Como transportar seu cachorro no carro de maneira segura

Listamos as melhores opções do mercado pet para o transporte de cachorros dentro de carro.

por Samantha Kelly — publicado 21 ago 2015 - 13:37

É muito importante transportar seu pet de maneira segura quando ele for andar de carro, pensando na integridade física não só dele, como também dos que estão em volta dentro e fora do veículo.

Quando os animais ficam soltos dentro do veículo, uma série de situações podem acontecer: eles podem se ferir gravemente se o carro entrar em uma colisão ou se o condutor frear bruscamente; eles podem causar involuntariamente um acidente ao se movimentarem perto do condutor, tirando sua atenção; alguns potenciais acidentes podem acontecer com o cachorro envolvendo a janela ou porta, etc.

Sabendo desse perigo, o nosso código de trânsito prevê penalidades com infração média e grave para as pessoas que não transportam corretamente seus cães.

Por todos esses motivos, listamos as melhores formas que hoje são oferecidas pelo mercado pet para o transporte seguro de animais.

 

Caixa de transporte para cães. Foto: Reprodução

Caixa de transporte para cães. Foto: Reprodução

Caixa de transporte

Porte: Todos os cães poderão ser transportados com a caixa.

A caixa de transporte especial para cães é uma ótima maneira de manter seu pet seguro. Antes de realmente utilizar a caixa pela primeira vez, é sempre ideal acostumar o cão, antes do passeio e de forma gradativa, para que esse não seja um motivo a mais de estresse.

Uma vez que a caixa estiver no carro no banco traseiro, coloque o cão dentro e feche a portinha. Para que a caixa esteja bem segura, sem perigo de deslocamento em caso de uma freada mais brusca, o tutor pode tanto afastar para trás o banco do passageiro, assim prendendo a caixa entre os bancos da frente e o de trás, como também prender a caixa com o cinto de segurança

A caixa precisa ser grande o suficiente para o animal se movimentar, podendo levantar, dar uma volta e se acomodar.

Recomendamos colocar um tapete higienico no chão da caixa para que, caso aconteça algum acidente com as necessidades, elas sejam absorvidas.

Dependendo do tempo que o animal ficará na caixa, um comedouro e bebedouro portátil pode ser anexado na caixa.

No caso de cães de porte grande ou gigante, como o Dogue Alemão ou o Mastife, a caixa de transporte deles provavelmente não caberá no banco traseiro de um carro popular e, se couber, irá obstruir a visão do condutor da rua. Uma solução é chamar um Taxi Pet, que terá um espaço dentro do veículo que é apropriado para o cão. Ainda assim, o cão será transportado na caixa.

O preço da caixa varia de acordo com o tamanho, material e marca. Existem caixas especiais com o material Microban, que tem ação antibacteriana, unindo a alta durabilidade e segurança com a proteção contra bactérias

 

Foto: Reprodução

Cinto de segurança peitoral. Foto: Reprodução

Cinto de segurança peitoral

Porte: Pequeno, médio e grande.

Existem peitorais específicos para o transporte de cães em carros de todos os tamanhos e modelos. O peitoral é preso com um adaptador na fivela do cinto e permite que o animal tenha um pouco mais de liberdade no banco traseiro. É uma opção normalmente escolhida para cães de porte médio e grande.

Por causa da ergonomia do próprio peitoral, o tranco é distribuído de uma forma nivelada no corpo do cão.

Não esquecer de adaptar o tamanho da alça para não deixá-la frouxa demais, para que o animal não caia atrás do banco.

Os preços do peitoral variam muito de acordo com o material utilizado. Materiais mais resistentes e acolchoados serão mais caros, porém valem a pena para oferecer maior conforto e segurança ao cão.

 

 

Foto: Reprodução

Asssento cadeirinha para transporte de cachorros no carro. Foto: Reprodução

Assento cadeirinha

Porte: Pequeno, até 10 quilos.

O assento cadeirinha é uma opção para os tutores que não querem usar o peitoral ou caixa. É muito bom para cães pequenos e pode ser uma alternativa ao peitoral, para que eles não fiquem muito soltos no banco de trás.

Ele é facilmente encaixado no banco, tem fivela de regulagem e é compatível com o cinto de segurança.

Eles são normamente adaptáveis a qualquer carro, sao dobráveis e fáceis de guardar.

Para cães que se sentem confinados e desconfortáveis na caixa, o assento dá mais liberdade.

Por serem feitas de material acolchoado, são confortáveis, porém mais caros.

No Rio de Janeiro será proibido utilizar animais para testes de produtos cosméticos

por Andrezza Oestreicher — publicado 15 dez 2017 - 9:29

E a causa animal teve mais uma vitória no Brasil. Nos próximos dias, será promulgada uma lei que proíbe o uso de animais para testes de produtos cosméticos.

Em uma votação feita na última terça-feira, dia 14 de dezembro, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou, por 40 votos a favor e nenhum contra, o veto do governador Luiz Fernando Pezão e sancionará lei proibindo o uso de animais para cosméticos.

A lei irá valer em todo o estado do Rio de Janeiro e,

 » Read more about: No Rio de Janeiro será proibido utilizar animais para testes de produtos cosméticos  »

Em Portugal, crianças aprendem na escola sobre comportamento e bem-estar dos animais de estimação

por Andrezza Oestreicher — publicado 14 dez 2017 - 18:38

As pessoas costumam dizer que as crianças são o futuro planeta e a esperança de um mundo melhor. Pensando nisso, surgiu, em Portugal, o projeto “Eu Cuido. Um mundo melhor para os animais”.

O “Eu cuido”, que até o ano que vem vai atingir cerca de oito mil alunos só na Grande Lisboa e no Grande Porto, tem como maior objetivo ensinar e sensibilizar as crianças para diversos temas relacionados a animais de estimação.

 » Read more about: Em Portugal, crianças aprendem na escola sobre comportamento e bem-estar dos animais de estimação  »

Miley Cyrus faz nova tatuagem em homenagem a mais um de seus cachorros

por Andrezza Oestreicher — publicado 14 dez 2017 - 9:31

A atriz e cantora Miley Cyrus é uma apaixonada por cães e faz questão de deixar marcado e gravado na pele todo esse amor.

Dona de várias de tatuagens, estima-se que ela já tenha mais de 30 espalhadas pelo corpo, alguns dos desenhos escolhidos por Miley foram feitos como homenagens para os seus animais.

Mary Jane ❤️

A post shared by Miley Cyrus (@mileycyrus) on Dec 2,

 » Read more about: Miley Cyrus faz nova tatuagem em homenagem a mais um de seus cachorros  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

No Rio de Janeiro será proibido utilizar animais para testes de produtos cosméticos

por Andrezza Oestreicher — publicado 15 dez 2017 - 9:29

E a causa animal teve mais uma vitória no Brasil. Nos próximos dias, será promulgada uma lei que proíbe o uso de animais para testes de produtos cosméticos.

Em uma votação feita na última terça-feira, dia 14 de dezembro, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou, por 40 votos a favor e nenhum contra, o veto do governador Luiz Fernando Pezão e sancionará lei proibindo o uso de animais para cosméticos.

(Foto: Reprodução / The Wildcat Voice)

A lei irá valer em todo o estado do Rio de Janeiro e, de acordo com o seu texto, fica proibido o uso de animais para desenvolvimento, experimento e teste de produtos cosméticos, higiene pessoal, perfumes, limpeza e seus componentes. Além disso, também será proibida a comercialização de produtos que tiverem tido seus testes feitos em animais.

“Já há metodologias que fazem testes desses produtos sem utilizar os animais, então, nós temos que respeitar a dignidade dos animais e não tratá-los de forma cruel”, afirmou o deputado Gilberto Palmares, um dos autores do o projeto de lei 2.714/14, em comunicado oficial.

De acordo com Elizabeth Mac Gregor, diretora do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, o Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) do Ministério da Ciência e Tecnologia emitiu um relatório em 2016 reconhecendo que os métodos alternativos validados são mais eficientes do que o modelo animal.

(Foto: Reprodução / sirireporter)

Para quem quer ter certeza se suas marcas preferidas não fazem testes em animais ou quer passar a escolher marcas que não contribuem com maus-tratos a animais, é só buscar no site do PETA a lista com as empresas certificadas que utilizam métodos alternativos de testes.

Para ter essas informações de empresas nacionais, é só entrar no site do Projeto Esperança Animal (PEA).

Fonte: O Globo / Capricho

Em Portugal, crianças aprendem na escola sobre comportamento e bem-estar dos animais de estimação

por Andrezza Oestreicher — publicado 14 dez 2017 - 18:38

As pessoas costumam dizer que as crianças são o futuro planeta e a esperança de um mundo melhor. Pensando nisso, surgiu, em Portugal, o projeto “Eu Cuido. Um mundo melhor para os animais”.

O “Eu cuido”, que até o ano que vem vai atingir cerca de oito mil alunos só na Grande Lisboa e no Grande Porto, tem como maior objetivo ensinar e sensibilizar as crianças para diversos temas relacionados a animais de estimação.

As crianças vão aprender em sala de aula sobre cuidados e bem-estar animal. (Foto: Reprodução / Sapo Lifestyle / Projeto “Eu Cuido”)

Apesar da pureza e do amor que as crianças possam ter logo de cara com os animais, é importante que elas aprendam que eles não são brinquedos e também têm necessidades e precisam de cuidados.

Através do projeto, as crianças terão informações sobre cuidados, saúde, bem-estar, comportamento, regras de interação e o papel dos animais de estimação na sociedade.

Essas informações serão passadas para os alunos em sala de aula durante sessões interativas por um orientador, que vai responder questões como “Quais as diferenças entre o cão e o gato?”, “Quais os seus comportamentos?”, “Que atitudes devemos ter quando estamos perto de um destes animais?”, e apresentar conteúdos através de vídeos temáticos com os personagens Zé Gato e Cão Peão.

Além disso, durante as “aulas”, as crianças também irão conhecer pessoalmente alguns cães policiais, cães de terapia, cães-guia e saber mais sobre o trabalho destes animais, que é tão importante para a comunidade e para as pessoas que dependem deles.

Os alunos também irão conhecer cães policiais, cães de terapia, cães-guia e saber mais sobre a importância do trabalho destes animais. (Foto: Reprodução / Sapo Lifestyle / Projeto “Eu Cuido”)

“O ‘Eu Cuido’ é um projeto educativo que pretende contribuir para uma mudança de mentalidades desde a infância, para uma adequada e sã convivência com os animais de companhia. Queremos educar uma geração para agir com base no respeito e cidadania, porque se construirmos ‘um mundo melhor para os animais’ estamos também a fazer um mundo melhor para todos nós”, explica Filipa Herédia, coordenadora do projeto.

Ainda de acordo com Filipa, o projeto é “inclusivo, interativo e adequado ao nível de conhecimento e interesse das crianças, que procura levá-las a conhecer os animais de estimação através de conteúdos pedagógicos, multimédia, passatempos e jogos”.

O projeto “Eu cuido” conta com a colaboração de psicólogos e entidades que promovem o bem-estar dos animais.

Fonte: Susana Krauss / Sapo Lifestyle