Hipotireoidismo em cães

Uma hipofunção da glândula tireóide, o hipotireoidismo acomete tanto humanos quanto cachorros

por George Augusto — publicado 6 dez 2014 - 18:07

O hipotireoidismo é uma alteração hormonal que ocorre tanto nos seres humanos quanto nos animais, dentre eles os cães. No organismo dos cães existem vários hormônios. cada um desempenhando uma função no corpo. Os hormônios são secretados das glândulas para a corrente sanguínea, com a função de acelerar ou desacelerar alguma ação. O hipotireoidismo, como o próprio nome revela, é a hipofunção da glândula tireóide, ou seja, ocorre a diminuição dos hormônios secretados. A glândula tireóide tem um papel importantíssimo no corpo do animal, secretando os hormônios Tiroxina (T3), Triiodotironina (T4) e a Calcitonina.

Existem várias causas que podem desencadear o hipotireoidismo nos cães. Uma das causas  pode ser a deficiência de iodo, pois o iodo é de suma importância para que haja uma produção hormonal adequada pela tireóide. Existem medicamentos que também podem  levar a uma hipofunção da tireóide, como o Carbonato de lítio, o Propiltiouracil, a amiodarona, dentre outros. Existe uma linha de pesquisadores que também defendem que, em muitos casos, essa disfunção pode estar associada à origem genética de algumas raças, tais como: Cocker Spaniel, Beagle, Labrador e Golden Retriever.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Os sinais clínicos do hipotireoidismo podem ser bastante amplos, por isso é importante que um médico veterinário esteja acompanhando o caso. Em relação às sintomatologias que o animal pode apresentar, no caso de uma alteração hormonal, como o hipotireoidismo, podemos citar:

– O animal apresenta uma sonolência excessiva;

– Apresenta mais queda de pelo, podendo apresentar áreas com alopecias;

– A pele do animal começa a ficar mais seca;

– O pet começa a apresentar um ganho de peso anormal;

– Ocorre cansaço rápido e o cão apresenta um quadro depressivo.

O diagnóstico é feito unicamente por um médico veterinário da sua confiança. Como qualquer doença, é feita uma boa anamnese e um exame clínico do cão. Normalmente o clínico pode requerer exames laboratoriais e exames complementares, como: Uma ultra-sonografia ou um raio-X. Isso dependerá de cada profissional.

O tratamento para o hipotireoidismo em cães é feito através de terapia medicamentosa escolhida pelo médico veterinário. Normalmente, é feita uma reposição hormonal. É importante que o tutor procure levar seu cão para um endocrinologista veterinário, pois é um profissional especialista em hormônios.

Infelizmente não existe prevenção para o hipotireoidismo. O que pode ser alertado, é que o animal, assim que apresente alterações parecidas com as citadas acima, seja levado imediatamente para um especialista. Como os hormônios têm a função do controle metabólico de todo o organismo, no momento em que ocorre uma desregulação, sem que haja um tratamento imediato, pode levar a prejuízos na saúde do seu animal. Sempre leve seu cão para um check up rotineiro numa clínica veterinária, pois em muitos casos, o hipotireoidismo é descoberto ainda na fase inicial, facilitando assim um tratamento com sucesso.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda,

 » Read more about: Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira  »

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor,

 » Read more about: Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande  »

Dicas de presentes para o Dia das Mães

por Karina Sakita — publicado 18 abr 2018 - 18:42

Os cachorros já são parte da família, então é óbvio que mãe de cachorro também deve e merece comemorar o Dia das Mães.

Maridos, namorados e irmãos, vejam essas dicas de presentes para esta data especial!

E essas sugestões também vão servir para você que tem uma mãe que é apaixonada por cachorro. Não deixe para a última hora e garanta o presente dela na loja Doguim.

 » Read more about: Dicas de presentes para o Dia das Mães  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda, tem uma turma grande em casa e suas redes sociais estão repletas de registros dos pets.

Tenho certeza que metade da população brasileira desejou agora mesmo ser adotada por essa família.

 

Um tapete? Não… O Marley aproveitando o chão geladinho nesse calor. 🖤

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

A minha turma é da pesada… 😍🙈

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

Praça onde tudo aconteceu, sempre com a presença de crianças brincando. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor, que estava solto, se aproximou do seu pet e, em seguida, o policial disparou.

Thor foi atingido com um tiro e imediatamente socorrido por seus tutore, sendo levado para uma clínica veterinária. Não foi informado detalhes da situação do animal.

Além do fato de ter machucado gravemente o cachorro, os frequentadores da praça ficaram bastante assustados com o ocorrido, pois no momento do tiro havia muitas crianças brincando no local. “A praça estava lotada de crianças, poderia ter atingido outra pessoa”, afirmou uma testemunha.

De acordo com o depoimento prestado pelo policial, que se apresentou na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Piratininga ainda na noite do dia do incidente, ele contou que passeava com seu cão quando o Labrador escapou de uma casa e avançou no seu animal.

Animal baleado foi imediatamente socorrido e levado para clínica veterinária. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

Ainda no depoimento, o policial contou que atirou no chão para proteger seu cachorro, mas que o tiro acabou acertando Thor.

De acordo com o delegado Hoffman D’avilla, responsável pelo caso, o policial passou por teste do bafômetro, que deu negativo. Ainda segundo ele, todos os fatos serão analisados para que a ocorrência possa ser registrada.

O caso deve ser colocado em segredo de Justiça por envolver um policial.

Fonte: Campo Grande News