sozinhas. Como é o caso da mudança do Brasil para os Estados Unidos que a atleta do UFC Cláudia Gadelha passou há pouco tempo.

Além de precisar passar por tudo isso sem nenhum membro de sua família ao seu lado, a lutadora também está com treinadores novos.

Seja bem vindo, bebe!! Welcome to my baby!! #teamclaudia #TeamCG #thisisfancy #myfancydog

 » Read more about: Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira  »

Após forte terremoto que deixou muitos mortos, México comemora resgate de cachorro

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 set 2017 - 18:23

Infelizmente, novos desastres naturais aconteceram e trouxeram muita dor e transtornos. Dessa vez, um forte terremoto de magnitude de 7.1abalou o México no dia 19 de agosto, última terça-feira.

Essa magnitude de terremoto é muito forte e os danos que ela pode causar são incontáveis. Muitas pessoas perderam suas casas e muitas pessoas morreram. De terça-feira para cá as buscas por pessoas com vida em meio aos escombros não param. Não só por pessoas,

 » Read more about: Após forte terremoto que deixou muitos mortos, México comemora resgate de cachorro  »

Patrick Stewart não poderá ficar com cadelinha que pretendia adotar após dar lar temporário

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 set 2017 - 9:38

Há cerca de seis meses, o ator Patrick Stewart, que participou de vários filmes, mas é mais conhecido por seu papel como Professor Charles Xavier em X-Men, encantou ainda mais seus fãs ao abrir as portas de sua casa nos Estados Unidos para dar lar temporário para uma cadelinha resgatada.

Ginger, que é da raça Pit Bull, logo ganhou o coração de Patrick e o de sua esposa com toda a sua doçura, apesar do passado difícil que teve antes de ser resgatada.

 » Read more about: Patrick Stewart não poderá ficar com cadelinha que pretendia adotar após dar lar temporário  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 set 2017 - 9:28

Mudanças nem sempre são fáceis, principalmente quando elas são grandes e quando precisamos passar por elas sozinhas. Como é o caso da mudança do Brasil para os Estados Unidos que a atleta do UFC Cláudia Gadelha passou há pouco tempo.

Além de precisar passar por tudo isso sem nenhum membro de sua família ao seu lado, a lutadora também está com treinadores novos.

Seja bem vindo, bebe!! Welcome to my baby!! #teamclaudia #TeamCG #thisisfancy #myfancydog

A post shared by CG (@claudiagadelhaufc) on

Para ajudar nesse período de adaptação após a mudança, que aconteceu bem perto de sua próxima grande luta no UFC Japão, realizada hoje na cidade de Saitama, a atleta decidiu levar um cachorrinho para a sua nova casa.

O cachorro Pablo, um pequeno filhote que logo se tornou um membro de sua família, entrou na vida de Gadelha em junho deste ano e está tornando a vida e a adaptação da atleta em Albuquerque, cidade localizada no estado americano do Novo México e onde a lutadora está morando, muito melhor e mais tranquila.

Meio de semana corrido por aqui, mas o sorriso está sempre estampado no nosso rosto. Obrigada Senhor por permitir com que eu trabalhe com o que amo. As artes marciais definem caráter e aproxima o adolescente rebelde da família. Estimule a pratica do esporte! Salve uma vida. Seja grato. Que Deus abençoe a quarta feira de vocês!! Half of the week for me, a lot work to do still but we are always smiling. Thank you Lord for letting me do what I love as a job. Martial arts is a beautiful thing, builds character and makes families stick together even more. We gotta stimulate the practice of sport!! Save a life. Be thankful. Have a great Wednesday everyone!! #teamclaudia #teamCG #mma #ufc #ufcjapao #ufcjapan #elevationtraining #newmexico #bullterrierlovers

A post shared by CG (@claudiagadelhaufc) on

“Estou sozinha aqui nos Estados Unidos e não tenho nenhum membro da minha família por perto, apenas meus treinadores, que são novos na minha vida. Então, o Pablo vem me ajudando bastante”, contou Cláudia Gadelha para o site UOL Esporte.

A atleta Cláudia Gadelha vai protagonizar, junto com a também brasileira Jéssica Bate-Estaca, a segunda luta mais importante do UFC Japão. Com certeza, Gadelha terá um novo e especial torcedor a seu favor, o pequeno Pablo.

Fonte: UOL Esporte

Após forte terremoto que deixou muitos mortos, México comemora resgate de cachorro

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 set 2017 - 18:23

Infelizmente, novos desastres naturais aconteceram e trouxeram muita dor e transtornos. Dessa vez, um forte terremoto de magnitude de 7.1abalou o México no dia 19 de agosto, última terça-feira.

Essa magnitude de terremoto é muito forte e os danos que ela pode causar são incontáveis. Muitas pessoas perderam suas casas e muitas pessoas morreram. De terça-feira para cá as buscas por pessoas com vida em meio aos escombros não param. Não só por pessoas, mas também animais.

Todos estão ajudando nas buscas. As equipes de resgate estão trabalhando desde o primeiro momento, mas todas as pessoas estão ajudando e não perdem tempo, vão logo retirando escombros e procurando sobreviventes.

Toda vida salva é muito comemorada pela população. Todos que são encontrados vivos em meios aos escombros recebem a mesma rapidez de resgate e os mesmos cuidados, como pôde ser visto durante o emocionante resgate de um cãozinho.

Durante as buscas, um momento tocou a todos que estavam presente, foi quando vários homens trabalharam juntos para resgatar um cachorro que estava preso nos escombros do que antes do terremoto era um prédio.

Além de surpreendente e emocionante, o resgate do cãozinho mostrou o melhor lado do ser humano, a solidariedade, cuidado e preocupação com todos os seres após um desastre natural que abalou todo um país, e até o mundo.

Ao perceberem que o animal estava bem, a multidão que estava acompanhando os resgates em meio a toda aquela poeira vinda das ruínas do prédio aplaudiu e comemorou a vida do cachorrinho.

Um conforto no meio de tanta tristeza e destruição.

Fonte: I Heart Dogs