Eutanásia, optar ou não?

A prática da eutanasia é realizada no Brasil apenas no âmbito médico veterinário

por George Augusto — publicado 8 nov 2014 - 23:36

Esse tema é bastante polêmico entre os tutores dos cães, não só no Brasil, mas no mundo inteiro. O nome eutanásia vem do grego “eu” = bom e “thanatos” = morte, ou seja, tem um significado de “boa morte”, tendo como entendimento, uma morte tranqüila e sem sofrimento. Essa prática é utilizada no Brasil, apenas no âmbito médico veterinário. Essa manobra da medicina tem como finalidade acabar com o sofrimento do paciente, ou seja, pacientes terminais, com doenças em que não há tratamento e pouco alívio.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A escolha de optar pela eutanásia é sugerida normalmente pelo médico veterinário, responsável pelo caso do animal. A decisão final em escolher ou não é unicamente feita pelo tutor do animal, ou seja, o profissional de forma alguma pode tomar a decisão sem a opinião e a permissão do proprietário do pet. Existe uma gama de pessoas que são a favor dessa prática como beneficio, não para o dono, e sim para o animal enfermo. Já outros tutores de cães acham essa prática totalmente cruel e não permitem que o animal seja eutanasiado, nem mesmo estando o animal prostrado, portando uma doença incurável.

Muitos desses tutores, que não permitem a eutanásia, decidem assim devido à dúvida que se instala diante daquele sentimento de esperança de que, um dia, o animal possa se recuperar. Outros tutores não aceitam a prática, porque pensam que vão ser responsáveis pela morte do pet. Por último, e em maior escala, existem os que não concordam por falta de informações do procedimento. Esses, por sua vez, acreditam que o animal, no momento da eutanásia, passará por sofrimento e dor.

Existem alguns pontos, dentro da medicina veterinária, que são avaliados como critérios, no momento de ser escolhida ou não a eutanásia. Alguns desses fatores, são:

– Animais usados para uso científico, muitas vezes contaminados com patógenos agressivos e incuráveis.

– Animais acometidos com patologias que podem oferecer riscos à fauna local.

– Animais que passem zoonoses, ou seja, doenças transmitidas do animal para o ser humano. Nesses casos para evitar uma disseminação da doença para população, é indicada a eutanásia.

– Animais passando por uma moléstia que cause para o mesmo muito sofrimento e dor. Nesse caso pode ser feita a eutanásia para aliviar o sofrimento do animal, caso a doença não tenha cura nem tratamento.

Existem casos de tutores de animais, que pedem ao médico veterinário para que seja feita a eutanásia, sem que o mesmo esteja apresentando alguma doença grave. Muitos preferem eutanasiar a pagar um tratamento, pois acham muito oneroso. Essa opinião é totalmente errada, pois caso não tenha condição financeira de arcar com as despesas, é preferível que se doe o animal para alguém que se prontifique em dar continuidade à sua vida. Um animal não é um brinquedo ou um objeto, e sim uma vida que requer respeito e cuidados.

A opção pela eutanásia só deve ser feita nos casos mais graves e críticos. Jamais utilize essa manobra em casos que não são necessários. É importante lembrar que só o médico veterinário é habilitado a executar essa prática. Se tiver qualquer dúvida, procure o profissional de sua confiança. Ele avaliará o caso e dará sua opinião, mas a última decisão é sua.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: george_medvet@hotmail.com

Kim Kardashian apresenta o novo cachorrinho de sua filha

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jun 2017 - 18:50

Para comemorar o aniversário de quatro anos de sua filha com kanye West, Kim Kardashian deu para a pequena North West um filhote de cachorro como presente.

Kim apresentou o pequeno cachorro em suas redes sociais, mas não deu grandes detalhes.

O filhote parece ser da raça Lulu da Pomerânia, também conhecida por Spitz Alemão. Alguns sites internacionais especulam que o cão seja um Teacup Lulu Da Pomeranian, tamanho maior e que apresentaria menos problemas de saúde do que o micro.

 » Read more about: Kim Kardashian apresenta o novo cachorrinho de sua filha  »

Casal que mantinha 170 cães em péssimas condições é proibido de ter animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jun 2017 - 9:33

Nos Estados Unidos, um casal foi condenado por maus-tratos a animais por manterem cerca de 170 cachorros em péssimas condições. Mark Vattimo, de 72 anos, e Christine Calvert, de 62, se declararam culpados por negligenciarem os cachorros, todos da raça Yorkshire Terrier.

Em janeiro deste ano, 2017, dezenas de cachorros foram encontrados em uma sala escura. A situação era terrível. Os animais estavam vivendo em meio a muita sujeira e com urina cobrindo o chão e até paredes.

 » Read more about: Casal que mantinha 170 cães em péssimas condições é proibido de ter animais  »

Cães treinados trabalharam no processo de buscas após incêndio da Grenfell Tower, em Londres

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 jun 2017 - 18:15

Na madrugada do dia 14 de junho, um grande e trágico incêndio tomou conta de um prédio residencial de 24 andares localizado em Londres, o Grenfell Tower, e causou a morte de mais de 70 pessoas.

Bombeiros e policiais começaram a trabalhar o mais rápido possível para apagar o fogo e começar as buscas por sobreviventes. E foi aí que começou a participação de cães de serviço.

Cachorros especialmente treinados ajudaram no lento e meticuloso processo de busca.

 » Read more about: Cães treinados trabalharam no processo de buscas após incêndio da Grenfell Tower, em Londres  »

deixe seu comentário:

Kim Kardashian apresenta o novo cachorrinho de sua filha

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jun 2017 - 18:50

Para comemorar o aniversário de quatro anos de sua filha com kanye West, Kim Kardashian deu para a pequena North West um filhote de cachorro como presente.

Kim apresentou o pequeno cachorro em suas redes sociais, mas não deu grandes detalhes.

Kim Kardashian deu um fofo cachorrinho de presente para a sua filha. (Foto: Reprodução / Instagram @kimkardashian)

O filhote parece ser da raça Lulu da Pomerânia, também conhecida por Spitz Alemão. Alguns sites internacionais especulam que o cão seja um Teacup Lulu Da Pomeranian, tamanho maior e que apresentaria menos problemas de saúde do que o micro.

O que também se sabe é que Penélope, filha de Kourtney Kardashian e sobrinha de Kim, também ganhou um filhote igual ao da prima North.

Ao mostrar o pequeno filhote para seus fãs pela primeira vez, Kim só contou que o animal era da sua filha e que ele ainda não tinha nome.

Kim apresentou o filhote para seus fãs através das redes sociais. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK / Kim Kardashian Snapchat)

“Gente, quão fofo é o cachorrinho de Northie?”, perguntou Kim para os seus seguidores do Snapchat. Ainda em um vídeo publicado na rede social, Kim olha para o fofo filhote e pergunta: “Como devemos chamar você?”.

Em seu perfil oficial no Instagram, a esposa de kanye West contou que sua sobrinha já escolheu o nome do seu cachorrinho, que agora se chama Honey e perguntou para os seus seguidores: “Como deveremos chamar o nosso?”.

North West e sua prima Penélope ganharam cachorrinhos iguais.
(Foto: Reprodução / Instagram @kimkardashian)

O que sabemos de fato até agora é que ambos os filhotes são muito lindos e fofinhos e esperamos que eles sejam sempre muito bem cuidados.

Fonte: TMZ / Daily Mail UK

Casal que mantinha 170 cães em péssimas condições é proibido de ter animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 jun 2017 - 9:33

Nos Estados Unidos, um casal foi condenado por maus-tratos a animais por manterem cerca de 170 cachorros em péssimas condições. Mark Vattimo, de 72 anos, e Christine Calvert, de 62, se declararam culpados por negligenciarem os cachorros, todos da raça Yorkshire Terrier.

Em janeiro deste ano, 2017, dezenas de cachorros foram encontrados em uma sala escura. A situação era terrível. Os animais estavam vivendo em meio a muita sujeira e com urina cobrindo o chão e até paredes. Os policiais precisaram usar máscaras para conseguirem entrar no local.

Os cães foram encontrados em péssimas condições, vivendo em meio a muita sujeira e doentes. (Foto: Reprodução / UOL / San Diego Humane Society)

Além da visível negligência em relação à higiene do local e dos animais, a saúde dos cães também não estava recebendo a atenção necessária. Vários cachorros estavam com infecções e apresentando perda de pelo.

Após ser identificado, o casal foi encontrado com mais 31 cachorros. Algumas semanas depois, a mulher foi presa em Nevada. Ela estava em um motorhome (também conhecido como trailer) com mais 46 cães.

No total, foram resgatados cerca de 170 cães que estavam sob a responsabilidade e posse do casal. Algumas cadelas estavam grávidas e tiveram seus bebês já em um lugar melhor.

Os oficiais precisaram usar máscaras para conseguirem entrar onde os cães estavam. (Foto: Reprodução / UOL / San Diego Humane Society)

O casal se declarou culpado e foi condenado. Mark Vattimo e Christine Calvert estão proibidos de ter qualquer animal por pelo menos uma década e terão de encarar três anos de pena em liberdade condicional.

Fonte: UOL