Otohematoma em cães

Causado por rompimentos de vasos, o otohematoma é um quadro rotineiro nas clínicas veterinárias

por George Augusto — publicado 7 nov 2014 - 14:02

O otohematoma é normalmente desconhecido pelo tutores com essa nomenclatura técnica. Essa enfermidade é a famosa “orelha estourada”, encontrada mais em pessoas praticantes de arte-marciais, como: MMA e Jiu Jitsu. Ao contrário do que muitos pensam, essa condição não acomete somente os seres humanos. Acredite se quiser, os animais também podem apresentar “orelhas de lutador”. Esse quadro clínico é bastante comum nas clínicas e hospitais veterinários, fazendo com que seja muitas vezes considerado um quadro rotineiro, principalmente em cães com orelhas pendulares (orelhas caídas).

O otohematoma é causado por rompimentos de vasos, normalmente micro vasos, da orelha do animal. Com o rompimento dos micro vasos, o sangue fica acumulado debaixo da pele, fazendo com que surja uma bolsa de sangue. Com o tempo que o sangue fica acumulado na orelha em forma de bolsa, ocorre a deposição de fibrina, fazendo com que a orelha fique mais grossa. A causa principal do aparecimento do otohematoma é um traumatismo empregado na orelha do animal, podendo ter várias origens, tais como:

– Mordida numa briga com outro animal;

– Animais que apresentam otite, fazendo com que o pet se coce bastante e traumatize a orelha;

– Batidas em móveis ou objetos duros, ou até mesmo em brincadeiras com outros animais.

É importante enfatizar que o otohematoma, pode ser uni ou bilateral, ou seja, pode acometer uma só orelha ou as duas ao mesmo tempo.

Otohematoma em cães. Foto: Reprodução

Otohematoma em cães. Foto: Reprodução

Os sinais clínicos que o animal apresenta quando é acometido pelo o otohematoma são de fácil diagnóstico. Ao contrário de outras patologias que atingem os cães, o otohematoma, normalmente, não influencia na alimentação e na vida normal do pet. Os principais sinais clínicos a serem observados pelo tutor do cão, são:

– O pet apresenta dor ao tocar na orelha acometida;

– Apresenta inchaço em uma orelha só –ou em ambas- e Coceira (em casos da presença de otite).

Por mais que o tutor observe o aumento nas orelhas, só quem pode fechar o diagnóstico, se é ou não um otohematoma, é o profissional médico veterinário. O diagnóstico é feito através da anamnese e exame clínico do cão. Quem vai definir o tratamento a ser empregado é o profissional de sua confiança.

O tratamento do otohematoma normalmente é cirúrgico. Isso tem que ser feito somente por um médico veterinário. Jamais tente tratar o problema sem o acompanhamento de um profissional. É importante que o tutor, assim que perceber o inchaço na orelha do pet, leve-o imediatamentoe para uma avaliação. Como dito anteriormente, quando se demora muito, há a deposição de fibrina, endurecendo e espessando a orelha do cão. Dependendo do grau do quadro clínico, a orelha pode não voltar a ser como antes.

A prevenção é basicamente ter cuidado com a saúde do cão. Levar sempre a um profissional habilitado,  no caso de aparecimento de otite ou moscas. Um ponto também importante para se evitar a presença deste quadro é não deixar seu cachorro solto na rua para não brigar com outros cães e, no caso de aparecimento de inchaço na orelha, levá-lo imediatamente a uma clínica veterinária para uma avaliação médica. Lembre-se: quanto mais cedo tratar, as chances de uma recuperação bem sucedida aumentam.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

Homem morde animal que estava atacando seu cachorro de estimação e salva pet

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 fev 2018 - 18:29

Quando passamos pela situação de ver nossos animais de estimação sofrendo, sempre tentamos fazer o possível para minimizar essa dor. Muitas vezes, alguns tutores chegam a tomar atitudes por impulso, tudo para salvar a vida de seus animais.

E foi exatamente isso o que aconteceu com John Wood, um homem de 65 anos que não pensou duas vezes antes de se colocar em risco para salvar a vida do seu cachorro de estimação, um Jack Russell de 11 anos de idade chamado Bobby.

 » Read more about: Homem morde animal que estava atacando seu cachorro de estimação e salva pet  »

Tatá Werneck filma noivo ajudando cãozinho a nadar e não perde a piada

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 fev 2018 - 15:31

Tutora de 13 gatos resgatados das ruas e sete cachorros que foram adotados de abrigos, animais que cuida com a ajuda do noivo, o ator Rafael Vitti, na casa onde eles moram, Tatá Werneck sempre costuma publicar vídeos e imagens de seus pets nas redes sociais.

Um dos vídeos mostra Rafael Vitti com o cachorro Nino na piscina. O ator fica muito surpreso e feliz ao perceber que o cãozinho, que é deficiente físico e não tem uma das patinhas dianteiras,

 » Read more about: Tatá Werneck filma noivo ajudando cãozinho a nadar e não perde a piada  »

Cachorro deixado trancado em casa enquanto tutores viajavam é resgatado pela polícia

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 fev 2018 - 9:21

Antes de levar um cachorrinho para casa é importante saber que, além de todos os cuidados que devemos ter com ele, um animal também pode significar ter que abrir mão de algumas coisas, como viagens, por exemplo.

Porém, parece que nem todos os tutores param para pensar nisso e nem se programam em relação ao animal quando surge um passeio. É isso o que mostra o caso do cachorro que ficou trancado por dias sozinho em casa,

 » Read more about: Cachorro deixado trancado em casa enquanto tutores viajavam é resgatado pela polícia  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Homem morde animal que estava atacando seu cachorro de estimação e salva pet

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 fev 2018 - 18:29

Quando passamos pela situação de ver nossos animais de estimação sofrendo, sempre tentamos fazer o possível para minimizar essa dor. Muitas vezes, alguns tutores chegam a tomar atitudes por impulso, tudo para salvar a vida de seus animais.

E foi exatamente isso o que aconteceu com John Wood, um homem de 65 anos que não pensou duas vezes antes de se colocar em risco para salvar a vida do seu cachorro de estimação, um Jack Russell de 11 anos de idade chamado Bobby.

O cãozinho Bobby foi atacado por dois cachorros durante um passeio com seu tutor. (Foto: Reprodução / Deadline News)

De acordo com o tutor, ele estava caminhando com o cãozinho por Ferrybridge, em West Yorkshire, na Inglaterra, quando apareceram dois cachorros, um Rottweiler e outro branco, também grande e que ele acredita ser sem raça definida.

“O Rottweiler veio correndo e começou a atacar Bobby pelas costas. Bobby então tentou se defender, mas o cachorro branco pulou e agarrou Bobby pela garganta. Ele iria matá-lo, então eu comecei a bater na cabeça dele com uma vara. Ele ainda não o soltava”, contou John.

Foi então que o tutor, com o instinto de salvar seu pet, se jogou nos cachorros e começou a morder o animal que estava atacando Bobby. “Eu mordi e mordi, só continuei mordendo por cerca de dez segundos, até que o cachorro finalmente soltou Bobby”, explicou John, que disse ainda que nesse momento os cachorros que estavam atacando finalmente recuaram.

O cãozinho foi salvo por seu tutor, mas ficou bastante machucado. (Foto: Reprodução / Deadline News)

Porém, infelizmente, Bobby ficou bastante machucado e sofreu lesões muito graves na área do pescoço. O animal foi imediatamente levado para uma clínica veterinária, onde fez procedimentos, colocou um dreno no pescoço e levou pontos. Até agora, o tratamento do animal já chegou ao valor de mil Libras, cerca de R$ 4.500 mil.

Bobby já está em casa e segue se recuperando. Enquanto isso, John busca pelos tutores dos cachorros responsáveis pelo ataque para que eles paguem por todo o tratamento de Bobby.

Fonte: Daily Mail UK

Tatá Werneck filma noivo ajudando cãozinho a nadar e não perde a piada

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 fev 2018 - 15:31

Tutora de 13 gatos resgatados das ruas e sete cachorros que foram adotados de abrigos, animais que cuida com a ajuda do noivo, o ator Rafael Vitti, na casa onde eles moram, Tatá Werneck sempre costuma publicar vídeos e imagens de seus pets nas redes sociais.

Um dos vídeos mostra Rafael Vitti com o cachorro Nino na piscina. O ator fica muito surpreso e feliz ao perceber que o cãozinho, que é deficiente físico e não tem uma das patinhas dianteiras, consegue nadar direitinho.

Ao ver a reação do noivo, Tatá não se segura e, claro, que faz uma piadinha. “@rafaavitti feliz acreditando que estava ensinando Nino a nadar. Mal sabe que Nino já sabia nadar antes de conhecer Rafa. Não vamos contar. Deixa ele ficar feliz.”, escreve ela junto com o vídeo publicado no seu perfil do Instagram.

Muito bom ver quando um casal divide o amor pelos animais.