Via Dr. Pet: Cuidados e preparativos para viajar de avião com o cão

por Samantha Kelly — publicado 4 set 2012 - 23:46

 

Este é um assunto que gera muitas dúvidas. Primeiramente, existem diversas regras a serem seguidas, dependendo do destino de sua viajem e das regras da companhia aérea que você pretende utilizar. Vamos focar, aqui, os cuidados e preparativos referentes ao bem estar do cão. Mas antes de fazer as malas, lembre-se de averiguar alguns detalhes importantes: alguns países têm regras rígidas com relação a hóspedes de quatro patas. O Reino Unido, por exemplo, exige que o animal fique de quarentena, seja microchipado e apresente o resultado de teste de anticorpos. Outros países não aceitam animaisvindos do Brasil. Pesquise o assunto cuidadosamente para não ter surpresas desagradáveis.

Se o seu cão é de porte pequeno, você poderá dar preferência a vôos que permitam que o bicho viaje na cabine. Cães de porte maior provavelmente irão viajar em outro compartimento do avião, em uma caixa de transporte. Nos dois casos devemos realizar um treino para que o cão considere essa caixa um ambiente muito seguro e agradável.

O treino é muito interessante, pois consiste em resgatar o instinto de se entocar do animal. Criamos uma toca para ele, na qual ele deverá se sentir extremamente confortável. Trabalharemos de forma gradual. O primeiro passo visa apenas a entrar na caixa: podemos estimulá-lo com comida (jogar petiscos para ele busque lá dentro), colocando um pano ou cobertor que ele esteja familiarizado. Quando o cão adentra, pode-se acariciá-lo ou promover uma interação com seus brinquedos. Nunca force o animal a entrar na caixa, nem brigue com ele quando estiver lá dentro. Lembre-se: esse deve ser o lugar mais confortável e protegido possível na mente do animal.

Com essa dinâmica estabelecida, começa-se a pedir comandos de “fica” dentro da caixa (com a portinhola inicialmente aberta), graduamos de maneira que possamos inicialmente permanecer no cômodo olhando para o cão, depois sem que ele seja capaz de nos observar, até conseguirmos sair do cômodo e o cão continuar na caixa. É o momento, então, de começar a fechar a portinhola e prosseguir com o mesmo treino (nesse caso, como ele já esta habituado a permanecer na caixa, provavelmente não ficará estressado se fecharmos a portinha. No entanto, fazer isso de uma hora para outra pode trazer um grande desconforto e gerar ansiedade).

A caixa de transporte deve ter um tamanho suficiente para que o bicho possa se levantar e conseguir rodar, porém determinadas companhias irão determinar um tamanho especifico, pesquise isto. Lembrete: passeie com o cão para que faça suas necessidades antes da hora do embarque. O uso de sedativos e calmantes deve ser prescrito por um veterinário: há uma série de cuidados a serem tomados nesse caso. O efeito do sedativo em determinados cães pode ser o oposto do desejado: ao invés de relaxar, alguns medicamentos excitam o animal, o que pode ser extremamente perigoso.

Resumindo: informe-se a respeito de legislação para entrada de animais em outros países; pesquise diversas companhias aéreas e seus regulamentos; tenha um bom médico veterinário para orientação; e faça o treino recomendado. Considere a complexidade do caso e, se necessário, peça auxílio de um profissional. Tenha uma boa viajem!

Texto: Daniel Svevo (Consultor de Comportamento da Equipe Cão Cidadão)

Revisão e Edição Final: Alex Candido

Via Dr. Pet

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Shar Pei e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda,

 » Read more about: Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira  »

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor,

 » Read more about: Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande  »

Dicas de presentes para o Dia das Mães

por Karina Sakita — publicado 18 abr 2018 - 18:42

Os cachorros já são parte da família, então é óbvio que mãe de cachorro também deve e merece comemorar o Dia das Mães.

Maridos, namorados e irmãos, vejam essas dicas de presentes para esta data especial!

E essas sugestões também vão servir para você que tem uma mãe que é apaixonada por cachorro. Não deixe para a última hora e garanta o presente dela na loja Doguim.

 » Read more about: Dicas de presentes para o Dia das Mães  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Shar Pei e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda, tem uma turma grande em casa e suas redes sociais estão repletas de registros dos pets.

Tenho certeza que metade da população brasileira desejou agora mesmo ser adotada por essa família.

 

Um tapete? Não… O Marley aproveitando o chão geladinho nesse calor. 🖤

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

A minha turma é da pesada… 😍🙈

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

Praça onde tudo aconteceu, sempre com a presença de crianças brincando. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor, que estava solto, se aproximou do seu pet e, em seguida, o policial disparou.

Thor foi atingido com um tiro e imediatamente socorrido por seus tutore, sendo levado para uma clínica veterinária. Não foi informado detalhes da situação do animal.

Além do fato de ter machucado gravemente o cachorro, os frequentadores da praça ficaram bastante assustados com o ocorrido, pois no momento do tiro havia muitas crianças brincando no local. “A praça estava lotada de crianças, poderia ter atingido outra pessoa”, afirmou uma testemunha.

De acordo com o depoimento prestado pelo policial, que se apresentou na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Piratininga ainda na noite do dia do incidente, ele contou que passeava com seu cão quando o Labrador escapou de uma casa e avançou no seu animal.

Animal baleado foi imediatamente socorrido e levado para clínica veterinária. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

Ainda no depoimento, o policial contou que atirou no chão para proteger seu cachorro, mas que o tiro acabou acertando Thor.

De acordo com o delegado Hoffman D’avilla, responsável pelo caso, o policial passou por teste do bafômetro, que deu negativo. Ainda segundo ele, todos os fatos serão analisados para que a ocorrência possa ser registrada.

O caso deve ser colocado em segredo de Justiça por envolver um policial.

Fonte: Campo Grande News